terça-feira, 28 de junho de 2016

Ultraman Orb - Expectativas para a estreia da série

Ultraman Orb: À direita na foto, sua identidade humana. Gai Kurenai.
Do outro lado, o maligno rival Juggles Juggler. 
Aproxima-se a estreia de Ultraman Orb, o herói do seriado que comemora os 50 anos das séries Ultra. Várias informações já foram divulgadas e os fãs japoneses (e de todo o mundo) estão ansiosos pela estreia.
Ultraman Orb tem sua origem envolta em mistérios, mas o que se sabe é que a série irá se passar em um universo paralelo, aparentemente sem ligação cronológica com as séries anteriores. Porém, Orb poderá acessar combinações de diferentes Ultras de todo o multiverso, a totalidade de realidades e Terras paralelas defendidas por diferentes heróis. A explicação para essa habilidade ainda será explicada ao longo da série. 

A forma básica de  Orb é a Spacium Zeperion, formada pela combinação de poderes do Ultraman original com o Ultraman Tiga. Já são conhecidas também as formas Burnmite (Moebius + Taro), e Hurricane Slash (Zero + Jack).

 

Apresentação geral da série e dos personagens. 


O herói Gai Kurenai, vivido pelo
ator Hideo Ishiguro, de 27 anos.
Orb não usará um hospedeiro humano. Assim como Ultraseven, ele irá assumir forma humana, no caso, o andarilho Gai Kurenai. Ele toca um instrumento musical chamado Orbnica, uma fusão da palavra Orb com harmônica (gaita) e procura ajudar pessoas em perigo. Seu objetivo na Terra é impedir o despertar de monstros conhecidos como Demon King Beasts, selados nessa dimensão tempos atrás por Ultraman e Ultraman Tiga. Para isso, ele se transforma com o artefato Orb Ring e utiliza os Fusion Cards para determinar qual forma irá utilizar. 

Gai logo se envolverá com os aventureiros do grupo SSP (Something Search People), cujo nome é alusivo à sigla SSSP (Special Science Search Party), o nome original da Patrulha Científica, a equipe do primeiro Ultraman. A SSP é formada por Naomi Yumeno, Jetta Hayami e Shin Matsudo. Naomi é a líder e, no passado, sonhou com um gigante de luz. Ela batalha pra conseguir dinheiro pra manter o grupo. Jetta Hayami é o especialista em filmagens e entusiasta de OVNIs, enquanto Shin é o gênio científico meio amalucado da trupe. 
A agência SSP: Jetta, Naomi e Shin.
O objetivo deles é estudar e desvendar mistérios sobrenaturais, especialmente os que envolvem alienígenas e criaturas monstruosas. 

O universo de Orb também terá uma equipe de combate a monstros, a equipe VTL ("Versatile Tactical Leader"), cujo nome remete à nave VTOL da Patrulha Científica. Essa nave, inclusive, é a base para as naves da VTL. 

O grupo tem entre suas fileiras o oficial Ittetsu Shibukawa, que por acaso, é tio de Naomi. E apesar de haver um tradicional esquadrão de combate a monstros, o fio condutor das histórias será mesmo o grupo SSP. 

Há um inimigo à espreita, o sombrio Juggles Juggler, que possui o artefato Dark Ring e utiliza Monster Cards, capazes de despertar os Demon King Beasts. Ele será o grande antagonista de Orb, mas ainda não foi divulgada sua transformação. 

Junto com a série, está sendo lançado no Japão o jogo Ultraman Fusion Up, que combina cards e jogo eletrônico. Além das combinações já anunciadas, haverá muitas outras disponíveis apenas no jogo, que terá 56 cartas para gerar diversas combinações. Uma delas será a forma Photon Victorium, a versão de Orb gerada pela combinação de poderes de Ultraman Gaia e Ultraman Victory, dois heróis com poderes vindos do planeta Terra. Também haverá a combinação Zoffy + Belial, Ginga + X e outros. E possivelmente, algumas dessas combinações poderão ser vistas na série em algum momento.

