quinta-feira, 15 de março de 2018

Koji Moritsugu, o Ultra Seven

Koji Moritsugu, o eterno Dan Moroboshi (1967).
Quando um ator interpreta um personagem muito famoso, é comum que ele tenha que conviver o resto da vida com a associação, o que para muitos artistas não é interessante. Por outro lado, há os que lidam bem com isso - desde que não lhes falte trabalho - e até gostam de ser sempre lembrados por um papel marcante. É o caso do astro japonês Koji Moritsugu, o eterno Dan Moroboshi, o alter ego do super-herói Ultra Seven

Nascido em 15 de março de 1943 em HokkaidoKouzou Moritsugu (seu nome verdadeiro) começou na carreira artística como modelo fotográfico e até tentou ser desenhista de moda, mas o teste para o papel principal de Ultra Seven mudaria sua vida para sempre. 

Escolhido pelo lendário diretor Eiji Tsuburaya, Moritsugu faria História como Dan Moroboshi, em uma série dramática e cheia de nuances profundos que a fariam ser cultuada por décadas. Como oficial da divisão militar chamada Esquadrão Ultra, Dan enfrentou inúmeras ameaças espaciais em uma série com tratamento mais arrojado que a obra anterior do estúdio, o Ultraman

A combinação de grandes histórias, uma produção acima da média e elenco carismático fizeram de Ultra Seven um dos grandes clássicos da ficção científica japonesa, indo muito além do nicho de fãs de tokusatsu ou mesmo da franquia das Séries Ultra


Ultra Seven: É praticamente impossível
dissociar o personagem do ator.

Clássico absoluto criado em 1967 pela Tsuburaya Pro, Ultra Seven deve muito de seu sucesso popular ao trabalho do ator, que deu vida a um alienígena que enfrentava difíceis decisões pelo mundo que jurou proteger. Mais do que qualquer outro ator da franquia ou mesmo da cultura pop japonesa, poucos atores foram tão decisivos para um personagem quanto Koji Moritsugu. 

Após o final da série, ele voltou ao papel várias vezes, sempre em participações especiais. Em 1974, ao ser escalado para ser o capitão de um grupo anti-monstros na série Ultraman Leo, disse que o faria se pudesse ser novamente Dan Moroboshi. Isso fez o estúdio mudar seus planos, reescrever a série e dar um tom ainda mais dramático, pois Seven é vencido no primeiro episódio, ficando sem poder se transformar e manco de uma perna. Com fúria incontida, Dan treina implacavelmente Gen Ootori, o Ultraman Leo, em uma série que se tornou cult
Moritsugu como o Capitão Dan Moroboshi, em
Ultraman Leo (1974).
Nos anos 1990, voltou a interpretar Dan Moroboshi em diversas aventuras ambientadas em uma realidade alternativa onde Seven é o único Ultra conhecido da humanidade. Retornou muitas outras vezes ao papel, seja como Dan Moroboshi ou pelo menos fazendo a voz de Seven. 

Sobre a voz do herói transformado, vale mencionar outra contribuição do astro. Enquanto Ultraman tinha gritos de luta quase inumanos, com um efeito sonoro marcante e um grito de guerra ao voar ("Schuwach!") desenvolvido pelo estúdio, o de Seven foi criado por Moritsugu. Em algumas transformações e ao voar, é comum Seven gritar "Djuah!", um grito criado por Moritsugu para deixar Seven ainda mais diferenciado. 
Koji Moritsugu como um envelhecido
Dan Moroboshi em 1998.
Fora do papel como Dan, mas ainda dentro da franquia Ultra, Moritsugu foi o capitão Ban, no filme Ultraman Zearth 2, de 1996, entre outras atuações na produtora. Ainda na Tsuburaya, faria uma auto-paródia de seu personagem mais famoso em dois episódios da série Tatakae! Mighty Jack, de 1968. E falando na capacidade de rir de si próprio, ele atuou na paródia escrachada Uchimura Seven, exibida no Japão em 1992. 

Ator competente e versátil, um contraponto a todo esse bom humor foi mostrado quando Moritsugu interpretou o cruel vilão Hiroshi Tennoji, em nove episódios da série Kamen Rider Blade (2004), da Toei Company. 
Moritsugu em sua rápida aparição no filme
para cinema de Ultraman Orb (2017).
Longe do tokusatsu, Koji Moritsugu fez trabalhos em teatro, cinema e TV, incluindo novelas, comerciais e até filmes de época. Quando foi chamado para voltar a ser Dan Moroboshi em um especial de TV em 1994, o ator comentou em uma entrevista que tinha fãs que assistiam suas novelas, não sabiam que ele tinha interpretado um super-herói e achavam estranho descobrir esse seu lado. Ele também atuou em algumas dublagens, com destaque para o cientista que cria uma andróide assustadoramente humana no animê Robot Carnival (1987), obra famosa com a participação de Katsuhiro Otomo (de Akira). 

