segunda-feira, 12 de março de 2018

Novo filme da série Space Squad a caminho!

Heróis espaciais das franquias Metal Hero e Super Sentai irão
unir forças contra um inimigo em comum.
O ambicioso projeto da Toei Company, a série Space Squad, que é o similar japonês mais próximo dos Vingadores da Marvel, tem divulgado novas informações sobre seus próximos passos. 

O sucesso do filme Space Squad Gavan vs Dekaranger e seu final recheado de cenas com participantes em potencial deixou os fãs especulando sobre os próximos passos. Infelizmente, as especulações (estimuladas pela própria Toei) parece que foram um tanto exageradas. 

Aparentemente, nada de Jiraiya, Jiban, Flashman e aquele monte de heróis que estavam sendo aguardados desde o ano passado. O foco continuará sendo no Policial do Espaço Gavan, que estará junto com Shaider e um recente grupo de heróis espaciais da franquia Super Sentai. Se outros heróis ainda forem anunciados, deverão figurar apenas em pequenas participações ou citações. 

De certa forma, soa decepcionante para os fãs antigos, que esperavam um resgate de vários heróis do passado. Mas, para os fãs novos, o que já foi confirmado é um prato cheio. 
Shaider e Gavan (à esquerda) irão se encontrar com
o Esquadrão Espacial Kyuranger no novo Space Squad.
O Esquadrão Espacial Kyuranger, cuja série se encerrou  há pouco tempo para dar lugar a Lupinranger vs Patranger, é a bola da vez e os heróis irão se encontrar com Geki Jumonji (o Gavan Type G, vivido por Yuuma Ishigaki) e Shuu Karasuma (o novo Shaider, por Hiroaki Iwanaga). Gavan, acompanhado do esquadrão Dekaranger, já havia se encontrado com os Kyurangers anteriormente. Foi no episódio 18 de Kyuranger, exibido no ano passado. 
Kyuranger: A série de 2017 trouxe um pequeno
exército de heróis espaciais.
Pouco se sabe sobre a nova produção, mas deverá dar continuidade à batalha dos heróis contra a organização espacial Genmaku. Os vilões ainda não foram anunciados, mas depois de MacGaren e Benikiba em 2017, novas versões de vilões clássicos da Toei devem dar as caras. 

Além do retorno dos heróis principais em seus papéis originais, a produção divulgou que terá participações especiais de Masayuki Deai (de Boukenger e Kyoryuger), Yuko Takayama (de Kamen Rider Ghost) e Hitomi Hirose (de Kakuranger), vivendo personagens diferentes, sem relação direta com seus papéis mais famosos em tokusatsu.
O Gavan Type G, que apareceu em 2012, é uma espécie
de "Capitão América" do universo compartilhado
de super-heróis da Toei Company.
O roteiro será de Nobuhiro Môri, com trilha sonora de Kosuke Yamashita e direção de Koichi Sakamoto, que também irá cuidar das coreografias de batalha, sua maior especialidade

Uchuu Sentai Kyuranger vs Space Squad terá exibição especial em cinemas no dia 30 de junho deste ano. Já o lançamento em DVD e Blu-ray está programado para 8 de agosto.

22 comentários:

Ricardo Cerdeira disse...

Pode ser que quando a trama do filme for revelada minha impressão seja desmentida, mas desde que vi as primeiras informações a respeito de Kyuranger vs Space Squad, fiquei com a clara impressão de que foi uma mudança de planos vinda do "andar de cima".

Vale lembrar que no final do ano passado houve a divulgação por parte do produtor Shinichirô Shirakura de que a Toei não faria mais os Super Hero Taisen, que eram tradição desde 2012 (com exceção de 2016, quando tivemos o filme Kamen Rider I), em prol do filme que encerrará a saga de Kamen Rider Amazons.

E mesmo os especiais "sentai vs sentai", que vinham sendo produzidos de forma ininterrupta há mais de 20 anos (Ohranger vs Kakuranger), parecem ter sido escanteados, já que provavelmente não teremos Kyuranger vs Zyuohger.

Essa estratégia de lançar um especial de vídeo antecedida por uma breve e restrita exibição nos cinemas foi denominada pela Toei como V-Cinext. Embora esse nome não tivesse vindo à tona na época, o próprio Space Squad Gavan vs. Dekaranger já foi nesses moldes.

Ao colocar os Kyurangers como coprotagonistas e aparentemente alienar outros membros do Space Squad que não sejam Gavan e Shaider (ainda que apareçam outros provavelmente será em pontas), a Toei foi pelo caminho fácil de se apoiar na popularidade da série do momento. E o fato do roteiro ser escrito pelo roteirista de Kyuranger, e não pelo Naruhisa Arakawa dá indícios de que quem mandará no filme mesmo será o sentai espacial.