Também foi anunciada uma parceria entre a Tsuburaya e o site Amazon Prime, que irá lançar em dezembro uma série derivada de Orb. O mesmo site já exibiu uma temporada da série exclusiva Kamen Rider Amazons, abrindo um novo leque de possibilidades para os fãs de tokusatsu. 
Da esq. p/ dir.: Burnmite, Spacium Zeperion e Hurricane Slash
A Tsuburaya já anunciou que pretende desenvolver novos personagens e séries sem relação com os Ultras, retomando uma mentalidade que existia nos primeiros anos da empresa, que é produzir material com diversidade de temas, não apenas heróis que lutam contra monstros. Quanto aos Ultras, é impossível que estejam encerrando a produção mas, sem dúvida, há um sentimento de fechamento de ciclo com essa série, cujo herói utiliza poderes de seus antecessores. Para tal objetivo, não há nome melhor do que Orb, que vem do latim "orbis", que significa "esfera" ou "círculo". Um ciclo se fecha, mas outro logo se iniciará. 

Ultraman Orb vai estrear no Japão, na TV Tokyo, no dia 9 de julho (sábado), às 9h00 da manhã. 

ATUALIZAÇÃO! Divulgada de última hora, a exibição de Ultraman Orb com legendas em português através do portal Crunchyroll será toda sexta-feira, às 23h00.


O tema de abertura é a canção "Orb no Inori" (ou "A Oração de Orb"), composta por Toshihiko Takamizawa (The Alfee), com vocais de Ichirou Mizuki e Voyager. O vídeo não é oficial (a abertura poderá ser um pouco diferente) e foi postado por um fã tailandês. Por isso as legendas estão nesse idioma.

FICHA TÉCNICA:
Planejamento: Takao Nakano e Yuuji Kobayashi
Roteiro: Takao Nakano, Yuuji Kobayashi, Sotarô Hayashi e Akio Mioshi
Direção: Kyotaka Taguchi, Yuuichi Abe, Ryuichi Ichino, Taku Tomita e Shônô Takei
Produtor: Yukinobu Tsuruta
Total estimado: 25 episódios 

ELENCO:
Gai Kurenai: Hideo Ishiguro
Naomi Yumeno: Miyabi Matsuura
Jetta Hayami: Naoto Takahashi
Shin Matsudo: Hiroaki Nerio
Ittetsu Shibukawa: Shingo Yanagisawa
Jugglus Juggler: Takaya Aoyagi


Comercial para a web do jogo Ultraman Fusion, da linha Data Carddass.

O fim de Ultraman Retsuden


O programa semanal que mostrou o melhor dos heróis Ultra chegou ao fim. Cenas inéditas, minisséries exclusivas, compilações temáticas, episódios selecionados das séries clássicas, longas divididos em capítulos e seriados veiculados no horário... Ultraman Retsuden ("Biografias" ou "Crônicas") teve bastante variedade e foi dividido em duas temporadas distintas, sendo que a segunda teve o nome alterado para Shin (de "novo") Ultraman Retsuden

O último programa, de número 155, já foi exibido no último final de semana. Somando com a primeira temporada, iniciada em julho de 2011, chegou-se à notável marca de 259 episódios. Tanto Ultraman X quanto as duas séries de Ultraman Ginga e as minisséries de Zero e Victory foram exibidas em Retsuden. 

Encontro de gerações, com o primeiro
e o mais recente Ultraman no centro, lado a lado. 
O último programa mostra o encontro de Ultraman Zero com Ultraman X e Ginga. O trio conversa sobre o legado dos Ultras enquanto assiste cenas de várias aventuras e faz comentários. 

