quinta-feira, 6 de junho de 2019

Expandindo horizontes! O poder da leitura

Vamos falar algumas coisas importantes e enriquecedoras sobre livros.
A literatura é uma infinita fonte de conhecimento
e combustível para a imaginação.
Imagem: 10wallpaper.com
Oi, tudo bem? Espero que sim e torço para que tenha a boa vontade de ler o texto até o fim, pois é um "off topic", mas que considero extremamente relevante. 

Acredito que os frequentadores deste blog gostem de ler, pois os textos grandes e mais complexos estão entre os que possuem melhor engajamento e visitação. Então, posso ficar à vontade para falar sobre leitura e sobre LIVROS. 

Ler livros é uma das coisas que mais gosto de fazer. Nos últimos dois ou três anos tenho lido muito mais livros do que quadrinhos ou mesmo mangá. Antigamente era o contrário, mas isso depende do momento. E por mais que eu goste da combinação narrativa de texto e imagens que nós temos ao ler quadrinhos, há coisas que somente um bom livro pode fazer por você. Ampliar os horizontes do conhecimento com profundidade é uma delas. Estimular o pensamento abstrato com elaborados desenvolvimentos conceituais é algo que funciona melhor com um texto bom e fluido, sem imagens ilustrativas. 

Não vou entrar no mérito dos mangás ou quadrinhos com questões históricas e filosóficas complexas. Já é bem sabido (ao menos pelos leitores mais antigos) o quanto eles podem ser realmente legais e profundos. Mas o objetivo aqui é incentivar meus leitores a explorar leituras teóricas e se desafiarem inclusive a buscar conhecimento fora do senso comum. Se você já faz isso, ótimo, mas este post é para o leitor eventual de livros de não-ficção e que pode realmente se sentir incentivado e desafiado e explorar novos assuntos em sua vida. 

Quem não me acompanha pelo Twitter talvez não tenha se dado conta, mas eu tenho um blog sobre política, comportamento e livros chamado Reflexo Cultural. Não é leitura "para todos" quando o assunto é política, pois tenho minhas posições bem definidas na direita conservadora. Mas as resenhas de livros possuem um caráter bem mais amplo e é sobre isso que gostaria de falar. 

No Reflexo, li e resenhei títulos sobre filosofia, política, psicologia, humor, comportamento, história, cultura oriental e, claro, quadrinhos. Muitos desses títulos possuem sim um viés político que me agrada, mas eu sempre ressalto a importância do contraditório. Posso preferir e indicar a leitura de um Jordan Peterson, Olavo de Carvalho, Luiz Pondé e Roger Scruton, mas também já li Karl Marx, Paulo Freire, Theo Roos, Clóvis de Barros e outros autores de esquerda. A literatura de esquerda tem sido dominante no mercado editorial e nas instituições de ensino, mas nos últimos anos, a situação começou a caminhar para alguma abertura a outras visões de mundo. 

Quanto mais conhecimento, mais ferramentas cada um tem para um bom discernimento, sem preconceitos. Jamais deixe de ler um autor porque algum YouTuber (ou blogueiro, jornalista ou influenciador digital) disse que sua obra é uma porcaria e que não deve ser lida. Aliás, desconfie se muitos fazem isso, pois pode ser medo de ter suas ideias confrontadas por mais gente. 

Se você costuma aprender novos assuntos somente assistindo coisas mastigadas no YouTube, você está se limitando demais. Aprenda a construir seu próprio pensamento crítico, e isso somente é possível olhando por diferentes ângulos e com perspectivas construídas sobre fatos e realidades. 
Ninguém deve se
sentir só quando
está com bons livros.
Imagem: Pinterest
Numa época em que a cultura pop (incluindo a japonesa) e o entretenimento têm sido cada vez mais usados ou cobrados como ferramentas políticas, considero extremamente importante embasar suas posições em leituras e conhecimento. Querendo ou não, estamos vivendo uma guerra cultural, onde valores têm sido demolidos, conceitos estéticos têm sido questionados e uma narrativa alinhada com a esquerda é dominante em praticamente todos os setores da mídia e do entretenimento. 

Conforme expliquei no post Justiceiros sociais e cultura pop!, sempre que for preciso, irei fazer um contraponto à propaganda ideológica disfarçada de entretenimento. Os livros indicados me ajudaram a formar opinião (nem sempre favorável) em relação a vários pontos que, com frequência, surgem no debate público ou em algum fandom específico. 