A minha torcida é que esse especial seja bom, e que não atravanque as ideias lançadas ao final do primeiro Space Squad.

Alexandre Nagado disse...

Fala, Ricardo!

Eu tive essa mesma impressão. A de que os planos mudaram e os chefes mandaram alterar o planejamento do Space Squad. No ano passado, o ator Kenji Ohba disse que estaria envolvido com o Space Squad, mas talvez isso também tenha sido posto de lado.

Em todo caso, ainda dou um voto de confiança de que poderá ser um filme divertido, graças à direção do Sakamoto. Mas não deixarei de lamentar a mudança de planos.

Valeu! Grande abraço!

César Filho disse...

Mais uma vez a Toei nos surpreende. Por um lado será legal ver o encontro do Gavan Type-G com Kyuranger, mas por outro me deixou desanimado quanto a uma possível aparição de antigos heróis das franquias Super Sentai e Metal Hero. Pode ser que aconteça mais a frente. Quero acreditar nessa hipótese. Talvez pode ser jogada da Toei para soltar alguma pista que faça alguma ligação com os antigos heróis quando o filme estiver próximo.

Alexandre Nagado disse...

Olá, César.

Talvez a Toei faça aquele velho e previsível "fan service" de trazer um monte de heróis para enfrentar um monte de inimigos em uma batalha genérica, só pro pessoal ficar lembrando deles. Aí os heróis principais salvam o dia.

E eu gostaria muito de continuar a ver os Dekarangers atuando forte no Space Squad, mas parece que não vai rolar. Mas ainda devem soltar muitas informações adicionais, inclusive sobre quem serão os vilões do filme. Certamente, farei outro post sobre o filme quando tiver um trailer ou um número razoável de novas informações. Vamos aguardar!

Obrigado! Abraços!

Reinaldo Cardoso de Almeida disse...

Olá Nagado!

Gostei d+ do filme Space Squad. Estou na expectativa pelo lançamento dessa sequência. Sempre bom ver os heróis clássicos (e atuais) nessa nova geração. Seria interessante se o filme do Jaspion (que estão planejando fazer aqui no Brasil) tivesse essa qualidade e tecnologia que foi usada em Space Squad. Torço pra que dê certo, mas com atores brasileiros e com os recursos que temos aqui, acho que Jaspion será um fiasco!

Abço!

Anônimo disse...

Uma pequena ironia é que além de trabalhar vários anos em Power Rangers,Sakamoto ajudou em VR Troopers que adaptou Shaider na segunda temporada(mas não ajudou muito pois naquela época a produção das sequências americanas era muito pobre).E é difícil o filme de Jaspion dar certo sem ajuda japonesa .

Alexandre Nagado disse...

Olá, Reinaldo e "Anônimo":

Como ambos mencionaram o filme do Jaspion a ser feito no Brasil, aviso que provavelmente o assunto vai merecer um post quando houver um bom número de informações oficiais. Por enquanto, deve estar fervendo nos bastidores a movimentação de gente querendo tomar parte no projeto. Mas é possível fazer algo bom sim, basta ver o clipe On The Rocks, do Ricardo Cruz, para perceber que há sim condições de se fazer um bom trabalho.

Confiram: http://nagado.blogspot.com.br/2015/09/on-rocks-o-video-oficial-e-um-papo-com.html

Abraços!!

Usys 222 disse...

(Hum... Pior que eu ainda não vi o anterior...)

Eu não tenho muito do que reclamar, já que gostei de Kyuranger. E acho que já havia algo nesse sentido, pois teve um episódio duplo deles contracenando com Gavan e os Dekaranger, ao cair no universo dos Policiais do Espaço após atravessar um buraco negro. E Shu Karasuma/Shaider é um sarro! Ele é o meu favorito entre os Policiais do Espaço da nova geração. Fico feliz em vê-lo de novo.

Realmente é muito cedo para se dizer alguma coisa. Quero ver quem será o vilão, que pode ser algo bem surpreendente. Talvez uma Neo Biolon, ou uma versão repaginada do Dokusai ou pior, um Império Galático Neroz.

E suponho que o sucesso do Space Squad anterior tivesse justificado realocar as despesas nesse sentido, cancelando os especiais VS de Super Sentai e o Super Hero Taisen. De qualquer jeito, vamos esperar por novas informações. Prefiro dar a minha opinião depois de ver de fato.

