segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Ultraman X no cinema e os 50 anos do Universo Ultra

Teaser poster do especial
para cinema de Ultraman X
A série de TV Ultraman X está em sua reta final, com exibição simultânea para o Brasil via Crunchyroll. A produção tem apresentado celebrados encontros com Ultras deste século e tem se mostrado uma das obras mais interessantes da temporada atual. O próximo passo já foi anunciado, na forma de uma aventura para cinema. 

O título da película é Gekijoban Ultraman X - Kitazô! Warera no Ultraman (ou "Ultraman X - O filme: Ele chegou! Nosso Ultraman"). 

O título dá a ideia de que é uma produção mais voltada ao público infantil, mas a série de TV possui nuances, referências e detalhes que têm agradado fãs de várias idades. Então, espera-se que o filme siga essa fórmula de sucesso, que tem honrado o legado das séries clássicas. 

Ainda não foi divulgada nenhuma informação relevante sobre o enredo (o que irá acontecer nos próximos dias), apenas que surgirá uma nova armadura para a forma evoluída de X, a Exceed XA blindagem que será o novo upgrade do herói irá se chamar Beta Spark Armor. Seria uma referência à Capsula Beta, o item de transformação do Ultraman original? Podemos apenas especular por enquanto.


Ultraman Exceed X
usando a Beta Spark Armor
O diretor do filme será Kiyotaka Taguchi, que dirigiu vários episódios da série de TV e pode-se esperar que alguns Ultras façam participação. Mas se não houver tais participações, também não fará tanta falta, pois Ultraman X tem um bom elenco e personagens interessantes, podendo justificar um longa exclusivo para eles facilmente. 

Ultraman X - O filme estreará no Japão em 12 de março de 2016, no tradicional sistema de temporadas curtas e itinerantes chamado lá de "road show". Como os longas modernos têm sido lançados em DVD no Brasil, esse também tem boas chances de sair oficialmente por aqui. 

2016 - Ano de comemorações

O que se espera, acima de tudo, é que o ano de 2016 seja recheado de anúncios sobre a franquia, que estará comemorando 50 anos de estreia. Ultra Q, série com monstros (e sem super-heróis), estreou no Japão em 27 de fevereiro de 1966 e o icônico Ultraman original, em 17 de julho do mesmo ano. Deverão ser na verdade dois anos bem agitados, pois em 2017 é o cinquentenário do Ultraseven, o mais cultuado herói da franquia. 

Os protagonistas originais, Susumu Kurobe (Hayata/ Ultraman) e Koji Moritsugu (Dan Moroboshi/ Ultraseven), já estão bem idosos e talvez não participem mais de novas produções, talvez apenas dublando os heróis transformados. A despedida oficial deles pode ter sido no filme Ultraman Saga, de 2012, já lançado no Brasil. 

A Tsuburaya Pro, não mais administrada pelos herdeiros do diretor Eiji Tsuburaya, terá que fazer bastante barulho, visto que a poderosa Toei Company estará comemorando os 45 anos de Kamen Rider e a produção da 40ª equipe Super Sentai, intitulada Juohger. 2016 deverá ser um ano movimentado para os fãs de tokusatsu

Com o mangá ULTRAMAN sendo publicado no Brasil pela JBC, cinco séries em exibição oficial via streaming e com longa-metragens exibidos em TV por assinatura e disponíveis em DVD e Blu-ray, a franquia dos Gigantes de Luz tem tudo para uma boa comemoração também no Brasil. É a Estrela de Ultra brilhando novamente por aqui. 

5 comentários:

Renato Souza disse...

Olá Nagado!

Apesar do título traduzido do filme manter a pegada "simples e infantil" como os outros Ultra tiveram, vejo muitos amigos meus mais velhos assistir Ultraman pela primeira vez (em decorrência da exibição do X) e gostar do estilo de seriado, então acredito que o longa não vai decepcionar.

A franquia está se reerguendo de maneira fantástica que nunca vimos antes, desde a época de sua glória. Espero também que o mangá esteja fazendo sucesso por aqui também!

Grande Abraço! Artigo muito bom como sempre!

Bruno Seidel disse...

