RECADO AOS VISITANTES:

Olá! O blog está de férias, mas já estou trabalhando em novas postagens. O Sushi POP voltará a ser atualizado no dia 1 de agosto (terça), no período da tarde.

O que vem por aí:
- Ultraman Geed, Novo Lobo Solitário, resultado da convocação para trabalhos acadêmicos e mais!

Esteja aqui para conferir. Até breve!

quarta-feira, 2 de março de 2011

Sawamu - O Demolidor: Muito além da nostalgia

Sawamu, lenda dos ringues e da cultura pop
Tadashi Sawamu é um arrogante lutador de caratê que um dia é desafiado a provar a força de sua técnica contra o boxe estilo tailandês (kick-boxe), que usa igualmente socos e chutes. O primeiro teste ele vence fácil, mas o grande desafio vem depois. Após uma humilhante derrota perante o campeão tailandês SomanSawamu resolve aprender aquele esporte que era, até então, pouco conhecido no Japão.


Orientado pelo técnico Endo e apoiado pelo empresário Noguchi, Sawamu torna-se uma lenda nos ringues do chute-boxe. Seu primeiro desafio é vencer Switton, o homem que vencera seu algoz Soman em apenas um round e dono de um potente chute giratório. A ele, seguem-se desafiantes como Bokotton - O Homem de Ferro e Ponshai Sheriakan, o temido Lagarto de Fogo, em combates cada vez mais difíceis.
Consagrado como campeão do oriente, Sawamu entra em conflito com seu outrora admirador, o jovem Shibata, que o considera um traidor da tradições japonesas, por ter abandonado uma luta de seu país para seguir uma arte marcial tailandesa. O destemido atleta luta para se manter no topo, e seu golpe mais forte é o Salto no Vácuo com Joelhada.


Assim é o resumo de Sawamu – O Demolidor, um animê que fez sucesso na TV Record do final dos anos 1970, começo de 80. 
Sawamu - O Demônio do Chute
Em um episódio, o treinador Endo compara lapidar um bom lutador a cuidar de um bonsai. O desenho não seguia fórmulas e tinha personagens fortes e complexos. Claro que o que a garotada curtia era ver os combates, mas eles não aconteciam em todos os episódios e a série se sustentava por sua boa estrutura dramática. Mérito do roteirista Ikki Kajiwara, que adaptou para o mangá e depois para a TV, a vida do lendário atleta. Kajiwara é mais famoso em seu país por Ashita no Joe (Joe do amanhã, mangá/ animê sobre boxe recentemente transformado em filme live-action) e Tiger Mask

No Brasil, Sawamu fez grande sucesso na década de 1970 e isso causou o aparecimento de várias academias que estampavam o nome chute-box como chamariz, pegando carona na popularidade da série. 
A dura rotina de um campeão, observado pelo
treinador Endo (paletó cinza) e o empresário Noguchi.
O verdadeiro Tadashi Sawamura nasceu no extinto estado de Manchukuo, região da Manchúria, em 1943, mas fez sua vida no Japão como um dos maiores lutadores de todos os tempos. Como profissional de kickboxe, travou 241 lutas, com 232 vitórias, sendo 228 delas por nocaute. Foi campeão asiático de peso leve e peso médio, sendo uma lenda do esporte no Japão e em outros países do oriente. 

Sua popularidade o transformou em personagem de mangá e animê e também o levou a aparecer em O Regresso de Ultraman (1971). Em um episódio, o herói Hideki Goh sobe ao ringue para um treino com Sawamura e vai à lona com um belo chute (confira o vídeo no final da matéria). Quando assisti, era criança, mas na hora peguei que o Sawamura que treinou com Goh se referia ao Sawamu do desenho animado. Ele estava em plena atividade na época, tendo se aposentado em 1977. Hoje ele ainda é professor de artes marciais, mas está afastado da mídia. 
O Pokémon Hitmonlee,
criado originalmente como
Sawamuraa
Outra homenagem ao lutador, bem mais recente, veio em Pokémon. O monstrinho lutador Hitmonlee é conhecido por esse nome nos EUA e no resto do mundo como uma homenagem a Bruce Lee, mais famoso mundialmente. No original japonês, ele se chama Sawamuraa

Sawamu não chegou aos pés, em termos de popularidade, de outro clássico dos ringues, o mangá e animê Ashita no Joe, mas é uma série de alta qualidade e repercussão. Só nunca saiu em DVD ou Blu-ray por problemas de direitos comerciais envolvendo a Toei e a empresa Noguchi Promotion

E um brinde extra é que no Brasil foi feita uma abertura local, com uma bela música em português. O jornalista Sergio Martorelli confirmou uma informação antiga, a de que essa canção era de Sá, Rodrix e Guarabira. Foi realmente uma parceria deles com o compositor Toré, autor da letra. Com todo o respeito à canção original, a brasileira é maravilhosa e casou perfeitamente com o clima da série.

Nostalgia não define o sentimento para com essa pequena obra de arte. 


"Ele se julgava o Demolidor!" - Dizia a letra da música. E era mesmo!




FICHA TÉCNICA
Título original: Kick no Oni (O Demônio do Chute)
Estréia no Japão: 02/ 10/ 1970 (TBS) 
Número de episódios: 26 
Criação: Ikki Kajiwara (história) e Kentaro Nakajiro (desenho)
Produção: Toei Animation
Emissoras no Brasil: TV Gazeta e TV Record

Memória: Eu assistia Sawamu junto de meu avô materno, o saudoso “Mauro” Senkichi Uema. Hoje eu vejo como era incrível que um imigrante japonês já idoso gostasse de assistir a um desenho animado. Mas não era um desenho qualquer. Sawamu tinha uma atmosfera mais madura, com histórias sérias e um lado filosófico bem elaborado. Meu avô elogiava as histórias e aquilo, para ele, era tão bom quanto muitos filmes de samurai que ele havia assistido.

