RECADO AOS VISITANTES:

Olá! O blog ainda está de férias, mas já estou trabalhando em novas postagens. O Sushi POP voltará a ser atualizado no dia 1 de agosto (terça), no período da tarde.

O que vem por aí:
- Ultraman Geed, Novo Lobo Solitário, Katokutai, Pinóquio de Osamu Tezuka, Danger 3, resultado da convocação para trabalhos acadêmicos e mais!

Esteja aqui para conferir. Até breve!

sábado, 1 de julho de 2017

Space Squad - Os Vingadores da Toei

Estúdio Toei Company investe em um projeto que irá reunir Jaspion, Sharivan, Jiraiya, Flashman, Jiban e muitos outros heróis clássicos!

O projeto Space Squad irá realizar o sonho de muitos fãs ao
reunir heróis que marcaram época, não apenas para o público japonês.
Assim que estreou no Japão no último dia 17 de junho, o filme Space Squad - Gavan vs Dekaranger detonou uma febre entre fãs em várias partes do mundo. A aventura que reuniu o jovem Gavan G e o Esquadrão Dekaranger contra MacGaren (inimigo do Jaspion) e Benikiba (inimiga de Jiraiya) era apenas a ponta de um iceberg. 

Com sequências inteiras já postadas clandestinamente na internet, é possível saber que o filme tem grandes cenas de ação e vale a pena esperar por um lançamento oficial. O DVD e Blu-ray serão lançados no Japão em 19 de julho, mas não há previsão para lançamento em outros países. Já a aventura Girls in Trouble - Space Squad Episode Zero, que teve exibição em cinema junto com o filme principal, também será lançado simultaneamente, alterando a programação original, que era de lançamentos em separado. Mas foi o final de Gavan vs Dekaranger o que mais gerou uma reação animada entre milhares de fãs. 

O filme Space Squad - Gavan vs Dekaranger já
virou um marco para os super-heróis japoneses.
Sem detalhes ainda divulgados, o que se sabe é que o projeto Space Squad irá futuramente reunir Sharivan, Shaider, Jaspion, Jiraiya, Jiban, Janperson e as equipes Exceedraft, B-Fighter, B-Fighter Kabuto, Blue Swat, Denziman, FlashmanMegaranger e Gingaman. Quase todos aparecem rapidamente em cenas isoladas no final de Space Squad, menos o Jaspion, que é mencionado e visto bem antes do final, conforme imagens que vazaram na internet. 

Com relação às equipes, talvez apenas representantes de cada grupo apareçam, mas nada se concreto sobre isso foi informado. E quem estará à frente desse exército de heróis é o Gavan G, que a essa altura já é um herói experiente. Ele surgiu em 2012 no filme Gavan The Movie e já apareceu em várias produções. Agora, se torna elemento central no universo de super-heróis da Toei Company.
O álbum especial de Space Squad entregou a formação
do exército de heróis antes do filme estrear.
As primeiras pistas haviam saído dias antes da estreia, quando foi anunciado o CD Space Squad - Gavan vs Dekaranger and Toei Hero Song Collection, com temas dos citados heróis. Até então, sabia-se apenas que Jaspion faria uma ponta ou uma pequena participação. O CD (link no final da matéria) inclui o tema de Spielvan, mas o personagem não apareceu no filme.

A maioria dos convocados tem em comum o fato de serem heróis espaciais ou policiais. O ninja Jiraiya, quem viu a série lembra, é descendente de um guerreiro que veio do espaço e por isso sua aparição é coerente. Espera-se que ele seja vivido pelo ator original, Takumi Tsutsui, que reprisou o papel em 2015, em um episódio de Ninninger

