segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Dicas da blogosfera - 8

Cena de "Kaze Tachinu", o último
filme de Hayao Miyazaki
1) Um gênio se despede dos cinemas - Hayao Miyazaki, o renomado desenhista e diretor de animês, anunciou sua aposentadoria recentemente. A notícia repercutiu no mundo inteiro e bateu forte no coração de pessoas que aprenderam a admirar esse grande mestre, que já conta com 72 anos de idade. Ainda que ele vá produzir curtas enquanto viver, sua decisão de não mais dedicar tempo e esforço a um longa-metragem teve impacto imediato no mercado japonês. 

Miyazaki tem (ou melhor, tinha) um temor: o de deixar inacabado algum longa-metragem, que no caso dele demora alguns anos para se concluir, visto que ele ainda desenha muito do que se vê na tela. Já em 1993, numa entrevista para a publicação estadunidense Animerica, ele dizia que já pensava em se aposentar. Mas naquela época, o tom foi bem humorado, pois ele dizia que era melhor ele mesmo planejar a aposentadoria antes que alguém sugerisse a ele que era melhor parar. Enfim, o momento chegou e vale refletir sobre isso. Dentre todos os textos que li comentando o assunto, separei um do excelente blog XIL, parte do coletivo Genkidama.

Entenda: A aposentadoria de Hayao Miyazaki 
_________________________


"Ooidetekooi"


2) Um autor de ficção científica japonesa - A partir da leitura de contos do escritor Shinnichi Hoshi, o pesquisador Eduardo MPA, do blog Nihon Go!, analisa os trabalhos e a visão de mundo apresentada por Hoshi. 

O curta mostrado acima, inspirado em conto desse autor, é uma indicação da postagem, que também compara a visão do escritor com famosas obras ocidentais. Vale uma conferida para quem gosta de FC, seja em qual mídia for. 

Entenda: A FC japonesa e os contrastes entre a obra de Shinnichi Hoshi e a visão ocidental

2 comentários:

Robinson Oliveira disse...

Tenho Nagado o Hayao Miyazaki como o mestre Mundial da animação(tem o Tezuka), posso está exagerando mas é uma escolha pessoal. A primeira animação que assisti foi "Tonari no Totoro" e está entre os 5 melhores da minha vida. Faço questão de passar para minhas sobrinhas(5,6 e 7 anos) e fico encantado com elas gritando: "TOTORO...!" É lindo amigo! Neste mês duas fazem aniversário e comprei um Totoro e um Nekobus, para cada uma. Acredito que vão adorar!!!
Voltando a notícia da aposentadoria é uma pena mas sua história continuara encantando novas crianças e bem guardadas para os que acompanharam no passado.

Ale Nagado disse...

Robinson, meu filme favorito do Miyazaki é Laputa. Totoro eu ainda preciso ver de novo, a primeira vez faz muito tempo. Gosto muito de On Your Mark, o clipe que ele escreveu e dirigiu pra dupla Chage and Aska, além de, é claro, Nausicäa. Porém, minha animação favorita do Ghibli não é dele, mas de Isao Takahata. É Mimi wo sumaceba, uma obra de arte de delicadeza radiante. Ambos são diretores diferenciados, e é uma pena que Miyazaki tenha resolvido parar. No entanto, ainda acredito que ele vá, ao menos, escrever alguns plots e roteiros que vão render grandes obras em longa-metragem, ainda que outros dirijam.

Valeu pela participação.
Abraço!