... E eu ainda tenho que ver o anterior!

Alexandre Nagado disse...

Fala, Usys!

Acredito que possa vir um filme divertido e surpreendente, mas ver que a atenção maior poderá ficar com Kyuranger foi um balde de água fria em quem esperava ver Jiraiya, Jiban, Exceedraft, Flashman e outros retornando. Talvez ainda haja um fan service nesse sentido, mas vamos aguardar.

Seria interessante mesmo uma nova versão de Biolon ou do Império Neroz, mas vamos ver. Acredito que logo teremos uma enxurrada de informações nesse sentido. O Sakamoto já deve ter encerrado as filmagens de Mob Psycho 100 e deve estar trabalhando em Space Squad em ritmo acelerado. Estou ansioso para ver o trailer. Aí eu mostrarei aqui, certamente.

E separe um tempo para ver o Space Squad. Não é fantástico, mas diverte. Eu ainda tenho ressalvas quanto ao Gavan Type G, pois acho o ator muito canastrão, mas o elenco de Dekaranger é bem legal mesmo.

Falou! Abraços!

Moisés Dias disse...

Olá Nagado,
Bom eu pelas (poucas) informações ainda a respeito desse filme o que posso fazer é especular:

Eu acho que será mais um Space Squad 1.5 do que uma sequencia propriamente dita do filme, é mais como uma preparação de terreno para o seguinte(tipo como foi o Girls in Trouble).

Acho válido, já que devem tá elaborando o roteiro da sequencia real e manter a marca em voga. Fazendo um paralelo, no Universo Marvel teve filmes do Homem de Ferro, Capitão América e do Thor entre os Vingadores 1 e 2 e talvez esse Space Squad se encaixe nisso.

E a inclusão de Kyuranger nesse universo foi uma sacada de mestre da Toei em trazer o público novo (que é quem consome os produtos relacionados) para os filmes desse universo já que o anterior era mais voltado para um público mais velho.

E sim acho que será mais um filme de Kyuranger do que do Gavan e do Shaider que agirão mais como Nick Fury/Capitão América nesse filme.

Alexandre Nagado disse...

Olá, Moisés.

Interessante essa ideia de "Space Squad 1.5", pois faria sentido uma aventura preparatória. Mas sinceramente não creio que seja essa a intenção. Parece que é o "Space Squad 2" mesmo, seguindo por um caminho de audiência mais garantida.

De qualquer forma, pode aguardar um novo post mais pra frente, quando tivermos o trailer e mais informações. Mas, de qualquer forma, como teremos Koichi Sakamoto na direção, podemos esperar ao menos um filme movimentado e divertido.

Valeu! Apareça mais vezes por aqui!
Abraço!

Adelmo Veloso disse...

Olha aí, que maneiro! Como disse na última postagem sobre o Ex-Aid - após conferir os cinco filmes que antecedem esse aí, foi a gota d'água para começar a conferir o restante do mundo além de Kamen Rider Black, Flashman, Changeman, Jaspion e os outros!

Estou ansioso por esta obra! E que venham mais! Também torço pelo reconhecimento de alguma alma caridosa e queira trazer essa franquia original (ou parte dela) para nossa TV aberta, ou até mesmo para DVD e Blu-Ray! (Sei que é muuuuuito difícil - Danilo do Toku Doc já mandou a letra, mas não custa sonhar)! Abraço.

Alexandre Nagado disse...

Fala, Adelmo.

A Toei não demonstra muito interesse no mercado brasileiro, em parte por conta da pirataria dominante na web. A Tsuburaya poderia ser um bom exemplo a ser seguido, visto que vários DVDs já foram licenciados aqui e as últimas séries Ultra têm sido exibidas em simulcast no Crunchyroll. Os filmes Super Hero Taisen e Space Squad poderiam fazer barulho por aqui se fossem lançados oficialmente, nem que fosse no NETFLIX, por exemplo.

Espero que isso mude no futuro e possamos conferir essas produções oficialmente.

Valeu! Grande abraço!

Major disse...

Eu sinceramente não me espanto com essas atitudes da Toei, pra mim eles não sabem "olhar para trás", ver o que eles próprios fizeram e tornar algo decente e atual. Parece que tem vergonha do passado... Um abraço, Nagado!

Alexandre Nagado disse...

Olá, Major.

Verdade seja dita, a Tsuburaya lida melhor que a Toei com seu passado, valorizando seus astros. Ainda estou na torcida para que as próximas informações nos deixem mais empolgados.

Valeu! Apareça mais vezes por aqui.
Abraço!

Major disse...