Jiban, Janperson, Exceedraft e Blue Swat são heróis policiais, o que cria afinidade com o resto do grupo. E um dos membros da Blue Swat, o agente Sig, também é um alienígena, assim como Jaspion e os integrantes de Denziman. O Comando Estelar Flashman é composto de terrestres que cresceram no espaço e ganharam seus poderes no longínquo planeta Flash. E os integrantes de Fiveman são filhos de exploradores espaciais que trabalhavam no planeta Sedon (ou Shidon). Cada um tem sua justificativa para estar lá.
Da esq. p/ dir.: Denzi Blue, Jaspion, Yellow Flash,
Jiban, Ginga Red, Five Red e Jiraiya.
Parte da formação do novo Space Squad: Um exército de heróis.
A maioria dos heróis deve ser interpretada por novos atores, a exemplo de Sharivan e Shaider. Já o Gavan original, vivido pelo lendário Kenji Ohba, apareceu lutando em Space Squad e poderá aparecer em futuros filmes a serem anunciados, mesmo que já tenha passado seu legado ao Gavan G. O ator também já foi Denzi Blue, um dos integrantes de Denziman, o que pode gerar boas especulações sobre um encontro dos personagens. As possibilidades abertas pelo projeto Space Squad são ilimitadas. 

Com ou sem atores originais participando, esse ambicioso trabalho reunindo heróis consagrados de diferentes linhagens da Toei é o similar japonês mais próximo dos Vingadores da Marvel ou da Liga da Justiça da DC Comics. E, para os fãs que sempre sonharam em ver seus heróis de infância reunidos, já está sendo tão ou mais aguardado que qualquer superprodução de Hollywood. 

Shaider e Sharivan: A segunda geração de policiais do espaço
estará em peso participando de Space Squad.


20 comentários:

Franco Ikari disse...

Eu fiquei bem contente com essa noticia. A Toei nunca canonizou os crossovers como Super Hero Taisen ou Heisei vs Showa sempre funcionando como um universo paralelo mas dessa vez ela claramente mudou de idéia.
Embora seja meio duro de engolir que duas organizações do mal atacavam Tokyo simultaneamente sem nenhum dos grupos e herois se esbarrassem(preferiria que fossem universos paralelos que se encontrassem) só a possibilidade de ver tantos herois juntos já deixa um fã muito feliz,resta aguardar

Alexandre Nagado disse...

Fala, Franco!

A Toei nunca se preocupou muito com cronologia, coerência, essas coisas. Não sei se estão mudando ou apenas perceberam que parte do sucesso da Tsuburaya com os Ultras se deve às cada vez maiores interações entre personagens. A Tsuburaya trata seus atores veteranos com respeito, mas a Toei é bastante irregular nesse aspecto, apesar de ter mudado muito de alguns anos para cá.

Antigamente eu achava que cada série se passava em uma dimensão diferente, porque eu não via coerência nenhuma em um universo Super Sentai, com equipes de origens diferentes seguindo tantas padronizações sem explicação. Mas com super-herói japonês, geralmente não dá pra buscar explicações satisfatórias ou coerentes. As coisas acontecem de tal jeito e pronto. Ao menos é assim que fazem as séries, e é assim com todas as produções, mesmo os Ultras.

Eu também fiquei bastante contente com esse projeto, mas o excesso de personagens pode restringir muitos a só aparecerem na pedreira lutando contra inimigos, sem papel na condução do enredo. Como, aliás, acontece em muitos Super Hero Taisen. Mas vamos ver, de repente vem coisa muito boa por aí. Eu, particularmente, gostaria muito de ver Kenji Ohba, Hiroshi Watari e Takumi Tsutsui em ação no Space Squad.

Valeu! Abraço!

Franco Ikari disse...

No caso da Toei ela usa uma ferramenta de narrativa muito comum no Japão,a da quebra da lógica em favor da idéia,muito usado nos filmes de animes famosos como DBZ. Como exemplo temos o Precure All Stars onde todas as personagens de todas as séries se reunem num lugar como se todas tivessem no mesmo universo,inclusive com as idades originais e cursando a escola mantendo só a idéia de que as mais antigas venceram seus inimigos e são mais experientes e que as que estrelam o filme,no caso a série corrente são novatas. A quebra da lógica é justamente ter todas elas exatamente como eram nas séries em favor de uma idéia,que no caso é o encontro milagroso e impossível. Isso facilita pra quem quer assistir sem ter que ver cada série primeiro
Não lembro onde li mas o artigo esclareceu muitas coisas(notou que o Black e RX aparecem juntosnps crossovers?)e ajudou a entender bastante sobre isso. No ovidente tenta se criar uma lógica pra tudo,tanto que a Marvel precisou fazer filmes dos herois separados pra juntar tudo com os Vingadores explicando como se uniram. Acredito que agora a Toei está tentando fazer algo parecido segundo os produtores disseram em entrevista. Até então somente crossovers dos Riders a partir de W e os de Sentai são canonicos pras séries

Anônimo disse...