Eu diria que ‘nunca antes na história’ foi tão bom ser fã de Tokusatsu. Isso porque no ano que vem teremos grandes homenagens e comemorações para todos os gostos (Ultras, Sentais, Riders...). É uma excelente época para os fãs que apreciam tanto as séries clássicas como as novas produções. E, nesse quesito, Ultraman X cumpre um papel impecável. A série resgata a cada episódio um monstro original de séries clássicas dos anos 60/70. Já tivemos o retorno de criaturas como Pigmon, Bemstar, Valcke, Nackle, Red King, Gomess, M1, Alien Magma, Zetton... Isso sem falar na constante aparição de Gomora, que é um dos personagens centrais da trama. Pra quem assistiu às séries clássicas, isso possui um significado todo especial. Pra quem não viu e está se familiarizando com o universo Ultra só agora, isso não chega a ser um problema, já que a estória em si não chega a ser prejudicada. Ou seja, Ultraman X conseguiu fisgar em cheio dois tipos de gerações. Eu tenho um sobrinho de 5 anos que nunca tinha visto nenhuma série Ultra antes e adora acompanhar o X. Também confesso que, toda terça-feira, eu espero ansiosamente por um novo episódio. Não tenho dúvidas em afirmar que foi a melhor série que acompanhei em 2015 (e olha que eu curti muito Kamen Rider Drive e Ninninger). Com apenas 22 episódios (uma pena ser tão curto), Ultraman X consegue desenvolver enredos emocionantes e marcantes a cada semana. É uma série praticamente sem "fillers" (aqueles episódios dispensáveis que não alteram em nada a trama em geral). Alguns capítulos chegam a transmitir mensagens profundas e capazes de levar os fãs às lágrimas (como não se emocionar com aquele episódio do Pigmon?). Taí uma série que ainda nem acabou e que já merece ser chamada de memorável. Se esse filme, que vai estrear em 12/3 do ano que vem, manter essa pegada, acho que o cinquentenário dos Ultras terá uma justíssima homenagem.

Ale Nagado disse...

Fala, Renato!

Essa fórmula de histórias para crianças, mas com camadas que podem agradar a um público juvenil e adulto, é algo difícil de conseguir. Devo dizer que em Ultraman X eles acertaram como poucas vezes. Mas verdade seja dita, há séries boas com uma fórmula bem diferente, caso das extremamente violentas e sombrias séries Ultraman Leo e Ultraman Nexus.

E aí, Bruno!
Realmente, 2016 promete. Falando de Sentai, acho difícil a Toei criar uma série no nível de Gokaiger, pra mim a melhor série comemorativa que a Toei já produziu. E eu aposto numa volta dos piratas para esse momento especial.

Voltando aos Ultras, estou tirando o atraso de ver Ultraman X aos poucos. A série é realmente muito boa e estou aguardando desde já esse longa. E realmente, já estou com saudade da série, que já está na reta final. Não esperava muito da produção, que me conquistou desde o primeiro episódio.

Abraços a todos!

Usys 222 disse...

Vão mesmo lançar o filme do X! Isso é muito bom!

O título me lembra o tema de abertura do primeiro Ultraman, em que tem uma parte que diz "Kitazo Warerano ULTRAMAN", que também quer dizer "Ele chegou! O nosso Ultraman". Então a Beta Spark Armor deve mesmo ter algo a ver com a Cápsula Beta. E o "Spark" me faz lembrar o Spark Lens do Ultraman Tiga. Aquela espada que o X tem na mão no cartaz também me lembra esse item. Seria legal se a armadura tivesse os poderes do primeiro Ultra clássico e a espada possuísse as forças do primeiro Ultra da Nova Geração. Ia ser uma boa maneira de comemorar os 50 anos da franquia.

Tem um monte de séries Ultra por aqui agora, pelo Crunchyroll. E espero que tragam mais. Mas seria a glória se pudéssemos ver esse filme nos cinemas daqui.

Ale Nagado disse...

Fala Usys! Bem lembrado esse lance da letra da música do primeiro Ultraman. E sim, a combinação Beta Capsule + Spark Lens pode mesmo ser a origem da Beta Spark Armor. Claro que são apenas especulações, mas isso é parte da diversão.

E esses upgrades do X sempre se mostram muito necessários, visto que o poder dele é insuficiente pra enfrentar a maioria dos monstros. Com isso o personagem vai crescendo ao longo da série e isso é muito interessante de acompanhar.

Assim que souber mais novidades do filme, posto aqui.

Abraço!