terça-feira, 28 de julho de 2015

Almanaque da Cultura Pop Japonesa - 2ª edição

Livro, que foi indicado ao HQ Mix
de 2008, volta em versão digital
O Almanaque da Cultura Pop Japonesa é uma obra que reúne matérias deste que vos escreve e que foram publicadas na revista Herói, no portal Omelete e em diversos veículos de mídia. A ideia é registrar o movimento do mangá, do animê e tokusatsu no Brasil até o início do século XXI, além de mostrar algumas obras que permanecem inéditas no país. 

O livro foi lançado originalmente como obra impressa em 2007 pela editora Via Lettera e teve sua tiragem de 1.000 exemplares praticamente esgotada. Chegou a ser indicado ao troféu HQ Mix de 2008 na categoria "Melhor obra teórica". 


A obra não foi feita com a pretensão de ser um guia completo de coisa alguma, mas está repleta de informações, boa parte publicada em português pela primeira vez quando de sura redação original. Também não se propõe ser uma enciclopédia ou estudo acadêmico, apenas uma leitura ágil e divertida, especialmente para o leitor comum, que tem boas lembranças de infância de vários heróis japoneses. De quebra, vai conhecer muita coisa que não saiu por aqui e (re)descobrir títulos pouco conhecidos. 

Em 2010, o Almanaque passou por revisão ortográfica e algumas correções no conteúdo, mas somente agora essa  edição vem a público. A obra está sendo lançada apenas em formato digital (PDF simples) para ser lido em tablets, e-readers e computadores. 


Personagens e séries abordados:
Godzilla, Ultraman, Ultraseven, Gamera, Speed Racer, A Princesa e o Cavaleiro, O Regresso de Ultraman, Fantomas, Spectreman, Robotech/Macross, Zillion, Pirata do Espaço, Patrulha Estelar, Candy Candy, Don Drácula, Mai - A garota sensitiva, Metalder, Dragon Ball, Sailor Moon, Love Hina, .hack, Gon, Jaspion, Changeman, Flashman, Cybercop, Maskman, Jiraiya, Goggle V, Black Kamen Rider/ RX, Maison Ikkoku, Oh My Goddess, City Hunter, Video Girl, Jetman, Jyu Ranger, Samurai X, Cowboy Bebop, Hakaider, Ultraman Tiga e muitos outros
títulos. 

Almanaque da Cultura Pop Japonesa
Autor: Alexandre Nagado
Prefácio: Ricardo Cruz 
Projeto gráfico: Mario Cesar
Editora original: Monica Seincman
Publicação original: Ed. Via Lettera (2007)
Lançamento da 2a edição: independente

2ª edição [2010]
Formato PDF
Total: 225 páginas (interior em preto-e-branco)
Valor: R$ 20,00


Atualização: vendas encerradas devido a relançamento impresso.

6 comentários:

Bruno Seidel disse...

Comprei o livro impresso em 2007/2008 e foi de grande serventia pra mim, pois foi o principal referencial teórico que utilizei na reta final da faculdade, inclusive na monografia. Apesar de você dizer que o almanaque não é "um guia completa de coisa alguma", eu o considero como tal, porque reconheço que a existência de conteúdo teórico e registrado sobre o assunto seja praticamente inexistente. Pelo menos aqui no Brasil, né. No caso desse livro, temos uma excelente obra muito bem escrita e com um precioso trabalho de pesquisa, opinião e apego aos detalhes. É, até hoje, a minha principal indicação quando alguém me pede uma "fonte segura" e "catalogada" sobre o assunto. Sucesso!!

Ale Nagado disse...

Obrigado, Bruno!

Vira e mexe, eu pego algum erro, alguma imprecisão, algum detalhe que passou batido e fico me culpando. Com a idade, a margem de erro diminui, mas não desaparece. A revisão de 2010 me permitiu corrigir alguns errinhos, fora a atualização ortográfica. Então, sempre é bom cruzar fontes.

Mas devo dizer que, se for analisar por partes, a de tokusatsu é a mais completa, em termos de obras relevantes.

Valeu pela força!
Abraço!

Usys 222 disse...

Comprei e estou lendo agora.
Estou ainda na parte de mangá e devo dizer que além das informações, são feitas observações válidas sobre o assunto, como a dissertação sobre a Narrativa no Mangá. São pontos que pegam no cerne da questão e mostram que muitos imitam apenas a aparência e não o conteúdo. E é esta a razão pela qual às vezes sinto estranheza quando vejo obras ocidentais que tentam seguir o estilo japonês.

Um excelente trabalho!

João David David disse...

Existe a possibilidade desse material ser lançado em bancas de jornais mais uma vez, Nagado-San ?

No mais, parabéns pela obra prima. ^^

Ale Nagado disse...

Olá, João. Infelizmente, não há previsão para reimpressão. Pelos planos originais, teria sido reimpresso já em 2010, mas problemas que atingiram a editora inviabilizaram. E depois, a editora abriu mão do material, pois não teria como relançar a curto ou médio prazo.

O mercado para livros assim é bastante restrito e os riscos são grandes. Optei por tentar um lançamento em formato digital, no qual o custo para o leitor é comparativamente bem menor. Em sebos, o Almanaque está saindo por volta de 34 reais, mas já vi mais caro.

Espero que dê uma chance à versão digital, que passou por correções e atualização ortográfica.

Abraço!

Paulo Ricardo disse...

Eu tenho a primeira edição e esta sendo uma importante referencia para meu trabalho de monografia sobre tokusatsu. Recomendo sempre!