sexta-feira, 5 de agosto de 2011

BOLETIM SUSHI POP - 4

Olá, tudo bem? Esta tem sido uma semana corrida por conta de trabalhos e compromissos. Por isso, só dicas rápidas desta vez. Vamos à elas: 
5º PRÊMIO INTERNACIONAL DE MANGÁ

Até o dia 31 de agosto, autores novos e veteranos podem enviar seus trabalhos para a quinta edição do International Manga Award, que tem apoio do Governo Japonês.

Os interessados podem participar com histórias inéditas ou mesmo já publicadas de no mínimo 24 páginas, desde que produzidas nos últimos 3 anos. O prêmio é uma viagem ao Japão no ano que vem. A promoção no Brasil está sendo feita pelo Consulado Geral do Japão de Curitiba.

Aos interessados:
Diretrizes do concurso - Ficha de inscrição
(Arquivos PDF em inglês.)

Site oficial: 
www.manga-award.jp


NOVA PATRULHA ESTELAR
Agora é oficial: Yamato (Patrulha Estelar) terá nova série de TV no ano que vem. Será, provavelmente, uma reformulação da série original, reapresentando a saga a um novo público. E nada de sair por aqui a versão live-action lançada em cinemas japoneses no final de 2010.
CONTINUA A SAGA DE LEDD
Ledd, o divertido mangá nacional on-line de J.M. Trevisan e Lobo Borges, já está com metade da segunda edição disponível para leitura. Acesse: www.leddhq.com.br

Hironobu Kageyama
e o JAM Project
JAM PROJECT NA ESTRADA
A veterana banda japonesa que nasceu para renovar o poder das anime songs está preparando nova turnê. Ainda sem título divulgado, a maratona de shows pelo Japão e alguns países da Ásia começa no dia 22 de outubro, em Tóquio. Antes da turnê, o grupo ainda lança um novo single, “Believe in my existence”. Com lançamento anunciado para 5 de outubro, é o novo tema de abertura do animê Cardfight!! Vanguard (que estreou em janeiro de 2011), baseado em um card game bastante famoso atualmente no Japão.



HIRONOBU KAGEYAMA
Além de líder do JAM Project, o astro das anime songs Hironobu Kageyama ainda mantém sua carreira solo em plena atividade. Em 12 de outubro, sai seu novo álbum de canções originais, onde ele mostra novamente seu talento como compositor e cantor. Kageyama, que já esteve várias vezes no Brasil, é famoso por cantar músicas de Changeman, Cavaleiros do Zodíaco, Maskman e Dragon Ball Z, entre outras séries. Sua carreira começou com a banda Lazy, há 34 anos e ele é um dos principais nomes do cenário das anime songs.
AS KAMEN RIDER GIRLS FAZEM NOVA VÍTIMA
Saiu no Japão o novo single da infame banda feminina pré-fabricada Kamen Rider Girls. Criadas pela gravadora Avex junto com a Toei Company, elas já destruíram com suas vozes fraquinhas e editadas com auto-tune (ou algum similar), o icônico tema do primeiro Kamen Rider para o filme Let´s Go Kamen Riders (2011). Em seu novo single, lançado nesta semana, elas destroem com suas batidas dançantes outro clássico, o tema do Kamen Rider V3

DICA DE BLOG: 
UNIVERSO OTAKU   
O brasileiro Michel Matsuda vive no Japão há mais de 10 anos, onde tem contato tanto com a programação quanto com todo o universo de consumo ao alcance do público otaku legítimo. Leitor de mangás, espectador de animês, tokusatsu, colecionador de bonecos e uma infinidade de itens relacionados a seus personagens favoritos, Michel mantém um blog perfeito para se acompanhar lançamentos e eventos para o público otaku. Além disso, ele participou do e-book Cultura Pop Japonesa – Histórias e curiosidades.

2 comentários:

Michel disse...

Não cheguei a ouvir essa nova música do JAM Project, pois esse anime Cardfight!! Vanguard não me desce! Vi só o primeiro episódio e parei. Não consigo gostar de animes de card-game. Falando no Kageyama, vi ele no dia 24, no Wonder Festival. Ele devia estar com umas olheiras bem grandes, pois não tirou nenhuma vez os óculos escuros...rsrsrs!

Também faço parte do grupo que detesta as Rider Girls! Curiosamente, elas tem um programa semanal de meia-hora, no Toei Channel. Eu adorei um deles, quando elas foram passar por um treinamento no JAE. Sofreram na mão do instrutor (e ex-suit-actor) Michihiro Takeda. Uma delas até chegou a chorar!

P.S.: Obrigado pela divulgação do blog.

Alexandre Nagado disse...

Séries como Vanguard, Yu-Gi-Oh, Bakugan e afins não me descem bem. Só mencionei por ser algo relacionado ao JAM.

E as Rider Girls são meio como o AKB48 e inúmeros grupinhos de idols. Você acha bonitinho e depois esquece, confunde as caras, etc...

Aquele arranjo da canção do primeiro Rider me deixou irritado. Obviamente isso não foi culpa delas, mas as vozes claramente alteradas eletronicamente também não ajudaram nada. Blergh.

E o Kageyama não para mesmo. Grande figura, merece o sucesso que tem.

Abraço!