APOIE ESTE BLOG

Faça uma doação de qualquer valor para incentivar e mostrar seu apoio ao trabalho feito aqui:

Saiba mais:

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

J-POP: Veteranos em festa!

Alguns nomes de grande relevância no cenário musical japonês estão comemorando importantes aniversários em 2019: Mr. Children, CHAGE and ASKA, Yosui Inoue, BEGIN, Southern All Stars e THE ALFEE.
Mr. Children: Uma das maiores bandas do Japão
se prepara para festejar uma carreira vitoriosa. 
BEGIN - 30 anos 

- Banda de Okinawa profundamente ligada à musica folk local, o BEGIN conseguiu levar várias canções às paradas de sucesso do país. Estrearam em 1989, em uma coletânea após serem selecionados em um concurso para novos talentos. É formada pelos amigos Eishô Higa (voz solo e sanshin), Masaru Shimabukuro (guitarra, violão e vocais) e Hitoshi Uechi (piano e vocais) 
BEGIN: Representantes do som de Okinawa perante
o resto do Japão e também para o mundo.
O maior sucesso da banda, como compositores, é a canção "Nada Sousou", criada em parceria com Ryoko Moriyama e transformada em grande sucesso na voz de Rimi Natsukawa. Já vieram algumas vezes ao Brasil. 

Abaixo, interpretam uma de suas canções mais populares, a "Shimanchu nu Takará" ("O Tesouro do Povo da Ilha"). A música ganhou uma nova versão em 2015 na voz do brasileiro Yudi Tamashiro. (Confira aqui.)


♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫

Mr. Children - 30 anos 

- Em 1989, estreou o quarteto formado por Kazutoshi Sakurai (voz e violão), Kenichi Tahara (guitarra, violão e vocais), Keisuke Nakagawa (baixo e vocais) e Hideya Suzuki (bateria e vocais). Entre 1994 e 2017, somente um single do Mr. Children não ficou em primeiro lugar na parada de sucessos (mas ficou em segundo) é uma das bandas mais populares do Japão, em todos os tempos. 
Mr. Children: Desde 1989, uma fábrica de hits.
Já venderam mais de 59 milhões de gravações, perdendo apenas para a dupla B´z, que estreou em 1988 e detém o recorde absoluto de 82,6 milhões. A regularidade é impressionante e suas canções conseguem enorme identificação com o grande público japonês. O vocalista Sakurai ainda divide com o produtor e músico Takeshi Kobayashi (ex-My Little Lover) o projeto musical Bank Band, para projetos assistenciais ou com algum engajamento ecológico. 


Atualmente, estão encerrando uma turnê que se iniciou no ano passado. Em breve, devem anunciar a programação para o aniversário da banda. 

Abaixo, "Tomorrow never knows", um dos maiores clássicos do quarteto, escrito por Sakurai e lançado em 1994. 



♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫

CHAGE and ASKA - 40 anos 

- A mais importante dupla da história do pop japonês estreou em 1979, teve seu auge em 1991 com a canção "Say Yes" e em outubro completam 40 anos de carreira profissional. Tudo indica que irão festejar em separado, pois a dupla seguiu em carreiras solo em 2007 e nunca mais se reuniram, ainda mais depois do escândalo com drogas envolvendo ASKA, que chegou a ser preso por um tempo. 



CHAGE segue com uma carreira prestigiada, enquanto ASKA foi banido da mídia. Porém, desde 2017 ele tem lançado muito material inédito de forma independente. Um de seus vídeos deu uma dica de que uma reunião entre os velhos parceiros pode acontecer. A dupla vendeu mais de 30 milhões de gravações, um sucesso nem de perto conquistado pelas carreiras individuais. Uma eventual reunião poderia dar um final feliz a uma das mais produtivas parcerias da história da música pop japonesa. 

Abaixo, o single "Here and There", escrito por CHAGE. Foi incluído no álbum Double (2007), o último de canções inéditas lançado pela dupla.



♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫


Southern All Stars - 45 anos
Southern All Stars: Um banda que une canções
poéticas e atitude irreverente. 
É formada por Keisuke Kuwata (vocal e guitarra), Yuuko Hara (teclados e vocal), Kazuyuki Sekiguchi (baixo), Hiroshi Matsuda (bateria) e Hideyuki Nozawa (percussão). São conhecidos por sua irreverência, com muitos álbuns com capas bastante ousadas. Entre seus grandes sucessos, canções como "Sayonara Baby", "Erotica Seven", "Tsunami", "Tokyo Victory" e muitas outras. 

Abaixo, a canção "Sônen JUMP" , escrita por Kuwata e lançada em julho de 2018. O título é um trocadilho bem humorado com o mangá Shonen JUMP, sendo que "shonen" é "jovem" (do sexo masculino) e "sônen" corresponderia à idade adulta ou produtiva profissionalmente.




♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫

THE ALFEE - 45 anos 

- A banda formada por Toshihiko "Takamy" Takamizawa (guitarra e voz), Masaru Sakurai (baixo e voz) e Konosuke Sakazaki (violão, percussão e voz) completa 45 anos de lançamento de seu primeiro single. Estão entre os artistas pop japoneses mais antigos em atividade e seguem fazendo shows grandiosos e constantemente lançando novas canções. Transitam facilmente entre o hard rock, pop, folk e anime/tokusatsu songs. 