De: Luciano MT

Beleza, Nagado?

Esta percepção de Avengers da Toei me anima muito e por isso mesmo torço que 'Space Squad' faça muito sucesso no Japão, já que, com isso, teremos chances bem reais de ver novamente o querido Jaspion em ação e com papel de destaque; visto que, tirando os óbvios Gavan(s) e Dekaranger, o Caçador de monstros espaciais foi o mais explorado.

Outra coisa animadora é ver os veteranos em ação novamente, como Kenji Ohba, que já no brindou alguns pares de vezes, inclusive cito 'Gokaiger vs Gavan' onde o lendário ator interpretou ao mesmo tempo Gavan, Battle Kenya e Denzi Blue.

E falando em veteranos, Takumi Tsutsui tem chances de dar as caras também. Além dele parecer ter portas abertas na Toei, a nova Benikiba está mandando super bem e se quiserem explorar a vilã, o Ninja Olimpíada ganha mais motivos para aparecer.

Se tudo sair como o desejado, termos uns 4 ou 5 filmes dessa linhagem. Torçamos!

Alexandre Nagado disse...

Oi, Franco!

Essa abordagem da ideia sobre a lógica é realmente usado, mas também uma desculpa pra não pensar muito. Geralmente, cai no "fan service" de juntar personagens porque os fãs gostariam.

Quando conseguem usar bem a cronologia, fica muito legal, vide o que a Tsuburaya fez interligando Tiga e Dyna e o que tem feito pra conectar as últimas produções, com o conceito de Multiverso, imitando o que a DC faz há décadas.

Durante muito tempo, o Black foi esquecido, por causa do RX. Nos megacrossovers de Kamen Riders, a Toei jogou isso para o espaço. E ainda vão colocar Fire e Knight Fire lado a lado, se tiverem chance. Isso eu já não acho legal, mas parece que poucos fãs se preocupam com coerência, a maioria apenas consome feliz. E tá certo, é diversão mesmo.

Abraço!

Alexandre Nagado disse...

Fala, Mr. LucianoMT!

Eu também espero muito ver o Takumi Tsutsui em ação novamente e torço igualmente pelo Hiroshi Watari, seja como Spielvan ou Sharivan. Ou até como Boomerman, já que o Jaspion está confirmado. E olha, com tudo isso a gente vê como aqueles designs dos anos 80 são funcionais até hoje. Com um acabamento melhor, uns ajustes de cor aqui e ali, ficam sensacionais até hoje. Veja o que fizeram com o Gavan G e o MacGaren. Isso dá gosto de ver.

Valeu! Abração!

Usys 222 disse...

Taí um material que cria bastante expectativa. Mas quero ver este antes de especular o que vem depois. Só que vai demorar um pouquinho...

Vi uma matéria de um evento com o Kenji Ohba, o Junichi Haruta e o Yuma Ishigaki em comemoração ao sucesso do filme. Foi bem engraçado e mostrou que o Ohba e o Haruta estão interessados em voltar mais uma vez. Ohba disse que mesmo sem a Laser Blade vai dar um jeito de usar as armas dos inimigos e se necessário fazer o Gavan Dynamic com a mão mesmo. Já o Haruta disse que aceitou a oferta de ser o Mac Garen na hora.

Os dois também se mostraram interessados em reprisar os papéis da época de Super Sentai se vier algo nesse sentido. Haruta até mostrou a pose do Goggle Black no evento. E apesar de ter feito só a voz, ele mostrou que consegue fazer os movimentos do Mac Garen do filme.

Aqui, com umas fotos: http://natalie.mu/eiga/news/239026

Alexandre Nagado disse...

Fala, Usys!

Cara, que fotos legais! O Junichi Haruta parece em ótima forma, deveria ter aparecido em forma humana no filme. Infelizmente, parece que não foi essa a vontade da Toei. Como seria uma luta atual do Jaspion e MacGaren? Espero que ainda vejamos isso num próximo Space Squad.

Então, você encomendou o Space Squad. Aguardo sua resenha.

Valeu! Abraço!

