sexta-feira, 5 de setembro de 2014

THE ALFEE - 40 anos de uma lenda do rock

Capa de Eiyuu no Uta, tema de
Ultraman Ginga S e single
comemorativo dos 40 anos de carreira.
A lendária banda de rock japonês THE ALFEE está completando 40 anos de atividades. É formada por Masaru Sakurai (voz, baixo e violão), Kônosuke Sakazaki (voz, violão, percussão, harmonica) e Toshihiko Takamizawa (voz, guitarra, piano), todos multi-instrumentistas e de grande carisma. 

No início, havia ainda o guitarrista Yasuo Miyake, que em 1975 deixou o grupo, que assumiu então sua formação definitiva como um trio. The Alfee na verdade é a evolução de uma banda chamada Confidence, formada quando eram adolescentes. Quando estrearam profissionalmente em 1974, mudaram o nome para The AlfieA grafia definitiva só veio tempos depois, quando ficou THE ALFEE
Da esq. p/ dir.: Sakurai, Sakazaki
e Takamy (o líder)
Seu álbum de estreia, Greenhorn, não teve boa vendagem e levaria quase 5 anos para conseguirem gravar novamente. Até lá, sobreviveram tocando para acompanhar outros músicos. 

Em 1983, passaram para o primeiro escalão da música japonesa, com o sucesso de seu single "Mary-Anne", que chamou a atenção do público e vendeu mais de 300 mil cópias. No ano seguinte, emplacaram um sucesso ainda maior com "Hoshizora no Distance", talvez o maior clássico do grupo, que vendeu mais de 600 mil cópias. E várias de suas canções foram direto ao Top 10 semanal da Oricon, sendo uma das bandas mais bem-sucedidas de seu país, tanto em termos de longevidade, quanto em regularidade nas paradas de sucesso. 

"Marie-Anne" (versão acústica de 2013)



Nunca tiveram um sucesso daqueles que vendem milhões de cópias, mas o conjunto de carreira é impressionante. Seus show são conhecidos por serem grandiosos e mesmo assim eles não se levam muito a sério, com frequentes momentos de gozação em cima do palco. 


O som do Alfee é facilmente conectado com várias bandas americanas dos anos 1970 e 80. Há muito de folk, rock progressivo, glam rock e hard rock, sempre com vocais imponentes, peso nas guitarras e muito cuidado com melodias e arranjos. Nas composições, o líder Takamizawa assina quase todas as canções. 

THE ALFEE já gravou diversos temas para filmes, séries e animês, sendo respeitados em diferentes nichos de mercado. Já cantaram temas para Galaxy Express 999Touch, Yamato Rebirth e Ultraman Retsuden, entre outros. Seu mais recente single é "Eiyuu no Uta(ou "Poema do Herói"), tema de Ultraman Ginga S, a segunda temporada do herói que dá continuidade à saga dos Ultras na TV, exibida dentro do programa Ultraman Retsuden ("Biografias"). É deles também a canção "Final Wars", usada anteriormente no mesmo programa. 

"Hoshizora no Distance" (versão ao vivo em 1998)



A banda, conhecida por seu repertório cheio de canções épicas e poderosas, também tem um lado mais inocente e alegre. Assinando como BEAT BOYS (e depois BE∀T BOYS), iniciaram uma carreira paralela em 1988, com um projeto meio de brincadeira que emplacou alguns hits. 

Eles até usavam pseudônimos e os fãs devem ter ficado com a pulga atrás da orelha no começo, quando não estava muito claro que eram as mesmas pessoas do Alfee. O nome foi pensado como uma homenagem despretensiosa aos Beatles e aos Beach Boys, ícones dos anos 1960. 

Foram cinco singles, dois álbuns e um vídeo, onde eles se faziam de boys band de som dançante. Não se tem notícia de outro grupo fazendo isso sem atrair a ira dos fãs. Alguém imagina o Red Hot Chilli Peppers deixando o rock e os instrumentos de lado pra ficar cantando e dançando pop adolescente e fazendo pose de boys band no estilo Backstreet Boys ou Menudo? Pois o Alfee conseguiu, se divertiu, ganhou ainda mais dinheiro e depois voltou ao bom e velho rock´n roll. 