THE ALFEE: Uma das mais versáteis e longevas bandas
do cenário musical japonês.
Para este segmento, gravaram canções para Galaxy Express 999, Touch 3, Ultraman Retsuden, Ultraman Ginga S e outros. O compositor principal da banda, o líder Takamiy, também compôs temas para Ultraman Dyna, Ultraman Ginga e Ultraman Orb, sendo um grande fã do Universo Ultra. Em abril, a banda inicia uma grande turnê para comemorar os 45 anos de estrada. 

Aqui, a cançlão "Ichi gatsu no ame wo wasurenai" ("Não me esqueço daquela chuva de janeiro"). Bela composição de Takamiy, com arranjo da banda. Além das sempre competentes harmonias vocais, um lindo dueto de violão e guitarra no final. Arrepiante!


♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫♫

Yosui Inoue - 50 anos

- Desde 1969 em atividade, é um dos mais importantes compositores (tanto de letra quanto de melodia) da história da música japonesa. Fez parcerias célebres e compôs para muitos artistas de renome, como Akina Nakamori, Kenji Sawada e a banda Anzen Chitai. É casado com a cantora Seri Ishikawa, para quem também compôs e produziu muitas canções. 
Yosui Inoue, um dos grandes gênios do pop japonês.

Abaixo, a canção "Shonen Jidai" ("Juventude"), lançada em 1990, no qual escreveu a letra e coescreveu a melodia com Shinji Kawahara. A música é um grande clássico, daqueles de sucesso perene, e já foi regravada muitas vezes. Como cantor, já vendeu mais de 15 milhões de gravações, sem contar o vasto material que escreveu para outros artistas, com numerosos sucessos.


- Agradecimentos ao Usys222, do blog Casa do Boneco Mecânico, sempre quebrando meu galho com dúvidas em traduções.

5 comentários:

Bruno Seidel disse...

Realmente, um reencontro da dupla Chage & Aska seria algo emocionante e memorável para brindar os 40 anos dessa entidade do pop japonês. Estou na torcida!

Quanto aos 45 anos do The Alfee, chama a atenção como uma banda tão experiente e versátil consegue se manter ativa e em alto nível durante tanto tempo. Queria ver mais temas deles para o gênero Tokusatsu, pois os temas de Ultraman Ginga S e Orb ficaram sensacionais!

Alexandre Nagado disse...

Fala, Bruno!

Também torço muito pela reunião de CHAGE e ASKA, mas dificilmente irá rolar. Soube que o CHAGE canta músicas escritas pelo ASKA em seus shows, o que é um bom sinal. Alguma esperança eu ainda tenho.

Sobre THE ALFEE, a qualidade e regularidade realmente impressionam. E tem shows que dão a dimensão de sua força, mostrando estádios lotados de gente. Eles têm algumas trilhas de animês variados, mas em termos de tokusatsu, a ligação é só com Ultras, porque o Takamiy é muito fã. Deles, eu recomendo que procure a versão que fizeram para o tema de encerramento do Ultraman Dyna (que é composição do Takamiy), intitulado "Kimi dake wo mamoritai ~ Save your heart". Ficou muito legal.

Falou! Abraços!

Usys 222 disse...

Artistas que trazem bastante nostalgia. E continuam fazendo seus nomes, firmes e fortes.

De Southern All Stars eu me lembro de ter ouvido Ai no Kotodama à exaustão quando fui para o Japão. Era a canção que fazia sucesso na época. Uma melodia agradável que me leva até esses dias.

Yosui Inoue é grande nome do ramo e Shonen Jidai é aquela canção que provavelmente todo mundo que mora no Japão já deve ter ouvido uma vez na vida.

Takamiy pelo visto vai morrer fazendo músicas. E acho que é o que ele mais deseja. Essa canção é muito bonita. Usar uma guitarra e um violão ao mesmo tempo foi muito bem pensado. Trabalho de gênio.

No Japão são poucos os artistas que conseguem durar por tanto tempo, ainda mais em grupos. É certo que CHAGE & ASKA tiveram que se separar, mas ainda assim eles continuam suas carreiras, ainda que ASKA tenha que fazer isso sem ajuda de grandes gravadoras. Espero que todos voltem a reconhecê-lo por seu talento e habilidade. E que um dia voltemos a ver CHAGE & ASKA novamente.

Alexandre Nagado disse...

Fala, Usys!

Eu acho bacana quando vejo veteranos ainda em atividade e fazendo grandes concertos, como é o caso do ALFEE, que já contabilizou mais de 2 mil apresentações.

A "Shonen Jidai" é conhecida de qualquer um que já tenha frequentado o meio dos karaokês nas últimas décadas. O Yosui Inoue não é lá um grande cantor, mas é talvez o mais significativo compositor pop do Japão, pela versatilidade, sucesso e qualidade.

E finalmente, torço por um reencontro de Chage and Aska neste ano. E também gostaria de ver Chage homenagear, nem que fosse em um pedaço de show, sua velha banda Multi Max, que eu também gostava muito e que completaria 30 anos em 2019, caso ainda estivesse na ativa.

Valeu! Abração!

Icaro Maycon disse...

B'z é minha banda favorita.. da vida é espetacular... Esse ano eles estão comemorando 30 anos...