Todos os Ultras aparecem, nem que seja de relance. Inclusive, é mostrada uma reunião com todos os Ultras já criados, incluindo aqueles formados por combinações de heróis, como Ultraman Saga (Zero + Dyna + Cosmos), Legend (Cosmos + Justice) e Ginga Victory (Ginga + Victory). Mesmo que não faça sentido ver as combinações lado a lado com os heróis em separado, a cena é um puro e divertido fan service. É a mais completa tomada de cena reunindo os heróis de um universo fantástico que começou há meio século. 

Gran Finale: Confira aqui o derradeiro episódio de Ultraman Retsuden:

14 comentários:

Usys 222 disse...

Então pelo visto Orb vai manter algumas tradições, mas vai ser mais inovativo do que aparenta. Um exemplo é focar no grupo de civis que vai atrás de monstros e fenômenos sobrenaturais ao invés de na "Força de Defesa da Terra".

Os vídeos foram bem reveladores. Aparentemente o Fusion Up vai valer para os monstros também. Deu para ver um que parece uma mistura do Zetton com o Pandon enfrentando o Hurricane Slash.

Ultraman Retsuden foi bem surpreendente. Quem diria que um programa que mostra principalmente reprises e retrospectivas pôde se manter por quase cinco anos? E ainda por cima mostrou três séries novas (Ginga, Ginga S e X). Mais uma prova de que Ultraman ainda é popular no Japão. E vendo bem, o último capítulo teve um elenco bem luxuoso para fãs de dubladores, reunindo três grandes nomes do ramo atualmente (Mamoru Miyano, Yuuichi Nakamura e Tomokazu Sugita).

É sempre gostoso ver vários Ultras juntos. Tem até um que eu só conheci ao ver essa cena, o Ultraman Ribut (aquele ao lado do Saga). O Multiverso Ultra é mesmo bem vasto, com personagens dos quais eu nunca ouvi falar!

César Filho disse...

Se a gente considerar o lançamento do Ultraman X no ano passado na Crunchyroll, o anúncio foi feito um dia antes da estreia. Eu espero que aconteça o simulcast e especialmente pra nós aqui no Brasil. E o que é melhor: na sexta-feira à noite, já que no Japão será exibido nas manhãs de sábado. Também estou aguardando a estreia da série na semana que vem.

Aniki disse...

Ao ver a parte do SSP invariavelmente me remete um pouco ao Alchemy Stars, de Ultraman Gaia. Manterá a ligação do passado mas também quer mostrar algumas inovações. Estou ansioso para que o resultado seja tão bom quanto Ultraman X. E pelo visto a Tsuburaya gostou do formato de poucos episódios(como é feito na franquia Garo), também sou favorável. Evita algumas encheções de linguiça, no entanto também é um problema se o desenrolar da história exigir mais alguns capítulos e acabar deixando diversas pontas soltas. Mas creio que a equipe de roteiristas saberá a dose certa para cada episódio.

Robinson Oliveira disse...

Estou bastante triste em saber na remota possibilidade do crunchyroll transmitir, tenho assinatura só por conta do Ultraman X e contava muito acompanhar este novo ultra. É verdade que acompanhei os doramas Galileo, NOBUNAGA CONCERTO, 35-sai no koukousei e onna NOBUNAGA, gostei de todos. Mas estarei torcendo pelo Ultraman Orb.

Ale Nagado disse...

Fala, Usys!!

Ultraman Ribut... Só depois que você falou eu notei aquela figura até então desconhecida para mim também. Daí eu fui procurar e fiquei sabendo que é um Ultra oficial feito para o público da Malásia, mas é em animação CG, dentro de uma série famosa no local. E então achei um vídeo bacana com uma apresentação ao vivo em palco do Ribut com o Zero e o Tiga.

Link do show: https://www.youtube.com/watch?v=dqvrAh3BD48

Que coisa, a Tsuburaya sabe mesmo surpreender com seus projetos.

Abraço!

Ale Nagado disse...

