sexta-feira, 4 de julho de 2014

Boletim 59 - Dois lançamentos musicais aproximam o Brasil e o Japão

Um brasileiro cantando em japonês, uma japonesa cantando em português. São os lançamentos de Ricardo Cruz, do JAM Project, e de Tsubasa Imamura. 


Tsubasa: Pop e bossa-nova com sotaque japonês



Ricardo Cruz:
Anime songs

e rock na veia
O brasileiro Ricardo Cruz, que desde 2008 é membro honorário da banda japonesa JAM Project, vai lançar um EP ("extend play", que pode ser entendido como um miniálbum ou maxi-single) solo em julho, para o mercado japonês. 

Com 3 músicas de sua autoria e tudo em japonês impecável, Ricardo terá a chance de brilhar em um trabalho que homenageia os super-heróis dos anos 80 (como a capa já entrega), com muito rock e aquele vocal poderoso que o fez ser selecionado entre tantos candidatos para cantar ao lado de astros dos temas de animê (as anime songs) como Hironobu Kageyama e Masaaki Endo

On The Rocks será lançado no Japão no final de julho e será disponibilizado pelo iTunes a partir de 25 de julho. Vai rolar o lançamento oficial durante o evento Anime Friends, que acontece de 17 a 27 de julho em São Paulo.

Curta o Preview de On The Rocks:



_________________________

Tsubasa: Apaixonada pelo Brasil
O outro lançamento que indico aqui segue uma linha completamente diferente. É a revista-pôster (com CD encartado) da cantora Tsubasa Imamura. Primeiro lançamento oficial dessa artista para o mercado brasileiro, ela já fez alguns shows em nosso país e ficou conhecida graças ao YouTube. Tsubasa é apaixonada por música brasileira e faz covers de clássicos do pop-rock nacional com influências de bossa-nova, um gênero brasileiro muito apreciado no Japão. Esbanjando graça e simpatia, ela tem mostrado como a música pop brasileira - em especial dos anos 1980 - é rica em belas melodias. 

Tsubasa - Por você é da Editora JBC e será lançado nas bancas neste mês de julho e, além das tradicionais covers que ela faz com tanto carinho (e um sotaque adorável), haverá uma canção inédita chamada "Singular", que Tsubasa compôs pensando no Brasil. Eis o vídeo de divulgação:




Bônus:
Confira aqui uma delicada e poética performance de Tsubasa interpretando "Flores" dos Titãs, com um arranjo totalmente diferente do original.

 

PS: Tsubasa tinha apresentações agendadas no Festival do Japão (4 a 6 de julho, em São Paulo), mas infelizmente precisou cancelar, conforme divulgado em sua página no Facebook.

Veja também:

Entrevista exclusiva com Ricardo Cruz (2009)
A bossa-nova e o Japão (2013)

Ricardo Cruz - Canal oficial no YouTube
Tsubasa - Canal oficial no YouTube

4 comentários:

Natália Maria disse...

Estou realmente triste que não poderei ver a Tsubasa em ação no Festival do Japão. Pelo menos, para compensar, vou tentar comprar a revista pôster, que soube estará em pré-venda no festival.
Vi que ela se apresentará na praça da Liberdade em 20 de julho (provável Tanabata Matsuri) e se der, com certeza eu irei assisti-la.

Não conheço muito Ricardo Cruz, mas acho legal essa conquista. Realmente ele leva jeito para cantar esse tipo de música. Sua voz combina perfeitamente!! ^^

Até mais

Renato Urameshi disse...

Acho tão legal a Tsubasa cantando músicas brasileiras. É como nossa cultura também está sendo valorizada com outras línguas.

Ale Nagado disse...

Oi, Naty!

A Tsubasa é de uma simpatia envolvente. E ela é tão apaixonada pela música pop brasileira quanto o Ricardo Cruz é pelas animesongs. Ambos, individualmente, têm sido verdadeiros embaixadores culturais, mostrando trabalhos feitos com o coração, mostrando um verdadeiro intercâmbio cultural.

O Ricardo eu acompanhei o início da carreira, cantando ao lado dele em eventos. Obviamente, torço demais pelo seu sucesso.

E a Tsubasa eu fiquei fascinado com a escolha de repertório. Tudo de muito bom gosto, com o que tem de melhor no pop de nosso país.

Abraços!

Ale Nagado disse...

Renato, tudo ok?

A maior parte das músicas em português da Tsubasa são clássicos de artistas dos anos 1980. Titãs, Paralamas do Sucesso, Legião Urbana... São ícones do meu tempo, bandas que gosto até hoje.

Uma coisa que me chateia um pouco é que tem muito otaku que só quer saber de ouvir música em japonês e adora falar mal de tudo que é brasileiro. Aí, vem uma cantora japonesa cantando pop brasileiro em arranjos bossa-nova com o maior orgulho e só então alguns otaku vão dizer que tem música brasileira bacana.

Sucesso pra Tsubasa, que ela merece.

Valeu por sempre divulgar o Sushi POP, Renato. Brigadão!

Abraço!