RECADO AOS VISITANTES:

Olá! O blog ainda está de férias, mas já estou trabalhando em novas postagens. O Sushi POP voltará a ser atualizado no dia 1 de agosto (terça), no período da tarde.

O que vem por aí:
- Ultraman Geed, Novo Lobo Solitário, Katokutai, Pinóquio de Osamu Tezuka, Danger 3, resultado da convocação para trabalhos acadêmicos e mais!

Esteja aqui para conferir. Até breve!

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Seleção musical: Covers Made in Japan

chay, JiLL-Decoy Association, Rimi Natsukawa,
The Alfee
e Tsubasa fazendo covers de canções famosas
Artistas japoneses regravando músicas de Cyndi Lauper, Beatles, A-Ha, Legião Urbana e até um hino religioso com muita personalidade. É hora de mais uma seleção musical de respeito pra você curtir.

No gigantesco mercado fonográfico japonês - o segundo maior do mundo - sempre houve espaço para música estrangeira, apesar do destaque maior ser mesmo para os astros locais. Mesmo assim, diversas vertentes da música ocidental ajudaram a moldar a música popular japonesa em seus diversos segmentos. 



Rock, jazz, bossa nova, reggae e outros ritmos e estilos influenciaram muitos músicos importantes no país e sempre houve uma assimilação de influências. Mesmo com as grandes diferenças fonéticas e as dificuldades decorrentes, também sempre houve artistas japoneses gravando covers e versões de sucessos estrangeiros, alguns com resultados sublimes. 

Na seleção musical abaixo, versões inspiradas de sucessos eternos. Confira:

True Colors [Cyndi Lauper] - chay
Cantora e compositora ainda bem jovem, mostra grande maturidade como intérprete com esse clássico de Cyndi Lauper lançado em 1986. É uma versão que prima pela simplicidade e despojamento, com voz e violão que tocam a alma. 

A talentosa chay já foi tema de post recentemente no Sushi POP. (Confira aqui.)



Take on Me [A-Ha] - JiLL-Decoy association
Sucesso de estreia do A-Ha em 1985, a canção aparece aqui em uma elegante versão jazz. Não é a primeira versão desse tipo que a música recebe, sendo a primeira de 1998 pela banda americana Cap´n Jazz. 

Formada por chihiRo (vocal), kubota (guitarra) e towada (bateria), a JiLL-Decoy association é uma banda promissora no sempre interessante cenário do jazz nipônico.



Ticket to Ride [The Beatles] - The Alfee
Uma das minhas bandas japonesas favoritas cantando uma da minha banda favorita de todos os tempos. Não tinha como não recomendar aqui. A versão do Alfee para o clássico de Lennon e McCartney lançado originalmente em 1965 combina um peso maior nas guitarras com vocais suaves e harmoniosos. Aqui, o vocal principal é de Konosuke Sakazaki, o mais beatlemaníaco dos três. 


Confira várias canções originais do Alfee no especial sobre a banda aqui.



Amazing Grace [música tradicional] - Rimi Natsukawa
Considerada uma das melhores intérpretes de seu país, Rimi Natsukawa (do sucesso Nada sousou) apresenta aqui sua versão para a clássica Amazing Grace. Trata-se um antigo hino da religião protestante com letra do inglês John Newton escrita em 1779 e sua melodia é de autoria desconhecida. Tornou-se uma canção popular que atravessou séculos. 

Já foi gravada por Elvis Presley, Aretha Franklin, Celtic Woman, Rod Stewart e muitos outros, em vários países. No Brasil, tornou-se conhecida como "Segura na mão de Deus", sendo entoada em celebrações católicas e de outras ramificações cristãs também. 

Na versão de Rimi Natsukawa, parte da música foi cantada em "uchinaguchi" (leia "utinaguti"), a língua nativa de Okinawa, derivada do protojaponês. O uchinaguchi foi abandonado oficialmente quando o reino foi incorporado definitivamente ao Japão em 1879, sendo cada vez menos falado na província. Rimi é uma das artistas que mantêm viva a memória desse idioma. 



Pais e Filhos [Legião Urbana] - Tsubasa
Cantora japonesa que ama o Brasil e sua música, Tsubasa já gravou várias versões de canções brasileiras. Destaco aqui a linda Pais e Filhos, que ganhou até trecho em japonês. 

E pra quem não conhecia Tsubasa e gostou da voz da moça, ela já lançou um CD especialmente para o mercado brasileiro. Saiba mais aqui



- Confira mais japoneses cantando em português no especial sobre bossa nova aqui

4 comentários:

Natália Maria disse...

Olá!!

Não vi os vídeos, mas esse post me lembrou que as releituras japonesas tem lá sua essência... Elas resgatam o melhor de x banda e dão um up nelas. Se gostamos de ambas as músicas, melhor ainda.

Me lembrou também da versão japonesa de living la vida loca, que teve um cover feito pela banda FEST VAINQUEUR (em japonês, claro)....

Até mais

Ale Nagado disse...

Natália, as melhores versões, em minha opinião, são aquelas que respeitam o original (em sua melodia, letra e essência) e acrescentam um toque especial do intérprete. São esses os casos que selecionei aqui. Não deixe de separar um tempinho e conferir ao menos um ou dois da seleção que postei.

Abraço!

Bruno Seidel disse...

Já ouviu uma versão do Ichiro Mizuki cantando Unchained Melody? É um dos meus "covers made in Japan" preferidos.

Ale Nagado disse...

Fala, Bruno!

Não ouvi ainda, mas conhecendo o trabalho do Ichirou Mizuki, deve ter ficado muito bom. Vou ver se encontro.

Valeu a dica.
Abraço!