Fala, Cesar. Estamos todos na expectativa. Se rolar o simulcast, vai ter post comentando a estreia.

Abraço!

Ale Nagado disse...

Aniki, bem lembrado o lance dos Alchemy Stars, mas essa SSP tenho a impressão que vai ter muito do trio de repórteres do Ultra Q, com um toque de Arquivo X e muita zoeira. Eles serão o alívio cômico da série, pelo que foi visto.

A equipe de produção é experiente e conhece bem o Universo Ultra. O Ultraman X eu já achei bacana. Vamos ver esse Orb.

Abraço!

Ale Nagado disse...

Fala, Robinson!! O Crunchyroll tem muita coisa bacana. E tomara que, vendo a repercussão dos Ultras, eles tragam mais tokusatsu em português.

Continuamos aguardando boas notícias do Crunchyroll.

Abração!

Michel disse...

Fiz questão de ver o último do Shin Ultraman Retsuden. Muito nostálgico! E quem diria, ver Miyano (Zero), Sugita (Ginga) e Nakamura (X) cada um dublando um Ultra, no mesmo bloco.E o Zero é o Ultra mais humanizado que já vi. Nunca vi a emoção igual, quando ele fala do pai (Seven) ou do shishō (Leo).E o Mebius ainda está no meu top dos Ultras.

Ale Nagado disse...

Fala, Michel!

O Zero é um dos personagens mais interessantes do Universo Ultra. Temperamental, impulsivo, bondoso, implacável. Só podia ser mesmo filho do Ultraseven. E Mebius é outro grande personagem, mas pena que o ator original se aposentou precocemente.

Bom, tendo ou não simulcast o Orb, você é um que vai poder assistir em primeira mão, por morar no Japão. Depois conte suas impressões.

Abraços!

Diego Paes Cuter disse...

Só queria entender a "Mitologia" ou "Referência" dos nomes das formas do ORB

Bruno Seidel disse...

Achei bem interessante esse lance de fazer fusões entre os Ultras clássicos e os modernos. A combinação principal, entre o Ultraman e o Tiga deve ter como justificativa o fato de serem os principais "aniversariantes" do ano (50 anos de um, 20 anos de outro). Vale lembrar que esta já é a quarta série consecutiva que utiliza elementos e personagens das séries anteriores: Ginga (2013), Ginga S (2014) e X (2015) também insistiram nessa estratégia. Pelo menos agora teremos a fusão como elemento inovador e as cartas ao invés das spark dolls, que muita gente abomina pelo seu escrachado apelo comercial.

Agora sobre o final de Ultraman Retsuden: não tem como não se emocionar! Eu, que sou um grande fã do trio X, Ginga e Zero achei incrível vê-los lado a lado narrando essa linda história que em 2016 completa 50 anos. Isso sem falar na trilha sonora do episódio!

Que venha o Orb! Minhas expectativas são altíssimas!

Ale Nagado disse...

Olá, Diego. Vamos ver se posso ajudar...

Na forma Spacium Zeperion, o nome é a junção dos raios mortais do Ultraman (Raio Spacium) e do Tiga (Raio Zeperion).

A Burnmite vem do ataque flamejante (burning) aplicado tanto por Taro (o golpe Ultra Dynamite") quanto por seu aluno Mebius (Mebium Dynamite).

No caso do Hurricane Slash vem dos golpes de Ultraman Jack (Ultra Slash e Ultra Hurricane) e do Zero (Plazma Spark Slash, Emerium Slash e Ultra Hurricane).

Acho que é isso.

Abraço!

Ale Nagado disse...

Fala, Bruno. Sou meio avesso a muitas formas variantes, mas do jeito que está sendo feito, parece que vai ficar muito legal. Esse parece que vai rivalizar em poder com os maiorais de M-78. Aliás, estou curioso pra saber como será a interação desse herói com os demais e se haverá uma explicação para o poder peculiar dele de combinar sempre dois Ultras.

Abraço!