Bruno Seidel disse...

Eu assisti ao filme há duas semanas atrás. Não me aguentei e vi a raw mesmo! Tenho TANTA coisa pra palpitar e compartilhar que prefiro deixar para um comentário posterior, que deverá estar carregado de SPOILERS (alerto desde já).

Essa definição de "Vingadores da Toei" parece que pegou mesmo e vem ecoando pelo fandom, já que a comparação ao team-up do universo Marvel é inevitável. Aliás, é algo que eu já tinha pensado há algum tempo e que não sei por que a Toei não colocou em prática antes, afinal, são tantos heróis de franquias diferentes que certamente renderiam bons encontros (vide o episódio do Jiraiya em Ninninger). Mas isso é algo que só começou a pintar de uns anos pra cá. Ver Gavan e Dekaranger foi uma agradável surpresa e algo que seria impensável há décadas atrás, quando esse tipo de crossover sequer era cogitado.

E esse final certamente deu muito o que falar, pois surpreendeu até os fãs mais otimistas (se bem que sempre tem aqueles que acham que vão ver o Kurosaki fazendo o Jaspion novamente ou uma atenção toda especial aos heróis que só fizeram sucesso no Brasil). As cenas inéditas de Jiraiya e Jiban causaram alvoroço entre os fãs brasileiros e incendiaram as espectativas de ver os Metal Heroes ganhando destaque numa produção inédita. Agora resta-nos saber que tipo de novidade a Toei está tramando!

Será que vamos ter novas versões de crossovers entre Metal Heroes e Super Sentais? E qual seria o "pelotão de frente" de uma "Liga dos super-heróis" da Toei??

Esse filme me deixou bastante otimista e curioso pra saber o que vem por aí!!!

A seguir, comentarei sobre algumas observações pessoais que fiz sobre o filme (quem quiser evitar spoiler, por favor não leia).

Bruno Seidel disse...

Aqui vão alguns comentários sobre as impressões que eu tive assistindo ao filmasso "Space Squad - Gavan vs. Dekaranger":


***** ALERTA DE SPOILERS!!! *****


• o filme é mais do Gavan do que dos Dekaranger;

• aliás, essa é a segunda vez que o Geki faz o papel de protagonista num filme crossover (no Super Hero Taisen Z, ele também foi o personagem principal);

• com isso, o ator Yuma Ishigaki (que está longe de ser uma uninimidade) já pode ser considerado um dos grandes nomes do tokusatsu na atualidade, principalmente se ele se firmar como o "Capitão América" dessa novaempreitada;

• a cena em que o MacGaren espanca (literalmente) a Shelly é bastante pesada e revoltante. Chega a causar um mal-estar no espectador. Acho até passível de censura.

• a Benikiba da Mikie Hara em nada lembra a ninja filha do Dokusai;

• não tem nenhuma luta de robô gigante e nem a aparição do Doru;

• a cena do Gavan descendo a lenha no MacGaren e lhe aplicando o "Gavan Cosmic Laser" é a melhor do filme. Emocionante mesmo!! Confesso que cheguei a dar um berro de empolgação nessa hora;

• a cena em que o Retsu (interpretado pelo próprio Kenji Ohba) salva seu pupilo Geki ao som de "Hoshizora no messeeji" também é muito bonita e tocante;
• ver o MacGaren lutando contra Deka Maser e Deka Break foi muito interessante. Taí uma cena que eu nunca imaginei que iria ver um dia;

• tudo leva a crer que teremos uma continuação e que personagens como Jaspion, Jiraiya, Jiban, Denziman, Megaranger, Gingaman, Blue Swat, Exceedraft e tantos outros ganhem uma participação maior futuramente;

• ou será que teremos novos crossovers entre Sentais e Metal Heroes?? (Jaspion vs. Gingaman; Exceedraft vs. Denziman; Megaranger vs. Jiban...)

• aliás a participação do Jaspion foi BEM maior do que eu esperava: o herói foi "invocado" no momento crucial do filme e teve participação direta no golpe final que culminou na derrota do Macgaren;

• além disso, o Satan Goss também teve uma participação interessante, apesar de ter sido derrotado com imensa facilidade pelo Deka Red ao som da BGM do Shaider no fundo;

• aquela saudação que a Beinikiba faz no final para o "vilão maior" me deixou beeeeem curioso!

