quarta-feira, 6 de março de 2013

Osamu Tezuka e a animação experimental

Osamu Tezuka, o "Deus do Mangá"
Osamu Tezuka é reverenciado em seu país (e em todo o mundo) como o "Deus do Mangá" (ou "Manga no Kamisama"). Na verdade, a tradução é imprecisa para nós ocidentais, pois o conceito de um Deus único não faz parte do contexto em que a definição de Tezuka foi concebida. Que é mais no sentido de atribuir-lhe qualidades divinas ou se referir a ele como uma divindade. Mas ele é realmente aclamado em seu país como o mais importante e influente autor de mangá que já existiu, codificador de grafismos e formas narrativas, além de pioneiro em diversos segmentos de mercado.

Indo além, ingressou no emergente mercado de animação e sua série Tetsuwan Atom (o famoso Astro Boy), foi a primeira série em animê com personagem fixo, isso em 1963. Com uma produção absurdamente diversificada e intensa, faleceu em 1989, aos 60 anos. 

Preocupado em conciliar interesses artísticos com possibilidades narrativas dentro de orçamentos apertados, Tezuka expandiu a indústria de animação em seu país, ajudando a formar um mercado popular para o animê. O que torna ainda mais interessante o vídeo mostrado aqui. Trata-se de uma entrevista registrada em 1986 onde ele fala sobre seu trabalho e seu interesse em animações experimentais, em coisas criativas sem interesses comerciais, apenas artísticos. Está com som original em japonês, legendado em inglês. Mesmo que seu inglês não seja bom, não é difícil de acompanhar se você consultar um dicionário quando preciso. E se entender japonês, melhor ainda. Divirta-se.

 

Jumping - Curta experimental criado e dirigido por Tezuka em 1984 e cujo processo criativo é explanado na entrevista desta postagem. Mostra o mundo do ponto de vista de uma criança (nunca fica muito claro) que vai dando saltos cada vez maiores e fantásticos. 

Com recursos limitados, Tezuka consegue um resultado incrível com seu domínio de narrativa (ele fez os story-boards) e os desenhos do animador Junji Kobayashi. Jumping, que mostra um instigante olhar sobre a condição humana, ganhou prêmios pelo mundo e representou o desejo de Tezuka em criar trabalhos fora das exigências das produções comerciais. Veja, que é bem interessante. E há muito mais a descobrir. 



Tezuka Day: Em 2011, a blogosfera especializada em mangá e animê organizou uma intensa maratona de postagens relacionadas a Osamu Tezuka e sua obra. Você pode acessar o conteúdo na página oficial do Facebook aqui


**********
"Se o trabalho tem paixão, será bem valorizado mesmo se não estiver bem feito." - Osamu Tezuka

7 comentários:

Bruno Seidel disse...

Muitos mangakas famosos e idolatrados da geração "pós-Tezuka" ganharam notoriedade justamente por serem discípulos do "Manga no Kamisama". Entre eles está Shotaro Ishinomori, autor de obras como Kamen Rider, GoRanger e Cyborg 009. Aliás, dizem que alguns elementos dos personagens de Cyborg 009 foram insipirados na obra de Tetsuwam Atom (o Astro Boy), um dos trabalhos mais famosos do Tezuka. Só o fato de ter influenciado a genialidade do brilhante Ishinomori já nos dá uma dimensão do quão importante Tezuka foi pra cultura pop japonesa.

Aliás... Osamu Tezuka era bastante amigo pessoal do brasileiro Maurício de Souza. Uma vez, o próprio Tezuka reconheceu o valor da obra do Maurício, que conseguiu cativar uma legião de fãs sem precisar apelar pra violência em suas historinhas, diferente do japonês. Pelo visto, Tezuka havia denunciado um certo arrependimento de ter apelado pra violência em algumas de suas obras, algo que acabou se tornando uma marca registrada das produções japonesas (mangás, animes e tokusatsu).

Ale Nagado disse...

O pioneirismo de Tezuka em muitas frentes é algo sem paralelos. Dizer que ele seria um "Disney japonês" é pouco, pois ele foi um criador acima de tudo. Mesmo dizer que ele seria um "Will Eisner japonês" seria pouco, pois ele não apenas desenvolveu a linguagem narrativa, como explorou todos os nichos de mercado possíveis.

E ele influenciou todos que vieram depois dele. Por isso sempre vale à pena resgatar aspectos obscuros de sua obra.

Abraço!

Bruno Seidel disse...

Mas ele mesmo admite que foi muito influenciado pelas obras de Walt Disney, certo? Uma vez li em algum lugar (não me recordo aonde) que ele bebia bastante da fonte dos contemporâneos estadunidenses.

Ale Nagado disse...

Sim, o seu traço de olhos grandes ele mesmo admitia que foi inspirado no Bambi da Disney. E ele se inspirava muito em animações dos EUA e Europa. O legal é que ele absorvia tudo e criava algo novo e com identidade própria. Coisa de gênio. Ele somente não foi um gênio dos negócios. Nesse ponto, ele não chegava aos pés de Walt Disney.

Stefano Barbosa disse...

Por falar em Tezuka, veja este vídeo sobre Tokiwa-so !
https://www.youtube.com/watch?v=ao_QOUAVvfk
https://vimeo.com/39569481

PS: você conhece alguém que possa legendar o vídeo do youtube ?

Ale Nagado disse...

Boa dica, Stefano, obrigado.

Infelizmente, não sei quem poderia fazer isso.

Abs

Stefano Barbosa disse...

outro vídeos legais!
https://www.youtube.com/watch?v=2xqAbiSZEE4
https://www.youtube.com/watch?v=0Kvi2izAWMQ