::: E X T R A S :::

- A abertura original de Kick no Oni, cantada pelo próprio Tadashi Sawamura:



- O encontro entre Sawamura e Hideki Goh (o ator Jiro Dan), na série O Regresso de Ultraman.



- Veja um trecho de um combate do Sawamura real em 1973, com direito a salto com joelhada. Ele realmente não estava pra brincadeira.



- Agradecimentos especiais a Michel Matsuda, Sergio Martorelli e Stephano Barbosa. 

11 comentários:

Michel disse...

Esse não é do meu tempo...rsrsrs! Eu tinha por volta dos 6 anos, na última exibição, mas na época, não tinha muito interesse por animes, ou melhor dizendo, separar o que era japonês e o que não era. Mas quem gostava de assistir era o meu irmão mais velho. Por isso eu só me lembro da fisionomia do personagem, nada mais. Entretanto, a respeito do Pokémon Sawamuraa, eu reconheci a referência antes mesmo do episódio ter ido ao ar, no Brasil, através de um encarte da revista Animedia. Sabia que tinha algo de familiar, assim como aquele Pokémon Staryo (Hitodeman, no original em japonês), que foi inspirado no Ultraman. Hoje, é muito raro encontrar imagens de Kick no Oni em boa qualidade, que não sejam apenas printscreens da tela. Mas há alguns anos, eu tinha comprado, só por curiosidade, uma coleção de cinco cards bromide do seriado, num evento, por apenas ¥500. Infelizmente, não existem livros e nem tampouco a série foi lançada em vídeo (VHS, LD, DVD ou BD).

Alexandre Nagado disse...

Talvez o problema com o eventual lançamento de Sawamu em vídeo seja a divisão de direitos envolvendo a Toei, a Noguchi Promotion (que agenciava o Sawamu e licenciou o desenho), o próprio atleta e até o Ikki Kajiwara e Kentaro Nakajiro. Mas espero que um dia isso saia em DVD / Blu-ray, pois é uma grande obra.

E pensar que eu conheci aqui no Brasil um desenhista de produção de Sawamu, o Megumu Ishiguro, que depois seria dono de um dos estúdios a fazer animação para Pokémon. Ele me contou que Sawamu lhe rendeu um bom dinheiro e até comprou seu primeiro carro na época.

Se ele participou de algum episódio com o Hitmonlee - digo, Sawamuraa - deve ter ficado contente.

Abraços!

Anônimo disse...

Sawamu foi comentado no último podcast do blog Melhores do Mundo:
http://www.interney.net/blogs/melhoresdomundo/

andre reinelt disse...

Michel esse é o meu anime favorito de todos os tempos. Demorei 2 anos fazendo buscas todos os dias até achar em vhs gravadas por um fã no japão os episodios que foram reprisados na televisão japonesa alguns anos atrás e importei as vhs junto com 2 amigos meus ricardo matsukawa e david chang. Voce encontra facilmente todos os episodios legendados de sawamu o demolidor em lojas na liberdade e em lojas de anime. Abraços

Stefano disse...

Correção!!
Ele nasceu em
https://pt.wikipedia.org/wiki/Manchukuo

Ale Nagado disse...

Stefano, agradeço a mensagem.

Quando desejar apontar um erro, no caso do local de nascimento, não adianta me mandar link da página na Wikipedia com a explicação sobre o local. Teria que ser uma fonte que descrevesse que tal pessoa nasceu em tal lugar.

Mas você está certo. Na Wikipedia em japonês, realmente consta que nasceu em Manchukyuo, um atualmente extinto estado que foi subordinado ao Japão. Já corrigi no corpo da matéria. As duas referências antigas que consultei, estavam erradas. Isso se a Wikipedia em japonês não contiver erro, mas achei mais confiável neste caso.

Obrigado.

Stefano Barbosa disse...

To assistindo Sawamu ! Bacana! Eu me espantei com a intolerância contra ele! Só porque ele trocou o Karatê pelo Muay Thai.
Algo que não entendi. Sawamu perdeu os pais cedo ? Pelo enredo, ele foi criado pelos avós.

Ale Nagado disse...

Fala, Stefano! Infelizmente, não tenho essa informação. Também não sei o quanto foi realidade e o quanto foi ficção no animê. Seu empresário realmente se chamava Noguchi, mas de resto, ainda preciso pesquisar.

Abraço!

carlos renato mariano disse...

no fixa do final da matéria não informa mas o anime foi exibido pela rimeira vez na saudosa rede tupi de televisão.

Nerd negro disse...

Ola gostei muito de seu artigo fiz u vídeo no you tube sobre isso a um tempo atras em minha pagina, tomei a liberdade de postar seu artigo em meu blog e claro sitei seu blog como fonte ok,,, parabéns pelo seu trabalho... caso não queira que seu artigo esteja em meu blog e só avisar que eu deleto ok abraços

Alexandre Nagado disse...

Opa,tudo bem?

Legal que gostou do post e ajudou a divulgar. Obrigado por avisar também.

Só faltou passar os links do seu vídeo e do seu blog. Fique à vontade pra divulgar aqui.

E espero que encontre mais artigos do seu interesse por aqui.

Valeu, abraço!