Escrevendo sobre cultura pop japonesa há mais de 25 anos e tendo posições bem definidas, não posso ignorar assuntos importantes sobre a vida que apareçam na área que tanto tem ocupado minha vida. É mais um motivo para continuar aprendendo e transmitindo conhecimento, sempre. E é por isso que gosto de indicar livros. 

É isso. Encerro aqui agradecendo a atenção e pedindo que não deixe de ler, ao menos, as resenhas indicadas abaixo e anote os livros que mais lhe interessarem, para ler quando for possível. Obrigado e até mais.

*******************
Lista com algumas das resenhas disponíveis no blog Reflexo Cultural. Aqui, uma seleção de obras de interesse variado, de filosofia a quadrinhos, mas todas de imenso valor cultural. 

Marvel Comics - A História Secreta (Sean Howe)

O Imbecil Coletivo (Olavo de Carvalho)

12 Regras Para a Vida - Um Antídoto Para o Caos (Jordan B. Peterson)

Guia Politicamente Incorreto da Filosofia (Luiz Felipe Pondé)

Writing for Comics (Alan Moore)

Erros Fantásticos - O discurso "Faça boa arte" (Neil Gaiman)



EISNER / MILLER (Will Eisner e Frank Miller)

Brincando de Matar Monstros (Gerard Jones)

Hagakure – O Livro do Samurai (Tsunetomo Yamamoto)

O Tao do Jeet Kune Do (Bruce Lee)

O Mínimo Que Você Precisa Saber Para Não Ser Um Idiota (Olavo de Carvalho)

Manifesto Cartunista (Spacca) 





2) No blog parceiro Casa do Boneco Mecânico, há a resenha de um livro de ficção científica chamado Flores Para Algernon, de Daniel Keyes. Um clássico literário com toques filosóficos, serviu de base para muitas obras, incluindo um dramático arco de histórias do antigo seriado tokusatsu Spectreman

Confira: 

Flores para Algernon e O Preço do Gênio - Spectreman Ep. 48 e 49 



*******************
- E você? Gostaria de recomendar algum livro? Poste nos comentários, vale qualquer assunto.

*******************

Playasia - Buy Games & Codes for PS4, PS3, Xbox 360, Xbox One, Wii U and PC / Mac.

4 comentários:

Adelmo Veloso disse...

Excelentes dicas, nobre Nagado. Como grande consumidor de animês e também já li muitos mangás e literatura sobre quadrinhos, hoje me dou conta do ganho que tive por tentar ler algo mais técnico, algo que me fizesse abrir a mente para a realidade, pois sempre fui daqueles que fugia de política por pura preguiça. Ao ver o futuro de meus filhos em jogo, não tive escolha.

Como disse um amigo, não precisa ser uma escolha entre um estilo e outro, dá pra conciliar tranquilamente! "O objetivo do argumento, ou da discussão, não deve ser vitória, mas progresso (Joseph Joubert)".

Alexandre Nagado disse...

Fala, Adelmo!

Eu sempre me posicionei na centro-esquerda, e somente há três anos fui aprofundar meus conhecimentos sobre política e filosofia para realmente entender qual era o meu lugar nessa discussão toda. A maioria das pessoas vai pela maioria, vai pela mídia, vai pelos seus artistas favoritos. E isso é um perigo.

E gostei da frase que citou. Anotadíssima!

Valeu! Abração!

Riojin disse...

Grande post sobre a importância da leitura. Esses dias estava lendo "A ética protestante e o espírito do capitalismo" de Max Weber. Tive que parar por estar com prazo mega apertado pra producao de um mangá. Deixando aqui algumas sugestões também. Li recentemente a novel de Kimi no na wa (your name) e recomendo literalmente qualquer livro de Júlio verne, claro com destaque para os classicos 20.000 léguas submarinas, viagem ao centro da terra e volta ao mundo em 80 dias. Julio Verne é uma das minhas maiores referências, mesmo produzindo quadrinhos. Saindo da literatura tb recentemente li a biografia do grande Maurício de Souza. Não tenho tido muito tempo para ler mangás e livros, mas ficam essas diquinhas.

Alexandre Nagado disse...

Fala, Mr. Riojin!

Entre as leituras que minha filha tem que fazer neste ano está o "Viagem ao Centro da Terra". Compramos faz uns dias e vou aproveitar pra ler também.

Boas dicas, valeu!

Abraços!!