RECADO AOS VISITANTES:

Olá! O blog está de férias, mas já estou trabalhando em novas postagens. O Sushi POP voltará a ser atualizado no dia 1 de agosto (terça), no período da tarde.

O que vem por aí:
- Ultraman Geed, Novo Lobo Solitário, resultado da convocação para trabalhos acadêmicos e mais!

Esteja aqui para conferir. Até breve!

terça-feira, 3 de maio de 2011

Minami Keizi e Cláudio Seto: Pioneiros do mangá brasileiro

A vibrante arte de Claudio Seto
O Brasil possui a maior colônia japonesa do mundo. E do meio dessa colônia surgiram os primeiros trabalhos nacionais influenciados pelo mangá, muito antes dessa palavra se tornar conhecida. 


Ainda tem muita gente que pensa que o mangá só chegou no Brasil depois dos Cavaleiros do Zodíaco, nos anos 1990, sem conhecer a fascinante história do mangá brasileiro - categoria desprezada por grande parcela preconceituosa do público. 


Independente de opiniões contrárias, o mangá nacional é uma realidade e seus primeiros exemplares surgiram na distante década de 1960. O site Bigorna.net realizou um louvável trabalho de valorização histórica através de artigos e entrevistas focadas nos dois grandes pioneiros do mangá no Brasil e do mangá brasileiro: Minami Keizi e Claudio Seto, ambos já falecidos. Para fins de registro e divulgação sobre essa fase obscura da HQ nacional, organizei links para os textos. Fica aqui minha homenagem a esses grandes batalhadores  das HQs brasileiras que eu, infelizmente, não tive a oportunidade de conhecer pessoalmente. 


Minami Keizi, a EDREL e as HQs brasileiras

Entrevista: Minami Keizi

Entrevista: Claudio Seto - Parte 1

Entrevista: Claudio Seto - Parte 2

Um comentário:

Anônimo disse...

A história dos quadrinhos no Brasil deve muito a esses grandes artistas.