segunda-feira, 3 de agosto de 2009

RELATO SOBRE O SANA 9 (PARTE 2)

Na manhã do segundo dia do SANA, antes de ir para o evento, fomos conhecer a Praia do Futuro, um lugar belíssimo. O grupo de japoneses ficou em mesas na areia, debaixo do maior sol. Fiquei um pouco com eles e logo cedo já fomos tomando cerveja (ei, naquele calor não tem coisa melhor...) e comendo aperitivo. Primeiro, o dono da lanchonete veio alertar pra tomar cuidado com máquinas fotográficas e carteiras. Mesmo assim, o pessoal resolveu ficar por lá, pois ficaríamos pouco tempo, já que depois do almoço tinha que ir ao evento. Pra quem vive em um país onde roubos são raros, deve ser incômodo ter esse sentimento de desconfiança e temor.

Uma cena engraçada rolou quando apareceu um vendedor de tatuagens de hena. Ele chegou e, vendo um monte de japoneses, perguntou: "Ninguém aqui fala português, né?" E emendou: "Gudi mórdin, du iú ispiqui inglich?" Em bom e claro português, expliquei que não adiantava tentar vender as tatuagens aos turistas porque, no país deles, quem usa tatuagem é mafioso. O cara ignorou e ficava mostrando o catálogo pra cada um e falando "Tattoo, tattoo!!!". Aí, pra se fazer entender melhor, ele soltou: "HENA TATTOO!". Isso soou parecido com "Hen na tattoo!", que em japonês significa "Tatuagem esquisita". O Hiroshi Kitadani soltou um "Hen na tattoo???". Aí é que ninguém quis saber, ah ah! Finalmente, o vendedor desistiu e saiu p... da vida, reclamando e criticando a gente. Boa sorte pra ele... O sol estava muito intenso e fui na parte de dentro da lanchonete, onde estavam a Erica Awano, a Petra Leão e o José Leonardo. Os três, além do Ricardo Cruz, foram os convidados com quem mais conversei. Enquanto isso, alguns não resistiram e caíram na água.

*****
Depois de almoçarmos, corri para o evento antes dos demais para fazer uma explanação sobre o Doraemon antes da exibição do longa Doraemon - O Dinossauro de Nobita, patrocinada pelo Consulado do Japão. Falei sobre a relevância de Doraemon na cultura pop japonesa e os motivos dele ter sido escolhido como o "Embaixador do Animê" pelo governo japonês.

*****
Em seguida, rolou no auditório um bate-papo com os dois dubladores presentes: José Leonardo (à esquerda, na foto) e Ricardo Juarez. O primeiro fez as vozes de Anakin Skywalker (Star Wars - Clone Wars), Perninha (Tiny Toons), Tinky Winky (Teletubbies), Bob (Família Dinossauro) e outros. O Ricardo, além do inconfundível Johnny Bravo, também fez o narrador de Digimon, Capitão Átomo (Liga da Justiça Sem Limites) e vários outros. Eles falaram sobre suas carreiras e também contaram que dublaram o animê Gungrave, que permanece inexplicavelmente inédito no Brasil até o momento. E, claro, fizeram várias vozes ao vivo, para delírio da platéia. Conheço vários dubladores e já vi muitas performances ao vivo, mas sempre acho muito divertido.
*****

