RECADO AOS VISITANTES:

Olá! O blog está de férias, mas já estou trabalhando em novas postagens. O Sushi POP voltará a ser atualizado no dia 1 de agosto (terça), no período da tarde.

O que vem por aí:
- Ultraman Geed, Novo Lobo Solitário, resultado da convocação para trabalhos acadêmicos e mais!

Esteja aqui para conferir. Até breve!

domingo, 17 de julho de 2016

Ore Monogatari!! Minha História

Romance! Drama! E muita falta de noção!
Conheça uma divertida história de amores e amizades em mangá feminino!
O grandalhão de bom coração Takeo,
entre o amigo fiel Sunakawa e
sua paixão Rinko Yamato.

O universo do shojo mangá, o quadrinho para meninas feito no Japão, possui vários tipos de enredo, mas os românticos sempre tiveram um lugar de destaque. Além disso, seja qual for o tema, os heróis - ou galãs - desse tipo de mangá têm geralmente traços delicados, aparência andrógina e movimentos elegantes. 

Ore Monogatari!! (ou “Minha história”, dito de um modo masculino e informal), quebra esse modelo estético logo de cara. O “mocinho” da história é um grandalhão forte e meio desajeitado que está muito longe de ser um modelo de beleza, com suas sobrancelhas espessas e beiço destacado. Seu nome é Takeo Gouda e, apesar de seu tamanho quase descomunal, é só um adolescente no início do colegial. Seu melhor amigo, desde a infância, é seu vizinho Makoto Sunakawa, um tipo boa-pinta, refinado e tranquilo. Aparentemente opostos em seus modos de agir, eles possuem em comum uma sincera amizade que atravessou anos.

Capa da "Betsuma" destacando
Ore Monogatari!!
Bastante altruísta, Takeo frequentemente se coloca em situações complicadas por querer ajudar as pessoas. Ele tem um genuíno sentimento de heroísmo, aliado a um temperamento explosivo. Um dia, sua vontade de fazer o bem acaba levando-o a conhecer uma menina muito bonita que, contrariando todas as expectativas, se encanta com o charme meio abrutalhado de Takeo. Vendo o gigante bonzinho como seu salvador e príncipe encantado, a doce Rinko Yamato vai à luta para ficar com seu amado. 

E não é que, seguindo a cartilha de uma boa comédia romântica, logo também é revelado que Takeo tem outra pretendente, que ele nem sequer desconfia. Aliás, desconfiar não é muito o forte do grandalhão. Esse é o início de Ore Monogatari!!, um grande sucesso dos mangás femininos, que foi lançado pela editora Panini. Mas restringir seu público às garotas é um reducionismo enorme, pois trata-se de uma ótima história, capaz de entreter qualquer tipo de pessoa que goste de uma divertida comédia romântica.  

Para entender a graça de algumas passagens, é importante ter em mente que o contexto social japonês é diferente do brasileiro. Lá, casais raramente se tocam em público e andar de mãos dadas já é um comportamento liberal. Para os muito jovens, quase uma ousadia. Mas sabendo disso ou não, a história é garantia de riso por conta do jeito espalhafatoso de Takeo. 

A aparente grosseria do nosso herói é resultado de sua enorme ingenuidade e falta de empatia. Não que ele não se importe com as pessoas, muito pelo contrário. O que ele tem é muita dificuldade em perceber coisas óbvias e isso sempre cria constrangimentos e situações embaraçosas. E assim, os relacionamentos entre os personagens são construídos com muito bom humor, mas também com muita sinceridade e sentimento. 

O trabalho é adorável, despretensioso e leve, resultado de uma parceria entre a roteirista Kazune Kawahara e a desenhista ArukoA série começou a ser publicada originalmente no Japão em 2011, primeiro com um capítulo de estreia na revista Bessatsu Margaret Sister, e depois regularmente na revista Bessatsu Margaret (também conhecida como "Betsuma"), da editora Shueisha. A saga de Takeo foi concluída neste mês nas páginas da Margaret. A compilação chegará a 13 volumes. 
Takeo e Yamato: A jornada do
relacionamento a dois não será fácil.
Em 2015, ganhou uma versão em animê para TV, com 24 episódios. A produção foi do estúdio Madhouse, com direção geral de Morio Asaka. Com o título alternativo "My Love Story", a série está disponível oficialmente legendada em português no portal Crunchyroll.

