RECADO AOS VISITANTES:

Olá! O blog ainda está de férias, mas já estou trabalhando em novas postagens. O Sushi POP voltará a ser atualizado no dia 1 de agosto (terça), no período da tarde.

O que vem por aí:
- Ultraman Geed, Novo Lobo Solitário, Katokutai, Pinóquio de Osamu Tezuka, Danger 3, resultado da convocação para trabalhos acadêmicos e mais!

Esteja aqui para conferir. Até breve!

domingo, 8 de junho de 2014

Fragmentos da História em postais japoneses

Estátua de bronze do lendário guerreiro
Masashige Kusunoki (1294~1336),
conhecido como Nankô
Olá para todos. A postagem que apresento agora mostra um verdadeiro tesouro histórico. Meu bisavô materno deixou, há muitos anos, uma pequena coleção de postais japoneses que acabou ficando comigo. 

As fotos que mais gosto são as de imponentes navios de guerra, algo cujo design começou a chamar minha atenção graças ao Yamato (Argo, no ocidente), a nave espacial da Patrulha Estelar. Um dos postais, inclusive, mostra um navio de batalha de estilo similar ao do Yamato que serviu de base para a espaçonave do animê.

Um dos postais tem data na mensagem escrita no verso: 1934. Postais anteriores à Segunda Guerra Mundial, que capturaram fragmentos de uma época. 

História é um assunto que gosto, por mais que me considere eternamente ignorante no assunto. 

O interesse pela cultura japonesa muitas vezes começa com mangás, animês, games e seriados. Comigo, começou com conversas com meu avô materno e, posteriormente, o avô paterno. Sempre achei fascinante saber como era a vida em épocas passadas e isso é importante para entender o mundo atual.

Um dia, gostaria de ver esses postais que tenho em uma exposição, onde um historiador faria longas descrições históricas para contextualizar cada imagem. Ou talvez eu mesmo faça isso um dia, caso encontre tempo. 

Por enquanto, deixo algumas para apreciação dos leitores deste blog. Que, tenho certeza, sabem dar valor a objetos históricos. Até breve.







2 comentários:

Bruno Seidel disse...

Que interessante isso tudo. Resgatar essas relíquias e encontrá-las em bom estado é algo que, quanto mais o tempo passa, mais importante significa. E, sem dúvidas, se interessar por história e entender como as coisas se originaram nos torna pessoas mais cultas e capazes de entender o mundo. Acho indispensável que cada pessoa entenda, estude e valorize suas origens. E que esse conhecimento seja passado para as próximas gerações da família.

Ale Nagado disse...

Falou tudo, Bruno. Os postais que escaneei e todos os demais estão em perfeito estado de conservação. O que é incrível, pois nem mesmo ácaros se acumularam nesse tempo todo. Caso eu não destine esse material a algum museu, farei questão que minhas filhas vejam e entendam do que se trata esse material.

Abraços!