7_Visual_Kei CDJapan

domingo, 18 de agosto de 2013

A Bossa Nova e o Japão

Música brasileira com sotaque japonês em uma seleção musical imperdível

Lisa Ono, brasileira que
construiu sólida carreira no
Japão divulgando

a Bossa Nova
Bossa Nova é o movimento musical surgido no Rio de Janeiro no final da década de 1950, tendo à frente nomes como João Gilberto, Tom Jobim e Vinícius de Moraes. Meio samba, meio jazz, ganhou prestígio com suas melodias, arranjos e harmonias que unem simplicidade e sofisticação. 

Desde o início, foi ganhando fama no mundo inteiro. O apelo popular universal é tão grande que a segunda canção mais regravada de todos os tempos é um clássico do movimento:  "Garota de Ipanema" (Tom e Vinícius, 1963), sendo que a primeira (por enquanto) é "Yesterday" (1965), dos Beatles.

No Japão, muitos artistas se identificaram de imediato com o estilo e passaram a fazer versões de músicas brasileiras, além de  criar repertório próprio seguindo os padrões estéticos da Bossa Nova. Indo além, grandes nomes da música japonesa já gravaram covers de sucessos da Bossa Nova ou incorporaram os refinados arranjos de violão e piano em suas gravações. 



Vale ressaltar que o Japão talvez seja o país de primeiro mundo com a imagem mais positiva do Brasil. Além de Ayrton Senna, do Carnaval e do futebol, podemos dizer que a Bossa Nova teve peso importante na formação desse conceito favorável, pois criou, perante muitos, a imagem de uma cultura musical brasileira altamente sofisticada. 

Há muita coisa interessante para se descobrir no mundo da bossa nova japonesa, como estes vídeos selecionados aqui. Espero que goste. 

"Doko ka de, dare ka ni" ("Alguém em algum lugar") - Izumi Hajime c/ Ohashi Kyosen e Sarabrezz
Canção original japonesa, direto da década de 1970, um período de sucesso popular da Bossa Nova. 


"Mas que nada" - Nilo Koizumi

A mais famosa canção gravada pelo brasileiro Sergio Mendes, uma composição de Jorge Benjor de 1963, é também uma das preferidas dos japoneses. Não exatamente classificada como parte da Bossa Nova, e sim da MPB, a música ganhou inúmeras versões na Terra do Sol Nascente. Aqui, o sotaque acaba acrescentando charme à interpretação da bela cantora. 



"Manhã de Carnaval" - Hironobu Kageyama
O sucesso de Luiz Bonfá de 1959 cantado pela lenda das canções de seriados (como Dragon Ball Z, Cavaleiros do Zodíaco e Changeman, entre outros) e líder do grupo JAM Project. O respeito e sentimento dele para com essa música são palpáveis. 




"The Girl From Ipanema ("Garota de Ipanema") - Shima
Aqui, o maior hit da Bossa Nova, com sua igualmente famosa versão internacional, na voz da cantora de jazz Shima. Música brasileira cantada em inglês por uma japonesa. Isso é que é World Music!



"Ue wo muite arukou ~ Sukiyaki" - Lisa Ono
Cantora brasileira que desenvolveu sua carreira no Japão como uma das grandes divulgadoras da Bossa Nova. Aqui, Lisa Ono aparece interpretando a música de Kyu Sakamoto que conquistou o mundo na década de 1960. Junto com ela, Daniel Jobim (piano e vocal) e Paulo Jobim (violão e arranjo), filhos de Tom Jobim. Um momento histórico. 



6 comentários:

Renato Scholz disse...

http://www.youtube.com/watch?v=-pc6o3SqGVM

Monday Michiru é a cantora japonesa/americana mais talentosa que eu conheço. Ela também tem um apreço pela música brasileira como dá pra ver pelo seu novo álbum "Brasilified".


Fica a dica!

Ale Nagado disse...

Olá, Renato.

Acabei de assistir o vídeo. Não conhecia o trabalho dessa artista e achei muito bom!

Obrigado pela dica e espero que encontre mais assuntos de seu interesse aqui no blog.

Valeu a dica!
Abraço!

Enivaldo Pires disse...

Olá Nagado, tudo bem?

Gostei muito da matéria sobre Bossa Nova. Sou fã do violão e desse gênero musical nascido no Brasil e que conquistou o mundo. A Lisa Ono eu já conhecia e ela tem uma história muito interessante; ainda na infância teve influência do Baden Powell... "The Girl From Ipanema" dispensa comentários, "Manhã de Carnaval" está excelente, "Mas Que Nada" está ótima, "Ue Wo Muite Arukou" muito boa também! Enfim, ótimos artistas da terra do sol nascente que deram muito brilho às canções brasileiras!
Parabéns pela excelente matéria. Fiquei até com vontade de pegar o meu violão e tocar um pouco...

Abraço,

Enivaldo Pires

Ale Nagado disse...

Opa, legal que gostou, Enivaldo.

A Lisa Ono é muito talentosa e sem dúvida faz muito pela cultura brasileira no Japão. O repertório mostrado é realmente inspirador. E não deixe seu violão encostado muito tempo. A música é uma das melhores terapias que existe.

Grande abraço!!

Rogério disse...

É sempre interessante ver o esforço destes artistas para absorver uma língua e uma musicalidade que deve lhes parecer ao mesmo tempo estranha e fascinante. E muitas vezes, como nos casos citados, saem coisas boas daí.

Ale Nagado disse...

Sem dúvida. E é interessante esse respeito pelo nosso idioma. A dupla Puffy AmiYumi, quando teve seu desenho dublado em português, fez questão de gravar pessoalmente uma versão da música em nosso idioma.

E o JAM Project tem "Herói", versão de uma de suas melhores canções, inteiramente cantada em português. Fora "Sempre sonhando", que é cantada em japonês pelo JAM, mas tem esse refrão em português. Há outros exemplos, que apenas atestam o respeito e admiração que existem do outro lado do mundo pela nossa língua e cultura.