sexta-feira, 22 de outubro de 2010

COMENTANDO SOBRE POLÍTICA E AS ELEIÇÕES



Ultimamente tenho postando muitos comentários sobre política no Twitter, por conta da época eleitoral. Eu acho que política, gostando ou não, tem que acompanhar sempre. Mas obviamente, o momento eleitoral acaba inspirando a gente a falar mais do assunto. Como o que se escreve no Twitter é muito efêmero, quis reunir algumas postagens que publiquei, desde antes do primeiro turno. Elas revelam muito do meu pensamento sobre política e resolvi deixar isso registrado aqui no blog.





********

Vai votar no Tiririca só pra fazer graça? Podia fazer uma merda que só afetasse a sua vida, né?

E pensar que o Tiririca ainda vai puxar votos pra eleger outros oportunistas... É nisso que dá o voto ser obrigatório.

Petistas: O PSDB não é o demônio. Tucanos e simpatizantes: O PT não trará o fim do mundo. E vocês têm mais em comum do que admitem.

Acho que o Brasil perdeu uma chance histórica quando disse "não" ao parlamentarismo (defendido pelo PSDB e combatido pelo PT). Porém...

... quando penso na chance que o Tiririca teria para ser Primeiro Ministro, lembro que pior do que está, poderia ficar.

Quem está por trás do Tiririca? http://tinyurl.com/2f26eh6 - Veja o que o "voto de protesto" vai fazer.

Tem gente que trata eleição como o fim. Não importa quem vença. Fiscalização, espírito crítico e mobilização é que farão a diferença.

Tem umas candidatas querendo se eleger com o corpo. A ideia é assim: "Chega de votar nos filhos da p... Vote nelas de uma vez."

Chamar o Lula de analfabeto porque não tem diploma é ignorância política e desvia os motivos reais pelos quais ele deve ser criticado.

O povo se apega a estereótipos ao invés de discutir coisas que importam. Se a Marina estivesse na frente, iam arranjar algum pra ela.

Tiririca na BBC: www.bbc.co.uk/news/world-latin-america-11351808 (via @alemaopazeamor) - Senti vergonha.


É por isso que eu sou contra a obrigatoriedade do voto.


Sobre religião, democracia e o voto livre: http://tinyurl.com/25mgpmt (via @cartacapital)

Ironias e ataques à Igreja ganham RTs automáticos, bem como seus erros (q não são poucos). Um religioso escreve algo sensato e é ignorado.

O único candidato a presidente com quem já me identifiquei foi o Mario Covas, em 1989. Isso não é bom.

Indignação é o que move a campanha. A maioria se empenha em apontar podres do adversário, e não as virtudes de quem apóia. Triste.

Que os que apóiam o lado que for vitorioso adotem o espírito crítico e vigiem as falhas que fingiram não ver durante a campanha.

Análise de carisma: Serra parece o Sr. Burns. Lula, o Papai Smurf. Isso explica muita coisa.

É sempre assim: somente o outro tem alianças com gente de caráter questionável. Eleição é passional demais e não deveria ser.

Muitos estão mais preocupados em esfregar a Dilma na cara da Globo, Veja, Folha e a chamada "mídia golpista". Mas depois tem 4 anos.

Desta vez, estou neutro (torci pela Marina), e admito acreditar que a Dilma tem mais capacidade de articulação. Mas os aliados dela...

Assessor nerd de Serra justifica caso da bolinha de papel: "Tinha um fragmento de kriptonita dentro."

Discordo em pontos importantes, mas recomendo o manifesto à nação do Plinio Arruda: http://tinyurl.com/2f86h9w

Enfim, como alguém já disse, pregar no Twitter é pregar pra convertidos. Ninguém muda de opinião, só fica mais raivoso.

Já li cada estupidez que não vejo a hora da eleição passar para que os meus amigos de bom senso voltem a ter bom senso.

Bom senso deveria ser escolher um lado mas não agir como se fosse a luta definitiva do bem contra o mal. Acreditar nisso é o fim.

Tucanos, petistas e a bolinha da discórdia: http://tl.gd/6jksi1 


O que realmente importa na disputa eleitoral (charge do Cláudio): http://tinyurl.com/257l46c

Tenho me decepcionado com o lado conivente, hipócrita e manipulador de muita gente nestas eleições. Mas não vou deixar abalar amizades.

Muitos devem se decepcionar com minhas críticas a ambos os candidatos. Tenho uma preferência, mas não a ponto de fazer campanha.

A despeito de podres e alianças duvidosas, ambos possuem capacidade de fazer coisas boas. Como já fizeram e um busca apagar do outro.

(Post sujeito a eventuais atualizações)

3 comentários:

Arthur disse...

É isso aí!!!

claudio disse...

Muito bem, Nagado. Todos nós temos direito de ter um candidato e até de fazer campanha. Mas, creio que contribuimos mais quando somos críticos e apartidários.
Cláudio

Alexandre Nagado disse...

Infelizmente, a propaganda partidária tomou conta do Twitter e invadiu caixas postais. O que o lado vitorioso não conseguia enxergar é que estavam cometendo erros parecidos. Não é tentar nivelar por baixo e dizer que é tudo igual. Mas o senso crítico ficou seriamente abalado nessa eleição.

Abraços aos colegas de traço.