Bom dia Nagado!
Concordo contigo sobre a Tsuburaya, e o mais legal é que o legado do "Tio "Eiji" é valorizado até hoje, mesmo com a empresa não sendo mais "capitaneada" pela família. Posso não comentar, mas estou sempre por aqui, sou seu fã desde os tempos da Herói.
Um grande abraço meu amigo, e um bom fim de semana pra você!

Alexandre Nagado disse...

Bom dia, Major!

A Toei precisava dar um jeito de aproveitar astros como Hiroshi Fujioka., Kenji Ohba, Tetsuo Kurata e Hiroshi Watari. Todos são excelentes e ainda poderiam render muitos bons filmes.

Então, você é um leitor das antigas. Obrigado por prestigiar meu trabalho até hoje!

Tudo de bom e até breve!
Abração!

Anônimo disse...

Olá!
Nagado, é o Marcos.
Vou pular um pouco o assunto relacionado ao tema Space Squad...
Agora, em 2018, graças às comemorações dos 110 anos de amizade entre Brasil e Japão, e também à proximidade dos eventos olímpicos de 2020, os japoneses começaram a fazer seus “movimentos” na América Latina nas redes de cinema e nos serviços de streaming. Veja só:

Live-action: a adaptação de Gintama já passou pelos cinemas latinos em fevereiro e no início de março (pelo que vi, os países foram Argentina, Chile e Peru), mas ainda não há previsão de lançamento por aqui.
Ataque dos Titãs e Ataque dos Titãs o Fim do Mundo estão previstos, respectivamente, para lançamento em território brasileiro nos dias 04 e 08 de abril, e 13 de maio (as datas do segundo filme ainda estão meio confusas) pelas redes Cinemark e Kinoplex. O México também já está com um cartaz de pré-venda para uma maratona Ataque dos Titãs. De acordo com a Sato Company (distribuidora dos filmes), esses longas devem chegar ao restante da América Latina em meados de maio.
Lembrando que os mexicanos já assistiram, em 2017, as adaptações de Tokyo Ghoul, I Am a Hero e Gintama.

Anime: Mazinger Z também já está previsto para estreia nas redes Cinemark da Argentina, Colômbia, Peru, Bolívia e Chile em abril e pela Cinemex e Cinépolis no México também em abril. A distribuidora é a Diamond Films. Não há previsão de lançamento desse longa por aqui (apesar do filme constar no catálogo da versão brasileira da distribuidora). Aparentemente, o longa entrará no circuito “normal” de cinema, e poderá ficar em cartaz entre 15 ou 30 dias (talvez até mais).
A Cinemark brasileira continua com seu Anime Night, sendo a bola da vez o filme “Luzes no Céu: Fireworks”, com estreia para 20/03.
Infelizmente, todos os longas citados (animação ou live-action) foram programados para exibição especial de apenas dois ou três dias nos cinemas (tanto aqui quanto em outros países), então é uma oportunidade única de assistir.

Netflix: está lotada de animes e recebendo muitos doramas. Também está no catálogo o longa live-action dublado do Fullmetal Alchemist. Nós, latinos, agradecemos.
Fora isso, o dorama original Netflix “Midnight Diner” voltou a ser exibido no Arte 1 pela TV a cabo.

Também há um total de três filmes de diretores premiados (Hirokazu Koreeda, Naomi Kawase e Kiyoshi Kurosawa) programados para estreia no circuito nacional entre abril e maio. Esses filmes ficarão em cartaz apenas nas salas de arte, mas não são exibição especial de dois ou três dias.

Ufa! Eu não estou acreditando nisso. É um presentão para quem gosta de cinema japonês e da cultura pop nipônica.

Quanto ao Space Squad, na realidade, quero falar sobre o filme brasileiro do Jaspion.
O Brasil não tem experiência em filmes de fantasia, artes marciais e sci-fi. Outro problema é o orçamento. O que eu penso é que seria mais sensato entregar o projeto nas mãos da Toei, e os caras ficarem responsáveis pela produção. Inclusive, contratando alguns atores famosos de tokusatsu ou premiados pela indústria cinematográfica japonesa. A Sato ficaria responsável mesmo pela distribuição na América Latina e por arranjar atores brasileiros para papéis de apoio e de personagens secundários.

Desculpe pelo textão!!!

Alexandre Nagado disse...

Fala, Marcos!!

