terça-feira, 11 de maio de 2021

Dicas na Web! #9

Top 5 dos Metal Heroes, Daileon e o Sistema de Apresentação nas narrativas japonesas.
Daileon recriado em CGI.

Daileon - Miniatura e vídeo promocional

O canal Bandai Spirits lançou, no último dia 7 de maio, um vídeo promocional para apresentar seu novo produto; uma miniatura transformável do Gigante Guerreiro Daileon, o robô de batalha do Jaspion. O comercial foi produzido em CGI e teve direção do renomado Koichi Sakamoto, que aparece no começo do vídeo comentando sobre o brinquedo e sobre como era legal ver o Daileon lutando na série. 

A ideia foi mostrar, rapidamente, as proporções e a mobilidade da miniatura do robô. Projetado por Katsushi Murakami, Daileon foi um dos robôs gigantes mais interessantes que a Toei Company mostrou na década de 1980.

A Tamashii Nations, da Bandai, vai lançar esse Daileon dentro de sua consagrada linha Chogokin. As entregas começam em outubro, ao valor (sem frete) de 18.700 ienes, ou cerca de 900 reais. Preço bem salgado, mas parece uma obra de arte em brinquedo. 


🍣🍣🍣🍣🍣

Sobre cronologia em universos ficcionais

Gokaiger (2011)

Em Gokaiger, todas as equipes Super Sentai (Changeman, Flashman, etc...) pertencem a um mesmo universo coeso. Na série em exibição atualmente, Zenkaiger, vemos que cada série ocorreu em um universo paralelo diferente. 

Fora a falta de um planejamento abrangente (aham), como explicar isso ao fã que se preocupa muito com cronologia? Um interessante artigo do Franco Ikari mostra como a cronologia (ou a falta dela) pode ser abordada em um universo ficcional. 


🍣🍣🍣🍣🍣

Metal Hero - Meu top 5 e por quê essa linhagem não é uma franquia

No último dia 07, foi postado no canal Resistência Tokusatsu um vídeo onde falo sobre as minhas cinco séries favoritas dos Metal Heroes da Toei Company

Antes de listar as séries, eu explico por quê Metal Hero não é uma franquia oficial. Faz tempo que eu percebo que a maioria das pessoas usa o termo "franquia" de modo incorreto e aproveitei esse depoimento para explicar um pouco melhor sobre esse conceito.

🍣🍣🍣🍣🍣

Links de sites, blogs, podcasts e canais de cultura pop:

RingueBeu Cast, Visão Tokusatsu, Casa do Boneco Mecânico, Guedes Manifesto, Coleção em Ação Show, Kodhak e mais!

LinkPopCult

 🍣🍣🍣🍣🍣

Apoio coletivo ~ Sushi POP:

Colabore com a continuidade de minhas atividades como redator e divulgador cultural, com qualquer valor a partir de R$ 5,00. 

Pode ser contribuição única ou recorrentepública ou anônima. Agradeço de qualquer forma. 

ApoioColetivo 

12 comentários:

anderson disse...

O Bandai Spirits também disponibilizou alguns episódios de Jaspion legendados em inglês(por cpincidência ao mesmo tempo que a Sato parece ter perdido os direitos sobre a dublagem da
série).Outras séries interessantes no canal da Bandai são o anime clássico Gordian Warrior
e o bizarro tokusatsu Girl Gun Lady(que de certa forma lembra Madoka Magica).

Jorge Hakaider disse...

Ano passado voltei a assistir Jiraiya completo desde que assisti na Manchete. Foi bom demais, considero Jiraiya meu segundo Metal Hero favorito. O primeiro sem dúvida é Metalder, que série fantástica! Não quero polemizar, mas acho um "crime" o que fizeram com essa série aí adaptar para VR Troppers. Eu assisti VR Troppers quando passou na Globo para matar as saudades de Metalder, mas era ruim demais. 😅

George Firefalcon disse...

Passei pra dizer que o artigo tá foda, Alexandre!

Abraço

Alexandre Nagado disse...

Fala, Anderson!

Meu palpite é que o problema da Sato com relação à dublagem deve estar relacionado com a questão dos direitos conexos, que tanto trabalho já deu no caso do Elcio Sodré. Já os episódios em inglês acho que é mesmo pra alavancar o Daileon. Fandom de Jaspion só tem mesmo no Brasil, e não sei se esse brinquedo caríssimo vai ter boa saída por aqui, ao contrário do boneco do Jaspion. Então, vão precisar mesmo divulgar mundo afora.

E preciso ver o canal da Bandai pra conhecer essas suas indicações.

Valeu! Abraço!

Alexandre Nagado disse...

E aí, Jorge!

Então, eu estou nesse mesmo caso. Só gostava de Troopers pra rever lutas do Spielvan e Metalder. A série americana nem era tão ruim, mas era picaretagem demais pra cabeça, ah ah.

Valeu! Abraços!

Alexandre Nagado disse...

Obrigado, George!

Abraço!!

Adelmo Veloso disse...

Muito bom! Seria bacana ter um Daileon desse na coleção, mas faz tempo que tenho evitado pegar figuras salgadas, me contentando com as mais baratinhas.

Grande voada da Toei essa bagunça na cronologia, se é que realmente existe uma. Preciso conferir essa matéria do Ikari.

Eu não sabia que os Metal Heroes não eram uma franquia! Vivendo e aprendendo a cada dia!

Alexandre Nagado disse...

Oi, Adelmo!

Então, esse post do Franco Ikari é interessante, mostra uma outra forma de abordagem sem levar em conta cronologia de outras produções para que uma obra funcione. E esse lance dos Metal Heroes eu queria falar faz tempo. Esse convite do Resistência Tokusatsu foi uma chance de abordar o assunto.

E o Daileon vai ficar só no sonho também por aqui, ah ah. Mas que parece um negócio sensacional, parece mesmo.

Abração!

Thiago AP disse...

Olá, muito obrigado pela divulgação do Blog Visão Tokusatsu. Sou um dos autores lá (junto com o Venancio e o Léo) e fiquei bem feliz de vê-lo mencionado aqui.

Alexandre Nagado disse...

Olá, Thiago!

É um prazer divulgar bons trabalhos, nem precisa agradece. Inclusive, se olhar no "Dicas na Web! #6", verá que tem uma indicação direta a um post específico, no caso a matéria sobre os 50 anos de "O Regresso de Ultraman".

Apareça mais por aqui. Abraço!

Leandro Pereira disse...

Fala, Ale! Estou escrevendo (agora, após mais de 1 ano que acompanho seu blog) para dizer a enorme admiração que nutro por você como pessoa e seu trabalho. Tenho até hoje uma pilha de revistas Herói aqui em casa, bem como sou conservador; então acho que você pode imaginar minha alegria quando fiquei sabendo que um dos caras que formaram meu arcabouço cultural é, hoje, uma resistência quase única ao domínio da agenda progressista sobre a cultura deste país.

Desejo ainda mais sucesso a você e à magistral curadoria de cultura pop japonesa que vem realizando neste espaço! Parabéns!

Alexandre Nagado disse...

Oi, Leandro. Muito obrigado! Sempre fico feliz quando aparece um leitor "das antigas". E se também compreende e reconhece a guerra cultural em que estamos envolvidos, melhor ainda. Obrigado mesmo!

Grande abraço!