No mesmo ano, ganhou uma versão live-action para cinema. A despeito dos atores serem mais velhos do que deveriam, parece bastante fiel, inclusive com um protagonista bastante adequado, o ator Ryohei Suzuki. Seguindo a trilha dos mangás de sucesso, a história também ganhou versões em romance literário e até uma rádio-novela para a internet. 

Tantas adaptações em diferentes mídias atestam a força da criação de Kazune Kawahara. Mas certamente o trabalho não teria chamado tanto a atenção do público se não fosse a arte bastante expressiva e elegante de Aruko, que fez com que um grandalhão meio bruto e desajeitado fosse visto de modo convincente como o herói de uma improvável e cativante história de amor. 

Ore Monogatari!! [俺物語!!]

Roteiro: Kazune Kawahara
Arte: Aruko
Editora: Panini Comics/ Planet Manga
Formato: 13,7 x 20 cm, com 176 páginas 
Total de volumes: 13 
Lançamento no Brasil: Junho de 2016
Preço: R$ 13,90
Distribuição: Bimestral
- Classificação indicativa: Livre

Extra 1: A abertura de Ore Monogatari!! ao som de "Miraikei Answer", do grupo TRUSTRICK


Extra 2: Trailer da versão live-action de Ore Monogatari!!

2 comentários:

Usys 222 disse...

Esse eu quis ler primeiro antes de falar alguma coisa. Sempre vi indicações no NETOIN! e fiquei de checar, mas acabei deixando de lado. Sendo assim aproveitei esta chance. E adorei!

O que posso dizer é que isso não é um shojo mangá. Ao menos não o típico, visto que o protagonista é homem e ainda por cima é contado o que se passa na cabeça dele. E ainda por cima é totalmente diferente do estereótipo "ikemen" ("cara bonito"), frequente no gênero. Eu ousaria dizer que esta obra é para homens. Ou melhor dizendo, isso é um "shojo mangá para homens"! É certo que o pivô da trama é o relacionamento amoroso entre Takeo e Yamato, mas acho que o principal mesmo é a amizade entre Takeo e Suna. E finalmente pude ver o que sempre quis ver: o personagem grandalhão desajeitado conquistando a heroína principal.

Pensando bem, já havia histórias mais delicadas em revistas para o público masculino, como na Shonen Sunday. Gostava em especial das feitas pela desenhista Mato, que por um tempo foram chamadas de "Bokutachi no Seishun Series" ("A Nossa Juventude"). Pena que nunca saíram em compilações. Ela é mais conhecida pela séries Pocket Monster (Pokémon) Special.

Voltando, essa foi uma ótima indicação, com duas histórias que já são obras completas. E é interessante saber que o desenho animado foi dirigido por Morio Asaka. Gostei do trabalho dele em Card Captor Sakura e Galaxy Angel, então acho que vale a pena conferir essa versão também.

Ale Nagado disse...

Fala, Mr. Usys!

Você tocou num ponto importante. É mostrado o ponto de vista do homem, o que é um grande diferencial. Eu não sou um consumidor de mangá shojo, mas alguns, como Lovely Complex e Vitamin eu achei muito interessantes. Ore Monogatari!! é realmente um mangá feminino que dialoga com o público masculino.

E acabei de conferir o primeiro episódio no Crunchyroll. Cara, é muito divertido, com um senso de timing perfeito.

A capa não é muito chamativa ou interessante, e isso talvez espante muita gente. Pelo menos um contato no Twitter mencionou que não compraria por não ter achado a capa instigante. Mas depois de ler a resenha, foi comprar. Se der uma chance, dá pra se envolver com a história e torcer pelo grandalhão desajeitado, em um raro papel de "príncipe encantado". É quase um "A Bela e a Fera" em shojo mangá, ah ah.

Abraço!