quinta-feira, 2 de maio de 2013

Boletim 46: As Leis Místicas, animê aclamado e premiado, ganha exibição na rede Cinemark


Longa em animê da organização
religiosa Happy Science chegou a ser
pré-selecionado para o Oscar.
Texto adaptado do press release:

O animê As Leis Místicas (The Mystic Laws), que foi um dos pré-selecionados para indicação ao Oscar de Melhor Animação de Longa Metragem de 2013, ganha exibições especiais em São Paulo e Rio de Janeiro, em salas da rede Cinemark. (datas no final da postagem)

Dirigido por Isamu Imakake (de Neon Genesis Evangelion), As Leis Místicas foi um filme criado por profissionais que trabalharam em sucessos mundiais como Naruto e Yu-Gi-Oh.

Em 2013, apenas dois desenhos animados japoneses ficaram entre os 21 selecionados que concorreram à categoria de Melhor Animação. Além de As Leis Místicas, o outro concorrente foi From Up on Poppy Hill (Kokurikozaka kara), uma produção do Studio Ghibli. Mesmo não tendo sido finalista, o fato de ter sido selecionado indica o bom nível técnico da produção. O longa ainda recebeu o Prêmio Especial do Júri no 46º Festival Internacional de Cinema de Houston, nos Estados Unidos. Futuramente, deverá ser lançado em DVD (cópias dubladas e legendadas) pela IRH Press do Brasil. 


AS LEIS MISTICAS - TRAILER ©2012 IRH Press. All Rights Reserved.
- from JO TAKAHASHI on Vimeo.


A história


Em algum ponto da década de 2020 (referida como "202X"), um golpe de estado desestabiliza a Ásia e nasce um Império que se torna uma superpotência econômica e militar. O Império Godom está sob o comando de um imperador de origem militar, Tathagata Killer. E a antiga superpotência, os Estados Unidos, está enfraquecida e não tem mais o poder dentro das Nações Unidas.
Sho, o salvador da humanidade


Godom fortalece o seu poderio militar graças a uma tecnologia misteriosa que a bela Leika Chan comercializa. O que ninguém sabe é que sua tecnologia misteriosa vem de outro planeta, onde a ciência está mil anos à frente.


Sho Shishimaru, um membro da associação internacional Asas de Hermes, tem poderes proféticos, e sabe que o Império Godom tem a intenção de expandir o seu território na direção de Nantai e também ocupar o Japão.

Os militares do Império Godom atacam Sho, mas um misterioso grupo de monges indianos o salva. Os monges descobrem um documento sagrado em um local antigo na Índia, onde preveem o renascimento de Buda. Segundo eles, Sho representa o próprio Buda. Escondendo-se nas montanhas, Sho tem uma série de experiências espirituais. Certo dia, um OVNI aparece e leva-o até a Leika Chan no Império Godom.


Na raiz dessa crise mundial militar e política encontra-se uma luta entre Deus e o Demônio. E acima de tudo isso, a Terra está em perigo de ser invadido por outros seres alienígenas. O futuro da humanidade está em jogo na luta épica que se segue, mas no meio dela, aprendemos sobre as leis místicas que regem o mundo em que vivemos.



Ficha técnica:

Título: As Leis Místicas
Nome original: Shinpi no Hou
Título internacional: The Mystic Laws
País: Japão, 2012
Duração: 119 minutos
Classificação: Livre
Versão brasileira: Helicon Laboratorio Cinematográfico

Produção:
Criação e produção original: Ryuho Okawa
Roteiro: Equipe de roteirização "The Mystical Laws "
Trilha sonora: Yuichi Mizusawa
Direção: Isamu Imakake
Produção geral: Zuisho Motochikawa, Koji Matsumoto

Leika Chan
Crédito das imagens: IRH Press


- Curiosidade: A obra foi criada e produzida por Ryuho Okawa, líder do movimento espiritual Happy Science e que se autointitula o próprio Buda vivo. A história certamente está carregada de propaganda ideológica da organização e faz uma grande mistura de elementos mitológicos, místicos e esotéricos, criando um cenário atraente para aficionados em cultura pop. 