Moritsugu também é cantor de carreira modesta e possui um pequeno restaurante, o Jolie Chapeau, onde o próprio cozinha alguns pratos quando não está filmando ou comparecendo a algum evento. Sempre sorridente nas entrevistas, mostra muito carinho pela série e seu restaurante é frequentado por fãs e até outros atores. Outra das muitas provas de sua popularidade perene é o boneco articulado lançado em 2017 pela Bandai, reproduzindo as feições do ator na época do seriado. (Confira matéria aqui.)
Detalhe da action figure de Dan Moroboshi.
Uma amostra do vigor e bom humor do artista foi dada em uma entrevista que deu, há alguns anos atrás, junto com o ator Susumu Kurobe, o Hayata (alter ego do primeiro Ultraman), que é cinco anos mais velho. Kurobe fez sua última aparição como Hayata em Ultraman Saga (2012) e anunciou que estava se aposentando como herói. Ao que Moritsugu completou "Eu não! Quero fazer o Dan até os 80 anos!". E ele tem repetido isso em diversas oportunidades. 

Pois todos nós torcemos por isso, senhor Moritsugu! Djuah!!!


Dan Moroboshi e seu intérprete
Koji Moritsugu são também ícones
da cultura pop japonesa.
::: E X T R A S :::

1) Lançamento da coleção de óculos da empresa Black Ice dedicada ao Ultra Seven, em 2014. Coisa finíssima!



2) O tema de Ultra Seven executado ao vivo em 2009, com a orquestra regida pelo compositor original Toru Fuyuki. No palco estavam Koji Moritsugu e Yuriko Hishimi (a oficial Anne) ao lado dos diretores Kazuho Mitsuta e Toshihiro Iijima. Moritsugu junta sua voz à do cantor Keizo Nakanishi e do grande coral infantil que acompanha a canção. É perceptível sua alegria e satisfação com aquele momento. 

Ultra Seven no Utá (A canção de Ultra Seven)
Letra: Kyouichi Azuma (Hajime Tsuburaya) / Melodia: Toru Fuyuki


11 comentários:

César Filho disse...

Homenagem merecidíssma a esse grande ator! Acho que já comentei por aqui que gosto mais do Dan Moroboshi em Ultraman Leo do que na própria série do Ultra Seven. Além do crescimento do personagem, vemos o sofrimento de Dan por estar manco e ter perdido seus poderes. As broncas que ele dava ao seu discípulo/subordinado Gen Ootori chegavam ao ápice. Às vezes até de forma carrasca. Mais do que isso, Koji Moritsugu mostrou que Dan/Seven é um grandioso herói da franquia Ultra durante a série de Leo e que teria potencial para aparecer mais vezes. Sua falta foi sentida na reta final, apesar da breve participação de Seven no último episódio. Espero ver o sr. Moritsugu em alguma futura participação numa série ou num filme Ultra e com pouco mais de tempo do que no filme do Ultraman Orb.

Alexandre Nagado disse...

Fala, César.

Acho que já comentei por aqui, mas uma crítica que li de alguns fãs sobre a série do Leo é que o Dan parece diferente, mais frio, cruel até. Eu acho que isso é coerente com o trauma pelo qual passou. O Dan é um dos personagens mais humanos da franquia e tem um desenvolvimento muito bom.

Me lembro de uma cena dele no filme do Mebius de 2006. O Mirai pergunta porque os veteranos se sacrificavam tanto pela Terra. Dan diz a ele "Isso você vai ter que descobrir."

Enfim, a Tsuburaya tem que aproveitar o velho Dan mais vezes e melhor.

Valeu! Grande abraço!

Usys 222 disse...

Biografia completa do ator! Digno de comemorar seu aniversário! Koji Moritsugu fez 75 anos? Isso quer dizer que por pelo menos mais cinco anos ele vai ser o Dan... se a saúde permitir.

Mas acho que dá, sim. Ultimamente ele tem promovido vários encontros de fãs no Jolie Chapeau, sempre lotados e algumas vezes trazendo convidados especiais como o velho companheiro de armas Ryu Manatsu e o Shota Minami, de Ultra Galaxy.

Eu já via um pouco diferente a atitude do Dan em Ultraman Leo. Ele fazia isso porque sabia que Gen iria lutar contra inimigos impiedosos, que iriam se aproveitar de qualquer brecha aberta, e era preciso prepará-lo para enfrentar essas ameaças. Por isso ele era tão duro, mas eu notava um quê de tristeza nele. Dan tinha senso de dever, de defender a Terra em uma luta que não poderia ser perdida de jeito nenhum, algo que ele tinha que transmitir ao Leo. E isso foi passado ao Mebius pelo Leo mais tarde.

Também foi em Ultraman Leo que eu percebi que a voz do Ultra Seven era feita pelo Moritsugu. Foi em uma cena em que o Dan golpeia o Gen com a muleta, gritando o "Djuah!" ou o "Djuh".

