sábado, 13 de agosto de 2016

O tema de Ultraman em versão rock! A Katokutai ataca novamente!

O tema de Ultraman ganhou uma bela versão rock´n roll.
A excelente banda Kagaku-Tokusoutai (que já foi tema de post aqui), também conhecida como Katokutai, lançou recentemente mais um vídeo altamente recomendado. É sua releitura, bastante autoral, do icônico tema de abertura do Ultraman original. 



A "Ultraman no Uta" (ウルトラマンの歌, ou "Canção do Ultraman") foi lançada em 1966 junto com a série de TV que iniciou a franquia dos Heróis UltraA música descreve e apresenta de modo simples tanto o herói Ultraman quanto seu hospedeiro Hayata, tendo sido um grande sucesso na época. Ganhou muitas regravações até hoje, nos mais variados estilos, e é um dos temas televisivos mais famosos de seu país. 


Capa de Ultra Grateful Hits 2,
segundo álbum de covers da Katokutai
dedicado aos heróis da Tsuburaya Pro. 
A canção teve letra de Kyouichi Azuma, pseudônimo do diretor Hajime Tsuburaya (filho do diretor Eiji Tsuburaya), com melodia e arranjo escritos por Kunio Miyauchi, que também compôs as músicas de fundo (BGM) da série. A interpretação foi do Misuzu Jidōgasshōdan (ou "Coral Infantil Misuzu") e Coro Suterura (ou "Coral Estrela"). 

A versão da Katokutai faz parte do segundo álbum de covers da banda dedicada às séries da Tsuburaya Pro., intitulado Ultra Grateful Hits 2, lançado no Japão em julho passado pela Tower Records.

O vídeo-clip da Kagaku-Tokusoutai teve roteiro e direção do vocalista Hyouri Takahashi, tendo como astro o veterano ator Satoshi "Bin" Furuya. Ele foi o dublê que vestiu o traje de Ultraman na série clássica. Depois, foi o oficial Amagi, do Esquadrão Ultra, na série do Ultraseven (1967-68). 

Nascido em 5 de julho de 1943, está semi-aposentado e tem participado de eventos ligados à franquia Ultra. Em 2008, fez uma ponta no filme Mega-Batalha na Galáxia Ultra, ao lado do autor de mangás Mamoru Uchiyama, outro nome importante para os fãs de Ultras. 

A Katokutai é formada por Hyouri Takahashi (vocal e guitarra), Moroboshi Raidaan (baixo e vocal), Hideki Ryo (guitarra, teclados e vocal), Emi Sonne (teclados e vocal) e Hayata Mori (bateria). Banda ainda em início de carreira, eles parecem se divertir muito com o que fazem e seu som é contagiante. Tomara que a gente ainda ouça falar deles por muito tempo e que eles não percam essa espontaneidade e empolgação. 

10 comentários:

Usys 222 disse...

Esse pessoal da Katokutai não pára mesmo. E conseguiram chamar até o Satoshi Furuya?! Essa curvatura com a mão esquerda da pose do Raio Spacium é inconfundível! É incrível como ele ainda se lembra de como se faz a pose básica de luta com o corpo arqueado. Dá para ver direitinho que é o Ultraman, mesmo de costas e sem a fantasia. E bem legal terem "casado" algumas cenas com a letra da música no começo.

Acho que isso mostra que eles têm conseguido vários contatos e estão ganhando notoriedade. Não está longe o dia em que a Katokutai vai cantar em algum filme ou série Ultra. E espero que consigam!

Bruno Seidel disse...

Assim que eu vi a chamada do post, fazendo menção à Katokutai, parei tudo e fui assistir atentamente ao clipe. Essa banda é mesmo sensacional! Um sonho de fãs de Tokusatsu que sabem apreciar a essência do gênero! Incrível o quanto eles conseguem emocionar, empolgar e cativar ao mesmo tempo.