Em 1997, sua canção "Love never diesganhou versão em português pela banda católica Vida Reluz. A música, bastante fiel à original, foi batizada de "Pare de resistir" (confira aqui). 

THE ALFEE: Envelhecendo com muito rock!
Sempre trabalhando incessantemente, todos têm projetos individuais, sendo que o exótico líder Takamizawa (apelidado "Takamiy") é o que possui a mais destacada carreira solo. O grupo possui fãs em outros países, já tendo se apresentado em eventos na Alemanha, Inglaterra e EUA. 

Com agenda lotada e sempre com público fiel, THE ALFEE completa 40 anos de carreira fazendo música de qualidade, seja para qual público ou estilo for. Mas, pelo conjunto de sua obra, se é pra rotular, o Alfee é sim uma banda de rock. E das melhores que seu país tem a mostrar. 


***********************************
Mais THE ALFEE:

1) "Love never dies", de 1996, ganhou versão em português pela banda católica Vida Reluz (confira aqui). 



2) "Kono ai wo sasagete" - Tema do longa Yamato Rebirth, de 2009.



3) "Ultra Steel - short version" (2012), canção solo de Takamiy, tocada em Ultraman Retsuden. A música foi criada para Ultraman Zero, o filho de Ultraseven:




4) Uma amostra de "Eiyuu no Uta", lançado no final de agosto de 2014. É o 64º single de trabalho da banda. 



***********************************
Brincando de boys band (ou mostrando como é que se faz bem feito), o Alfee se transformava em BE∀T BOYS

Aqui, um sucesso dos rapazes em 1989: "Dare yori mo Lady Jane".




Bônus:
Confira o grupo, junto com Toshi (da X Japan), fazendo cover dos Beatles:

Help! (Toshi / The Alfee)

Site oficial: www.alfee.com

4 comentários:

Natália Maria disse...

Olá!!

Gosto da cultura pop japonesa porque ela sempre me surpreende, principalmente com algumas bandas.

Não conhecia o grupo, mas pelo primeiro vídeo, lembra bastante aquelas bandas dos anos 70 que da entender é daquelas que se você gosta, será zoado por isso.

Não que isso seja ruim. Ela é diferente do que costumo ouvir e o rock possui diversas vertentes.

Curioso saber que ela existe a tanto tempo. O_O e eu até que curti o pequeno vídeo que mostra o 40th single.

No momento, não é uma banda que eu venha a procurar seus singles e álbuns por aí, mesmo estando a procura de novas experiências. Mas quem sabe um dia?

Até mais

Ale Nagado disse...

Fala, Natália!

Que bom que lhe apresentei outra banda que não conhecia. Sugiro que ouça "Brave Love", que é uma das anisongs mais empolgantes que já ouvi. O estilo é totalmente diferente de "Marie-Anne".

Esse negócio de ser zoado pelo gosto é esquisito. Sinal de que o círculo de amizades faz patrulhamento do "bom gosto", o que é meio chato.

O Japão tem o segundo maior mercado fonográfico do mundo, e há uma infinidade de grandes artistas para serem descobertos, entre nomes ativos e os que já se retiraram do meio.

Fique ligada, que de vez em quando posto sugestões.

Abração!!

pierrot disse...

Recentemente não tenho ouvido muita música, em razão da minha decepção com o atual mercado musical. Tenho encontrado poucos hits bons para ouvir e geralmente não são músicas da atualidade. Valeu Alexandre, gostei do som dos caras, ainda mais que tem ligações com toku.
Vou pesquisar mais.

Ale Nagado disse...

Fala, Mr. Pierrot!

Fico contente de ter lhe apresentado uma boa banda pra ouvir. O Alfee é uma banda multifacetada, com várias canções com uma pegada meio heróica. Se ouvir "Hoshizora no distance", ela é totalmente épica, desde sua introdução até os vocais.

Por essa pegada o Alfee se encaixou bem no Universo Ultra.

Abraço!