Será que um dia ele não vem para cá em um evento? Conseguiram trazer o Bin Furuya. Quem sabe?

Alexandre Nagado disse...

Fala, Mr. Usys!

Foi em Ultraman Leo que percebemos Dan mais humano do que nunca. E você observou bem: o Dan tinha um semblante sempre triste, preocupado. O personagem havia passado por um grande trauma e demoraria para vermos o Dan mais cordial, aspecto que ele retomou na velhice, mas carregando o peso de toda sua maturidade. É, de longe, o personagem com maior desenvolvimento, que o público literalmente viu envelhecer.

Eu espero que ele cuide bem da saúde e faça como Paul McCartney, que tem a mesma idade e segue em atividade, demonstrando todo seu amor pelo ofício.

E eu gostaria muito que trouxessem o Moritsugu ao Brasil. Certamente, ele teria uma recepção fabulosa.

Valeu! Abração!!

anderson disse...

Dizem que os monstros ajudantes de Ultraseven foram uma das principais inspirações para Pokemon.Pena que não apareceram em Ultraseven X-talvez para estragar a surpresa quanto a identidade do "novo" herói.

Bruno Seidel disse...

Excelente matéria destacando a carreira desse que é, certamente, um dos atores mais importantes da história do Tokusatsu.

É um daqueles exemplos de como um ator pode fazer toda a diferença no sucesso da série. E no caso de Ultra Seven, estamos falando de um sucesso que se mantem a mais de 50 anos.

O curioso é que, como foi apontado no post e discutido nos comentários, o Dan Moroboshi acabou se tornando um dos Ultras mais humanos de todos, com variações de personalidade com o passar dos anos e elementos de stress interferindo em sua forma de agir e de se comportar. E o mais irônico disso tudo é que, diferente de outros hospedeiros como Hayata e Goh, ele não é um ser humano. Ele aprendeu a agir e se comportar como um.

Tomara mesmo que continuemos vendo mais de suas aparições nas produções recentes do universo Ultra. Os fãs só têm a comemorar!

Alexandre Nagado disse...

Olá, caro anderson!

Sim, os Capsule Monsters do Seven foram uma inspiração bem clara para Pokémon, apesar disso não ter sido mencionado pelo Satoshi Tajiri, o criador.

E o Ultra Seven X eu ainda preciso assistir, mas sei do que está falando, ah ah. Já tentaram "aposentar" o Dan quando colocaram em cena o Kazamori (das aventuras "Heisei Seven"), mas não adianta. Enquanto for fisicamente possível, lá estará o bom e velho Dan Moroboshi empunhando o Ultra Eye para se transformar.

Valeu! Abraço!

Alexandre Nagado disse...

Fala, Bruno!

Sim, você tem toda a razão. O Dan aprendeu a ser um humano e acabou sendo um dos mais sentimentalmente ligados à Terra. Na época do Seven 98/99, o Koji Moritsugu anunciou que estava buscando apoio oficial e financiamento para um longa do Seven. Bom, a ideia não foi pra frente, pois a Tsuburaya tinha outros planos. Mas ele contou que, se dependesse dele, ele fecharia a saga do herói com Ultra Seven morrendo para salvar a Terra, o planeta que adotou como lar. Seria, sem dúvida, algo que só valeria a pena fazer se fosse um filme grandioso. Mas o Seven é daqueles personagens que estúdio algum do mundo jamais permitiria que morresse em um filme.

Com isso, dá pra imaginar que no futuro teremos outro ator interpretando Dan Moroboshi. É algo do qual não dá pra escapar, mas acho que nenhum fã está preparado para se despedir de Koji Moritsugu.

Valeu! Abraço!!

Aniki disse...

Continência para mais um ator que completa jubileu de brilhante.

Não tenho muito a acrescentar ao que outros já comentaram, mas é legal ver que o sr. Moritsugu ainda tenha essa relação umbilical com o personagem.

Devo ter visto uns dois episódios do Uchimura Seven há muito tempo atrás e o personagem dele me fazia rir muito nos momentos mais suspeitos. Já o capitão Ban em Ultraman Zearth 2 me pareceu um tanto genérico e até mesmo passava a sensação de apenas encher linguiça no elenco do filme.

De qualquer modo foi bom ver que ele também consegue ser um ator versátil e nem precisar ficar com a aparência séria de Ultra Seven ou a sisudez demonstrada em Ultraman Leo.

Abraços.

Alexandre Nagado disse...

Fala, Aniki!

Eu fui saber do Uchimura Seven graças ao Usys222. É algo que poderiam lançar na internet, com legendas, que acho que faria sucesso, pelo pastelão protagonizado. E ver o lado cômico do ator foi bem divertido.

Valeu! Abração!

Nair Mainardi disse...

Eu assista Nacional Kid quando criança.Gostava muito desta série.O Ultra Man. Gostaria de mandar um abraço a todos os atores japoneses pois guardo com carinho estas lembranças.Nair Mainardi.