RECADO AOS VISITANTES:

Olá! O blog está de férias, mas já estou trabalhando em novas postagens. O Sushi POP voltará a ser atualizado no dia 1 de agosto (terça), no período da tarde.

O que vem por aí:
- Ultraman Geed, Novo Lobo Solitário, resultado da convocação para trabalhos acadêmicos e mais!

Esteja aqui para conferir. Até breve!

quarta-feira, 29 de junho de 2011

AÇÃO MAGAZINE: EXPECTATIVAS PARA O LANÇAMENTO

Ação Magazine: Novo mangá nacional
irá invadir as bancas
Em entrevistas e artigos, tenho criticado muito os rumos que o mercado de quadrinhos no Brasil tomou. De um lado, poucas oportunidades para ganhos dignos e regulares que permitam ao artista viver profissionalmente de sua arte. Do outro, muito espaço para publicações alternativas, virtuais, independentes ou álbuns bancados por projetos de governo ou com tiragens modestas que vão render prêmios e badalação, mas pouca grana para quem tanto se dedicou a um trabalho de luxo para livrarias. Não faço parte dos que só reclamam, visto que eu vivo de produzir quadrinhos. Institucionais, para comunicação empresarial, mas ainda assim, quadrinhos. E já tive uma boa cota de trabalhos publicados em bancas e também um álbum. 


Sempre aponto que o grande diferencial para termos ou não um mercado de trabalho remunerado (não mercado de publicações, não custa repetir sempre) consistente é a escassez de títulos nacionais nas bancas, fora do universo da Turma da Mônica. Que, não custa lembrar também, é a linha de gibis que mais vende no Brasil e é totalmente nacional. O diferencial, pra mim, está na venda em bancas. 


Por isso fiquei particularmente feliz ao saber da empreitada liderada pelo jornalista e quadrinhista Alex Lancaster, do blog Maximum Cosmo. Ele reuniu um grupo bastante talentoso, montou editora, buscou apoios e parcerias e tem feito bastante burburinho na internet pra divulgar seu projeto, a antologia de mangá nacional Ação Magazine. Agora, no Festival do Japão, que acontece em São Paulo (capital) de 15 a 17 de julho próximos, a revista terá um stand e um pré-lançamento. Depois, em data a ser anunciada, a revista vai começar a ser vendida em bancas. A aposta é grande, e a missão, maior ainda: conquistar espaço em bancas, divertir os leitores e tentar fazer da revista uma fonte de renda para seus autores. 


Vendo de fora, não como um articulista que lida com HQ e cultura pop japonesa, mas como um colega de ofício, desejo toda a boa sorte do mundo ao projeto Ação Magazine. Poderão aparecer problemas de aceitação, enfrentarão a competição em banca com mangás japoneses, surgirão críticos ferrenhos, os que nada fazem e só gostam de falar mal e torcer contra, mais os problemas concretos de distribuição e toda sorte de desafios para os quais, tenho certeza, eles estão preparados para encarar. Que o projeto seja comercialmente bem sucedido, pois artisticamente eu vejo a qualidade do que estão mostrando. E que apareçam mais projetos assim. 


*************


Confira no link abaixo uma entrevista exclusiva do site JWave com o Fabio Satoshi Sakuda, assessor editorial e um dos quadrinhistas da equipe e saiba mais sobre a Ação Magazine. 


JWave entrevista Fabio Sakuda, da Ação Magazine (com várias imagens de preview)

Site oficial - Ação Magazine

Publicidade:

9 comentários:

Patrick Raymundo disse...

Eu desejo muita sorte a todos eles! Espero que seja um trabalho de sucesso e que renda muitas vitórias (dinheiro principalmente hehe)! Estou ansioso para tê-la em mãos!

JJ Marreiro disse...

A ação Magazine vai juntar duas coisas muito legais: traço mangá e quadrinho nacional. Estou na torcida pelo sucesso dessa empreitada.

Alexandre Nagado disse...

Acho que toda nossa classe deveria apoiar e divulgar esse lançamento. Mas a grande prova de fogo será mesmo a venda em bancas. Talvez o mercado hoje dê possibilidades de bom retorno comercial para uma empreitada desse porte. Mas além da distribuição, os diretores da revista terão o desafio de conseguir fechar valores que permitam um preço de capa acessível à maioria do público. E isso sem sacrificar o ganho dos autores.

Equacionar um bom produto + preço de capa acessível + boa distribuição + muita divulgação e ter como resultado ganhos justos para os autores e continuidade do título é o maior desafio de uma empreitada dessas.

Que consigam seu intento e incentivem as editoras já estabelecidas e investirem também. Só assim teremos algo que merece ser chamado de mercado de trabalho.

Abraços!

Felipe disse...

Outro fator relevante é abrir espaços para novos talentos e valorização do trabalho nacional que na minha opinião deveria ser mais valorizado.

A iniciativa está de parabéns!

Sucesso a revista.

Felipe disse...

Hq de minha autoria, espero que gostem:
http://www.4shared.com/file/u1kGcOS2/Nightmare.html?
Obrigado!

hamletprimeiro disse...

Também desejo sorte a revista. E pretendo comprá-la quando for lançada. Tomara que o material publicado seja bom, mas parece que eles estão fazendo um trabalho bem profissional.

Alexandre Nagado disse...

Felipe, vamos evitar sair do assunto. Publiquei sua divulgação para incentivar seu trabalho. Vá em frente e continue aprimorando seu desenho e sua narrativa. Você está num bom caminho.

Futuramente, quem sabe você não possa buscar lugar na Ação Magazine ou em alguma outra que venha a surgir.

Abraços.

Anônimo disse...

segundo o Fábio Sakuda lá no Orkut e no Facebook a revista custará R$ 9,90
e terá 160 páginas em preto e branco e com algumas páginas coloridas, eles ainda não divulgaram o formato, segundo ele será maior que Turma da Mônica Jovem.

http://www.facebook.com/pages/A%C3%A7%C3%A3o-Magazine/200732739942773

Alexandre Nagado disse...

Obrigado pela informação.

R$ 9,90 é um preço bom, ainda mais com um almanaque com várias séries para acompanhar. O projeto tem tudo para vingar. A distribuição tem que ser boa.