• se rolar mesmo um filme exclusivo do Jaspion (acho que temos bons motivos para ter esperanças), talvez tenhamos mais cenas marcantes e referências à série original;

• por fim, devo dizer que adorei o filme! Um dos melhores da Toei, como já era de se esperar! E a ansiedade para saber o que vem por aí só cresceu!! Que venham os próximos "Space Squads"!!!

Alexandre Nagado disse...

Olá, Bruno.

A Toei parece que está acertando a mão e fazendo crossovers com um propósito, não só aparições gratuitas.

Eu ainda não vi o filme, só uns clips, mas não ligo pra spoilers. Para o restante, está dado o aviso.

Valeu! Abraço!

Aniki disse...

Foi um bom filme, não mais do que isso.

Talvez o segredo seja não criar tanta expectativa em torno do que foi apresentado, mas a diversão é garantida.

Eu creio que realmente a Toei queira fazer uma espécie de Vingadores ou Liga da Justiça, utilizando-se dessa base de heróis com origens ligadas ao espaço ou com características policiais. Entretanto só podemos aguardar o que virá pela frente.

Outra coisa que ficou no ar é o misterioso profeta Fumein. Já ficou claro que os seus apóstolos são novas encarnações de vilões antigos(sendo que Benikiba e MacGaren pareceram lutar bem mais que seus antecessores), só é necessário descobrir seu verdadeiro propósito, o que futuros filmes devem responder. Fico me perguntando se caberia uma nova versão de Brighton(o vilão de Gavan the Movie).

Por fim, um bônus: o álbum Ultraman The Rocks, da Kagaku Tokusoutai. Aproveite enquanto o download estiver disponível:

http://alljpop.co/%e7%a7%91%e6%a5%bd%e7%89%b9%e5%a5%8f%e9%9a%8a-%e3%82%a6%e3%83%ab%e3%83%88%e3%83%a9%e3%83%9e%e3%83%b3%e3%83%bb%e3%82%b6%e3%83%bb%e3%83%ad%e3%83%83%e3%82%af%e3%82%b9-mp3-rar/

Grande abraço!

César Filho disse...

Assim que saiu a RAW eu não resisti e tive que assistir de qualquer jeito. A participação do Jaspion foi pequena, mas significativa. Faz todo sentido, já que o inimigo da vez foi o MacGaren (ou o que "restou" dele). Estou ansioso pra saber quem serão os demais apóstolos do vilão Kyosô Fumein. Fiquei mais animado ainda com a aparição dos Metal Heroes, principalmente do Janperson, que é um dos meus favoritos (tomara que o vilão Bill Goldy dê as caras). Assim que eu tiver um tempinho, quero ver de novo Gilrs in Trouble e Gavan vs. Dekaranger.

Kinho Kársyn disse...

Essa junção de varios "universos" Pode ser considerada um crossover ?

Alexandre Nagado disse...

Fala, Aniki!

Estou com boas expectativas desse filme, mesmo tendo um pé atrás com esses filmes crossover da Toei. Parece que, com um projeto amplo em andamento, estão fazendo direitinho.

Tendo uma boa quantidade de informações, certamente farei outro post pra debatermos.

Abraço!!
PS: Vamos evitar postar links não-oficiais aqui.

Alexandre Nagado disse...

Fala, César!

Ah, eu vou esperar um pouco. Tomara que o DVD saia com opção de legendas, mas não tenho lá muita esperança. A Toei restringe muito esses lançamentos, mas acho que saem perdendo com isso.

O Bill Goldy apareceu ao lado do Janperson no final de B-Fighter, não é mesmo? Boas chances dele ser incluído. Mas estou preocupado com um número excessivo. Vão centrar em meia dúzia e o resto vai ser figurante de cena de luta. Bom, por enquanto, é tudo especulação. Estarei de olho.

Valeu! Grande abraço!

Alexandre Nagado disse...

Fala, Kinho!

Sim, esse é um crossover daqueles. Entre heróis de séries diferentes e também de linhagens diferentes. Ah, se esse tipo de coisa tivesse sido feita nos anos 80...

Valeu, apareça mais por aqui!
Abraço!

César Filho disse...