Enquanto eu assistia ao clipe, cheguei a me perguntar algo que volta e meia me provoca uma enorme dúvida: será que esse pessoal (atores, dublês, diretores, roteiristas e produtores) aposentados que hoje vivem uma vida mais simples (ou seja, que não chegaram a ser beneficiados pelos "luxos" da fama) têm noção do quanto eles representam na vida de milhões de pessoas?
Claro que a história do clipe é fictícia e tal, mas eu imagino que seja comum no Japão existirem pessoas como o Satoshi Furuya trabalhando em empregos mais "humildes" e lidando, no dia-a-dia, com pessoas que nem imaginam o nível da lenda que está ali diante deles.

Chega a ser curioso isso. E foi basicamente essa a reflexão que eu fiz assistindo a esse vídeo, que fez eu me arrepiar do começo ao fim.

VIDA LONGA À KATOKUTAI!!!

Ale Nagado disse...

Fala, Usys! O Furuya tinha o físico perfeito para Ultraman e foi o mais imponente. Todos os outros dublês da época eram atarracados, como o Koji Uenishi (Ultraseven e Spectreman) ou o Eiichi Kikuchi (O Regresso de Ultraman). Isso, mais os enchimentos da fantasia, criaram uma imagem icônica insuperável. As aparições do Ultraman em Ultraman Ace, Taro e Leo davam a impressão que ele estava bem menos poderoso do que em sua série original.

E sim, eu acho que em breve veremos a Katokutai ou em evento oficial da Tsuburaya ou cantando um tema inédito em alguma série ou filme. Um encontro da Katokutai com o Voyager seria sensacional.

Abraço!

Ale Nagado disse...

Fala, Bruno!

Fico contente por estar ajudando a divulgar a Katokutai no Brasil. Como você, outros descobriram e se emocionaram com a banda aqui no Sushi POP.

Essa questão que trouxe é interessante. Conheço muitas histórias de bastidores sobre outrora nomes famosos se misturando à multidão com trabalhos mais simples. Alguns, como Tetsuo Kurata (Issamu Minami) e Yuriko Hishimi (Anne de Ultraseven), mantêm um comércio - no caso deles, restaurante - como atividade fixa, mas fazem ainda trabalhos como atores quando convidados. Outros, saíram totalmente da vida artística.

Guardando as devidas proporções, é o que aconteceu comigo. Tenho um trabalho "comum", onde lido com público e onde as pessoas não fazem ideia de que mantenho este blog, um reflexo de trabalhos de grande repercussão no passado. E, como o Kurata e a Yuriko, ainda tenho um pé na área que gosto, fazendo trabalhos criativos esporádicos. É a vida.

Abraço!

Rafael Carreira disse...

Cara, adorei essa música e esse clipe, mais legal ainda foi ver a participação do dublê do primeiro Ultra!

Ale Nagado disse...

Olá, Rafael!

No Japão, os dublês que vestem os trajes conseguem algum reconhecimento do fandom, ao menos os que viveram personagens famosos. No caso do Bin Furuya, o reconhecimento foi tanto que ele foi um dos convidados especiais do Ultraman Day dos 50 anos, conforme foi noticiado aqui.

E vê-lo nesse clipe evocou um sentimento de profunda nostalgia e encantamento.

Abraço!

Rafael Carreira disse...

Apesar de curtir muito o ritmo progressivo e porque não explosivo de Animetal, eu curti esse ritmo da banda aí, como eu te disse no twitter, ela me lembra a banda Rider Chips!

Aniki disse...

Muito bom, e espero que continuem em frente.

Ale Nagado disse...

E aí, Rafael!

Sim, a Katokutai lembra a Rider Chips, mas o som deles, na minha opinião, é mais de garagem, mais moleque, quase punk. Esses garotos vão longe!

Abração!

Ale Nagado disse...

Fala, Aniki!

A Katokutai lançou o vídeo para sua versão de Redman. É tosquíssimo o vídeo (para honrar o original) e o som é aquela pauleira que tanto gostamos. Curti tanto que atualizei o post sobre Redman pra incluir no final a música da Katokutai. Confere lá:
http://nagado.blogspot.com.br/2016/07/redman-e-era-dos-matadores-de-monstros.html

Abraços!!