Não tenho informações maiores sobre esse movimento, não vou emitir opiniões sem conhecer o assunto, e por isso quando puder assistirei sem preconceitos, esperando ver uma boa aventura. Para ver com olhos críticos e atentos. (Alexandre Nagado)


Serviço:

CINEMARK METRÔ SANTA CRUZ (SP)
Endereço: Rua Domingos de Morais, 2.564 - Shopping Santa Cruz - 3º Piso - Vila Mariana, São Paulo/ SP
Telefone: (11) 3471-8070

Dias e horários:
  • 09/05 (quinta) - 21h00
  • 11/05 (sábado) - 14h00
  • 13/05 (segunda) - 21h00
  • 14/05 (terça) -14h00
  • 16/05 (quinta) - 16h00
CINEMARK BOTAFOGO (RJ)
Endereço: Praia de Botafogo, 400 - Botafogo, Rio de Janeiro/ RJ
Tel. (21) 2237-9481

Dias e horários:
  • 09/05 (quinta) - 21h00
  • 11/05 (sábado) - 14h00
Preços: 
R$ 16,00 (preço normal) e R$ 8,00 (meia entrada), de segunda a quinta
R$ 22,00 (preço normal) e R$ 11,00 (meia entrada), aos sábados

Ingressos antecipados: www.ingresso.com.br 
(Nota: As exibições serão somente da versão dublada em português.)

Agradecimentos: Kaminari Comunicação (assessoria de imprensa)

************************
Leia também: Uma das religiões predominantes no Japão ao lado do xintoísmo, o budismo já foi usado diversas vezes na cultura pop. Uma versão contando a história de Buda em mangá foi lançada no Brasil em 2012. Confira aqui


************************
- Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo nas redes sociais.

7 comentários:

Rogério disse...

From Up on Poppy Hill é ótimo. Um filme saboroso em sua despretensão. Parece que Goro Miyazaki achou o seu estilo.

Este As Leis Místicas parece bem interessante. Bonita animação e uma temática aparentemente profunda.

Faz tempo que não vejo anime no cinema, fiquei tentado. Apesar da dublagem.

Ale Nagado disse...

A primeira vez que assisti um animê em tela grande foi o Akira. Não lembro o ano, mas devia ser começo da década de 1990. Dá pra contar nos dedos quantos eu vi no cinema (sem contar festivais): Street Fighter II, Pokémon (primeiro longa), Cowoby Bebop e Yu-Gi-Oh. Já em festivais, vi Ghost in the Shell e Galaxy Express 999. Acho foram esses.

As Leis Místicas parece interessante. O traço parece um tanto genérico e o roteiro feito por uma equipe, sem a assinatura de um escritor dá a ideia de uma obra orientada pelos produtores. Mas estou curioso pra ver sim. Parece ter boas qualidades.

Abraços!

Rogério disse...

Oi Nagado,

AKIRA também foi o primeiro anime que vi no cinema. Duas vezes. Uma experiência e tanto.

Na época foi um evento cultural.

Lembro que a campanha publicitária, (sim, incrivelmente a distribuidora promoveu o lançamento de um anime nos cinemas) foi bem criativa. Se não me engano tinha até depoimentos do Angeli e Maurício de Souza falando da importância do filme.

Pesquisando sobre As Leis Místicas achei alguns artigos, Nagado, como este: http://movies.nytimes.com/2012/11/23/movies/the-mystical-laws-directed-by-isamu-imakake.html

E este: http://www.villagevoice.com/2012-11-21/film/the-mystical-laws-film-review/full/

Rogério disse...

É curioso como a opinião de um site especializado é totalmente diferente da dos críticos "comuns".

http://www.animenewsnetwork.com/review/mystical-laws-the

Ale Nagado disse...

A opinião de críticos sem familiaridade com a animação japonesa geralmente carrega muitos preconceitos.

No entanto, achei interessante saber que a obra foi financiada por um líder de uma ramificação budista e alguém que se autointitula o próprio Buda reencarnado. Até incluí a informação no corpo da matéria.

Abraços e obrigado pelas contribuições.

Ale Nagado disse...

A opinião de críticos sem familiaridade com a animação japonesa geralmente carrega muitos preconceitos.

No entanto, achei interessante saber que a obra foi financiada por um líder de uma ramificação budista e alguém que se autointitula o próprio Buda reencarnado. Até incluí a informação no corpo da matéria.

Abraços e obrigado pelas contribuições.

Rogério disse...

Eu é que agradeço Nagado por aceitar esta pequena contribuição.

O certo é que só é possível julgar o filme por ele mesmo, independente do que os críticos dizem.

Mas é realmente curioso. Um jornal não mandaria um jornalista não entendido em ópera escrever sobre uma, mas não tem problema em mandar um crítico não afeito à Cultura POP escrever a respeito da mesma.