Um off-topic tao recheado eu não podia deixar de fora, ah ah! Realmente, uma situação desta era impensável quando eu comecei a acompanhar o cenário da cultura pop japonesa. E vou mais além do que foi citado. O Spotify não para de aumentar a oferta de música japonesa. Entrei faz um mês e no primeiro dia procurei The Alfee e Rimi Natsukawa. Nada. Aí, a Rimi entrou na semana passada e Alfee entrou nesta semana. Claro que estou cada vez mais contente com o serviço.

E falando no Jaspion, farei um texto sobre isso, mas quando tivermos mais informações. Não quero entrar com clima de especulações que está rolando. Só espero que saia algo divertido, feito com o coração. E que não seja vitrine de panfletagem e "lacração", que é o que tem virado o mercado de entretenimento por aqui.

Valeu! Grande abraço!!

Anônimo disse...

Marcos de novo!
Gostaria de deixar a minha sugestão para o cast do filme do Jaspion:

Jaspion = Riki Miura, Mackenyu ou Takeru Sato;
Edin = Hikaru Kurosaki (se a Toei bancar, é provável que o cara não aceite), Ken Watanabe ou Carlos Takeshi;
MacGaren = Junichi Haruta (o próprio), Kazuki Kitamura ou Rodrigo Santoro (esse último não me agrada muito);
Anri = Haruka Ayase, Alice Hirose, Yurina Yanagi ou Yanna Lavigne;
Kilza & Kilmaza = María Eugenia Suárez (atriz argentina descendente de japoneses) e Chihiro Yamamoto (bruxa espadachim, kkk), respectivamente;
Boomerman = Masaki Suda.

Sugestão para a direção:
Efeitos Visuais: Hideaki Anno, Shinsuke Sato ou Rashad Haughton;
Coreografia e dublês: Koichi Sakamoto e Gutemberg Lins (os dois juntos);
Direção: Takashi Miike, Keishi Ohtomo ou José Padilha.

Se você não está familiarizado com Shinsuke Sato:
https://www.youtube.com/watch?v=BbFnWp82FS4

Ou Rashad Haughton:
https://youtu.be/mteIWywAlKo

https://youtu.be/DWoudbndXbw

Gostaria de ver os efeitos no nível do BraveStorm, Shin Godzilla ou Space Battleship Yamato.
Não consigo imaginar o filme 100% brasileiro. Acho que poderá dar muito errado. O melhor é deixar com quem entende.

Bruno Seidel disse...

Olha... pode até ser "decepcionante" para os fãs que aguardavam um filme com Jaspion, Jiraiya, Jiban, Gingaman, Denziman e Megaranger, como deu a entender nas cenas finais do primeiro Space Squad. Mas só de ver a Toei tomando esse tipo de iniciativa já é fantástico!
E um crossover com Kyuranger também me agrada, afinal, assisti a todos episódios da série e achei uma produção incrível. Um dos meus Sentais favoritos, com certeza! Vale lembrar que o nome do filme é "Space Squad", ou seja, aborda temática espacial. E, nesse quesito, Kyuranger cumpre bem mais os requisitods do que Jiraiya ou Jiban.
Eu, particularmente, gostaria muito de ver um filme só dos Metal Heroes em que o Gavan coletaria as ranger keys de Jiraiya, Jiban, Exceedraft, Jumperson, B-Fighter e B-Fighter Kabuto. Isso explicaria aquela cena do Super Hero Taisen Z em que ele "empresta" suas ranger keys aos Go-Kaiger para que eles emulassem os heróis clássicos (uma cena que, a rigor, decepcionou muita gente).
Nesse filme dos Metal Heroes, eu colocaria o Império Neroz como grande vilão, reunindo diversos vilões da franquia Metal Heroes (McGaren, Deslock, Arthur, Dokusai, Madogarbo...).

Mas como o que temos de concreto por hoje é esse crossover entre os Uchuu Keiji e Kyuranger, resta torcer para que tenhamos outro grande filme. O primeiro Space Squad deixou muitos fãs empolgadíssimos com essa investida de "Vingadores da Toei" (com Gavan Type G fazendo o papel de Capitão América). Tomara que vingue mesmo!

Alexandre Nagado disse...

Fala, Bruno! Seguimos na torcida. Vi que soltaram um teaser de 15 segundos. Quando sair um trailer mais extenso, tentarei postar aqui no blog.

Eu achava que poderiam aproveitar o Takumi Tsutsui, já que ele fez uma excelente participação no Ninninger. O Hiroshi Watari também está na área e acho que ele poderia ainda ser muito bem aproveitado. Mas sei lá, ainda tem muita coisa a ser divulgada e, a menos que o próximo filme seja um fiasco (o que dificilmente será), a série Space Squad vai longe.

Valeu! Abraços!