quarta-feira, 14 de agosto de 2019

CHAGE and ASKA: Lendas do J-Pop preparando um retorno?

Uma das mais lucrativas parcerias da música japonesa pode estar retornando, mas bem discretamente.
O registro da turnê na Coreia do Sul,
primeiro lançamento oficial em anos.
A dupla de cantores e compositores CHAGE and ASKA marcou a História da música japonesa, não apenas com vários sucessos (sendo o maior deles o single "Say Yes"), mas com muitas passagens marcantes em sua carreira. Atualmente, separados, estão trabalhando a todo vapor como artistas solo, mas individualmente nunca tiveram o mesmo peso e impacto de sua carreira em conjunto. 

Primeiros japoneses a gravar um acústico MTV, sucesso em vários países asiáticos e com versões de suas músicas gravadas por astros internacionais como Alejandro Sans Michael Hutchence (INXX), eles sempre foram diferenciados. Várias participações na franquia Street Fighter e uma parceria com o diretor Hayao Miyazaki também marcaram uma carreira vitoriosa, que rendeu mais de 30 milhões de gravações vendidas, sem contabilizar as carreiras solo. 

A trajetória da dupla, que se preparava para voltar depois de um longo hiato dedicado às suas carreiras solo, foi interrompida com um grande escândalo midiático. ASKA foi preso em 2014 por consumo de drogas (algo gravíssimo no Japão) e isso fez sua carreira desmoronar. Mesmo tendo sido solto rapidamente, teve shows e contratos cancelados e a dupla com CHAGE foi encerrada pela gravadora. 
On Your Mark (1995): Clipe voltou a fazer parte
do portfólio do Studio Ghibli.
Produtos foram retirados de catálogo e parecia o fim do astro. Depois de um tempo afastado, ASKA retornou como músico independente, tendo já lançado três álbuns e está, aos poucos, voltando a fazer shows. A rejeição ao seu nome ainda existe por parte dos fãs que se desapontaram com ele e o estigma ainda é grande. CHAGE nunca parou suas atividades, lançou vários álbuns solo, disponibilizou material antigo de sua banda Multi Max e se mantém em constante atividade. Mas a marca CHAGE and ASKA parecia mesmo condenada ao esquecimento da mídia e do mercado. No, entanto, para os fãs da dupla, surgiu uma luz no fim do túnel.



Primeiro, em julho, o Studio Ghibli anunciou o lançamento de um DVD/Blu-ray contendo vários curtas animados pelo estúdio, incluindo ON YOUR MARK, clipe em animê dirigido por Hayao Miyazaki. O vídeo havia sido banido, mas agora teve um digno lançamento como parte integrante do catálogo de estúdio. Depois, no iTunes, vários singles e álbuns de CHAGE and ASKA também foram disponibilizados, além de trabalhos solo de ASKA, o que não havia acontecido ainda. 

Em 25 de agosto próximo, será lançado no Japão uma DVD Box com 4 discos contendo o registro da turnê que a dupla fez na Coreia do Sul em 2000. Os vídeos e áudios da turnê nunca foram lançados oficialmente no Japão, apenas na terra do K-pop. O lançamento, um tanto tardio, acontecerá em uma data significativa, pois foi nesse dia e mês, em 1979, que eles lançaram seu primeiro trabalho profissional, o single "Hitori Zaki". O site oficial não está fazendo alusão ao aniversário de 40 anos de carreira, como seria normal antes do escândalo, e apenas os fãs mais atentos irão perceber. Mas essa onda de lançamentos parece um sinal de que o "exílio" do mercado chegou ao fim. 

Nada disso significa que os cantores irão voltar a fazer shows ou gravar em conjunto, mas ao menos mostra que a marca deles voltou firme ao mercado musical japonês. Mais novidades podem ser divulgadas em breve.


::: Canal oficial no YouTube :::

On Your Mark
Letra e melodia: ASKA
- O vídeo original, com os artistas cantando em estúdio, é de 1994. No ano seguinte, viria o clipe em animê, escrito e dirigido por Hayao Miyazaki.



::: DICAS AMAZON :::

   

   

[Compre pelos links acima e estará ajudando este blog.]

4 comentários:

Usys 222 disse...

Fiquei surpreso quando vi aquela propaganda do BD/DVD da Ghibli e constatar que On Your Mark estava lá. Com isso temos duas grandes vitórias: o acervo da Ghibli finalmente se torna completo e CHAGE and ASKA voltam a aparecer.

Ia ser muito bom se essa comemoração de 40 Anos fosse promovida com mais grandeza. Seria o grande retorno ao mercado depois de tanto tempo de geladeira para o ASKA. Mesmo assim já é alguma coisa e quem sabe o primeiro passo para algo maior. Tomara, pois a dupla tem um currículo muito bom.

Alexandre Nagado disse...

Fala, Usys!

Fiquei muito contente quando vi que On Your Mark havia voltado ao catálogo do Ghibli. Na época, achei mesmo que era um sinal de que o marca comercial da dupla não estava mais sob boicote da mídia. E estava certo, pois outras noticias foram se sucedendo. A inclusão ainda pequena da discografia da dupla no iTunes é outro bom sinal. CHAGE está no Spotify e acho que é questão de tempo até que canções de CHAGE and ASKA também sejam liberadas para essa plataforma. Acho que, se sentirem que o público parou de rejeitar ASKA, eles podem se sentar e planejar algo mais ambicioso, como shows ou um álbum de músicas inéditas. Seria a redenção justa para quem tanto fez pela música no Japão.

Falou! Abraços!

King Diegond disse...

Alexandre, o "criticu" Régis Tadeu declarou que o j-pop basicamente copia o que é produzido no ocidente, assim como o j-pop. Na sua opinião, isso procede?

Alexandre Nagado disse...

Olá, King!

O sr. Régis Tadeu é um grande conhecedor de música, incluindo música pop. Dito isso, também acrescento que ele é um prepotente estúpido que se acha o baluarte da sabedoria e do conhecimento sobre qualquer coisa.

O J-pop é absurdamente abrangente. Em geral, é realmente INSPIRADO no pop-rock americano e europeu (inglês, principalmente), com nomes que copiam mesmo muita coisa, de arranjos a construções melódicas. Buscar inspiração e copiar são coisas bem diferentes. Alguns copiam estilos mesmo, outros não.

Mas o J-pop como nós conhecemos é a evolução do kayokyoku, a música pop que se fazia nos anos 60 a 80. Pegue "Ue wo muite arukou" e "Momen no handkerchief", duas canções antigas que renderam posts aqui no Sushi POP. As melodias são bastante japonesas em suas estruturas melódicas, com um arranjo mais ocidental, puxando para o folk.

Vindo agora para o presente, pegue canções da Wagakki Band. É rock executado com instrumentos japoneses e ocidentais, com uma combinação sonora bastante autêntica. E CHAGE and ASKA, que são artistas que se formaram no folk e beberam muito do britpop, ainda compõem melodias como na época do kayokyoku. Quem fecha os olhos para o J-pop dizendo que é tudo "cópia do ocidente" não apenas mostra como é superficial, mas também perde a chance de conhecer muita coisa interessante.

Pra quem conhece uma coisa ou outra e acha que é tudo igual, é fácil aplicar rótulos. Espero ter esclarecido meu ponto de vista.

Valeu! Abraço!