Isso mesmo, Nagado. No lado da vilania, Bill Goldy aparece junto com Mademoiselle Q (Queen), de Blue SWAT. Ambos são revividos pela Sacerdotisa Jagul, do clã Jamahl. No lado dos heróis surgem Janperson, Gun Gibson e o trio liderado por Shô Narumi. Gosto bastante desse arco final de B-Fighter.

Curiosamente algumas cenas de ação desse arco foram reaproveitadas num episódio isolado da primeira temporada de Big Bad Beetleborgs. Janperson e Gun Gibson foram rebatizados respectivamente como Karato (Robô na dublagem carioca da VTI) e Silver Ray e eram heróis de HQ, assim como os Beetleborgs (B-Fighter). Bill Goldy virou Goldex e era vilão dos quadrinhos. Mademoiselle Q aparece como Wingar e somente na forma monstruosa. Foi num episódio onde a historinha se passava numa edição da Comic Con de Charterville, mas foi aquela coisa. Quem se livrou da bagunça, digo, da adaptação foi o trio Blue SWAT. Ainda bem. (rsrs)

Sobre os vilões do Space Squad, eu acho que a produção pode dividi-los através de arcos. Resta a gente confiar no trabalho do Sakamoto e do Arakawa. Eles podem fazer a diferença. :D

Alexandre Nagado disse...

Oi César. Que informações legais você trouxe.

Não acompanhei Beetle Borgs e não sabia que tinham usado o arco final. Foi um encerramento bem empolgante mesmo o do B-Fighter.

Espero que tragam alguns atores antigos pra contracenar com os mais jovens.

Valeu! Abraços!
PS: A seção de comentários deste blog sempre acrescenta muita informação. Como autor, me sinto privilegiado por ter leitores bem informados e articulados.

Anônimo disse...

Olá, Nagado!
Marcos na área!

Esse filme realmente é muito divertido, e com direito a um "Father Son Kamehameha" (rs) de Gavan G e Jaspion contra MacGaren.
A Toei de fato está na onda de unir universos com os crossovers entre seus personagens.
Lembrando que há alguns games antigos que já exploravam essa ideia, como o Super Hero Sakusen, o Super Tokusatsu Taisen 2001 (ambos para o primeiro Playstation), o Street Fighter Online: Mouse Generation (para PC), o The Great Battle (para Super Nintendo) e muitos outros.
Com exceção do Street Fighter, os outros games foram produzidos pela Banpresto e traziam crossovers entre personagens da Toei, os Ultras e robôs Gundam. Como a Toei era dominante, havia jogos com a presença de Machineman, Robô Gigante e os já tradicionais Kamen Riders e xerifes espaciais.
Quanto ao Street Fighter para PC, o jogo trazia Gavan contra personagens do Cyborg 009 e os famosos lutadores de rua.
A Toei já havia realizado alguns encontros entre seus heróis em filmes especiais há muitos anos. Agora, com a proliferação desses games e o atual sucesso dos filmes "VS" de super-heróis americanos, a Toei engrenou e está animada a trazer de volta heróis antigos "brincando" com a galerinha jovem. Isso é mais que um presentão para todas as gerações de fãs de tokusatsu.
Só uma coisa incomoda. Os efeitos visuais e práticos desses filmes estão, como sempre, falsos. Recentemente assisti ao Cutie Honey Tears (da mesma Toei) e, apesar de não ter gostado do roteiro, os efeitos especiais ficaram muito bons. Não entendo como a produtora não tem interesse em investir nisso nas produções de tokusatsu.

Ah!
Deixando de falar um pouco de tokusatsu, a Sato Company anunciou a exibição de "Death Note Iluminando um Novo Mundo" apenas no dia 2 de agosto nas redes de cinema da Cinemark. As pré-vendas começaram em 6 de julho no ingresso.com.
Já verifiquei que a minha cidade está inclusa, mas como é apenas um dia (quarta-feira) e em um horário horrível (20h30m), infelizmente estarei trabalhando e não poderei prestigiar.
Espero que bastante gente vá assistir, só assim poderemos ter mais filmes japoneses em nossos cinemas (exibidos de maneira adequada), mais longas em anime e, quem sabe, longas de tokusatsu.

Valeu!!!!