RECADO AOS VISITANTES:

Olá! O blog está de férias, mas já estou trabalhando em novas postagens. O Sushi POP voltará a ser atualizado no dia 1 de agosto (terça), no período da tarde.

O que vem por aí:
- Ultraman Geed, Novo Lobo Solitário, resultado da convocação para trabalhos acadêmicos e mais!

Esteja aqui para conferir. Até breve!

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Dica musical: "Stay with me", sucesso de 2014, ganha versão em japonês

Da esquerda para a direita:
Chris Hart, Ms. OOJA e CHAGE
No primeiro semestre de 2014, o estreante músico inglês Sam Smith alcançou sucesso mundial com sua canção "Stay with me". Música pop refinada com influência da soul music americana, chegou ao primeiro lugar na Inglaterra e também em outros países. Nos EUA, chegou em segundo lugar na Bilboard. Aqui no Brasil, entrou na trilha da novela Império da TV Globo

Sucesso também no Japão, a canção ganhou uma caprichada versão em japonês, lançada em 21 de janeiro deste ano pela Universal Music Japan. 

Confira o vídeo de "Stay With Me ~ Soba ni ite hoshii": 




Nos vocais, uma grande reunião de talentos de estilos diferentes. Chris Hart, que canta a primeira parte da música, é um afro-americano apaixonado pelo Japão que vive lá desde os 24 anos (tem 31 atualmente), onde canta e compõe em japonês com perfeição. Em seguida, entra Ms. OOJA, cantora e compositora de 32 anos que faz pop com uma pegada rhythm and blues com uma voz forte e imponente. O último a entrar é CHAGE, veterano e consagrado cantor e compositor da dupla CHAGE and ASKA, concentrado em sua carreira solo desde os acontecimentos envolvendo drogas que afastaram seu parceiro dos palcos. 

A voz de Chage, aos 56 anos, está limpa e intensa como sempre, mas sua interpretação meio exagerada quebraram um pouco o clima. De qualquer forma, é uma grande canção com três nomes respeitados do cenário musical japonês, e por isso vale o registro.


:::::::::::::::::::::::::::::::::::

- Quer ouvir mais versões cover de músicas famosas interpretadas por artistas japoneses? Confira o especial Covers Made In Japan

3 comentários:

Renato Urameshi disse...

Nossa, adorei Nagado. Interessante mesmo que a voz do Chage esteja tão em forma como nos foi mostrado! Os japoneses não envelhecem? Que passam? Grande Abraço!

Bruno Seidel disse...

Eu confesso que não curto essa música do Sam Smith, mas admiro demais o trabalho do Chage desde os tempos em que formava dupla com o Aska.E o tal do Chris realmente me surpreendeu. Nunca tinha ouvido falar dele e acabei ficando impressionado com sua pronúncia e seu envolvimento com a música japonesa. Muito bacana mesmo!

Ale Nagado disse...

Fala, Renato!

Realmente, o Chage está envelhecendo de modo bem suave, sem perder nada de sua bela voz. Assim como ele, Koji Tamaki (do Anzen Chitai) e os caras do The Alfee conseguem manter um grande pique mesmo não estando mais na juventude.

E aí, Bruno!

Esse Chris Hart eu já tinha visto uma coisa aqui e ali, mas foi a primeira vez que realmente prestei atenção em seu trabalho. Ele é como o brasileiro Ricardo Cruz, um ocidental com total sintonia com a música e a cultura japonesa.

Abraços!