Depois, tivemos uma sessão de autógrafos reunindo a Petra, Erica e eu, os três quadrinhistas convidados do SANA. Bom, apesar de alguns leitores que encontrei lá, é verdade que alguns apenas entraram na fila (por um incompreensível gosto brasileiro por filas) para ganhar uma assinatura sem saber quem eu era. Sem problema, afinal, a maior parte do material que me fez mais conhecido do público otaku é da década (ou século) passado. De volta à sala VIP, ganhamos lembranças: uma sacola com boné, camiseta e chinelo do evento, rapadura, castanhas de caju (sensacionais), etc...
*****
Já era noite e ia rolar o show do sábado. Kanako Ito anunciou que pesquisou na internet qual anime song cantada por voz feminina era a preferida do público brasileiro. Quando entrou a canção "Zankoku na tenshi no teeze" (de Evangelion), a platéia veio abaixo. Várias músicas do JAM Project também levaram a platéia ao delírio, incluindo a minha favorita, a poderosa "Soultaker". Aliás, impossível não lembrar de quando o Ricardo Cruz me apresentou a essa música anos atrás. De fã de Hironobu Kageyama e seu JAM Project, ele se tornou membro da banda, cantando ao lado de seus outrora ídolos e atuais amigos, uma de suas músicas favoritas. Mesmo os mais enlouquecidos e otimistas sonhadores teriam dificuldade em crer na concretização de tamanho sonho. Mas o Ricardo merece, pois estava no lugar certo, na hora certa e estava PREPARADO para os desafios que o levariam aonde chegou.
Após a apresentação, estavam todos exaustos. Na sala VIP, estava conversando com o Ricardo e perguntei se poderia fazer a caricatura dos cantores em algum momento. Daí, ele disse: "Pô, faz a minha agora, vai." Depois que desenhei o Ricardo, um a um os demais cantores foram posando, o que foi bem divertido.
*****
Finalmente, fomos à bela churrascaria Boi Preto, onde comemos até não aguentar mais. Estavam todos animados à mesa e o ambiente era ótimo. Mas já batia uma tristeza porque o dia seguinte seria o último do evento. De volta ao hotel, desmaiei de sono, entupido de tanta carne e cerveja... No dia seguinte, seria hora de fazer compras.

EXTRA! Fotos e matéria sobre o SANA na revista japonesa FAMITSU:
http://www.famitsu.com/anime/news/1226365_1558.html

3 comentários:

Michel disse...

Mais um post brilhante! Essa do vendedor de tatuagens foi de matar de rir. O cara “cavou a própria cova”...HeHeHe! Esse não está preparado pra lidar com estrangeiros... Agora, sobre a questão dos autógrafos, taí uma grande diferença para com o Japão. Como aqui as assinaturas são pagas, isso evita de pessoas entrarem na fila pra pegar só por pegar. Tá certo, tem as diferenças culturais, e não daria certo cobrar no Brasil, mas ainda assim, acho o mais justo. Bom, nem vou me alongar muito nesse assunto! Tive a oportunidade de ver em pessoa a Kanako Ito, no Wonder Festival 2009 Summer, no dia 26 de julho, e confesso que não conheço nada do repertório dela. Imagina o publico brasileiro então... No final do WF, foi a Masami Okui quem contou que a Kanako e o trio do JAM tinham ido ao Brasil! E que chique, matéria até na Famitsu! Li inteirinha, muito legal a matéria! Quando acontece o AF e o SANA, é nessas horas que o Japão fica com falta de cantores...HáHáHá! Vai todo mundo para o Brasil...

A última frase do redator da matéria:
地球の裏側で奇跡の光景に遭遇してしまった気分でした。
(Sinto que acabei presenciando uma cena milagrosa no lado contrário da Terra), referindo-se a foto com todos os cantores!

Alexandre Nagado disse...

Teve outras cenas engraçadas na praia. O Kageyama estava, nas palavras do Ricardo, parecendo um "príncipe das arábias", de tanta roupa sobrepostan que ele levou na praia. Mas lá ele não resistiu, botou chinelo, bermuda e ficou sem camisa, tostando feito camarão.

Sobre a Kanako, eu vi os shows dos bastidores e notei que na primeira fila tinha pessoas cantando as músicas dela. Esse povo que curte mesmo anime songs acaba cavando novidades via YouTube, redes P2P e por aí vai. E quando ela foi anunciada, certamente muitos foram atrás de material dela pra conhecer. E garanto: além de extremamente simpática, ela é uma cantora de alto nível.

Abraços!

sarah-chibi disse...

Adorei esse relato!!Hahahahaha Hen na tatoo!!XD Estou estudando o japones, então quando li "henna tatoo" logo pensei "ai caramba !XD fez besteira!!" ahahahahahhahh Muito bom!!!!
Fiquei surpresa pelo SANA ter levado a Kanako Ito, é uma excelente cantora e de voz muito postente, conheço o Trabaçho dela há um tempo, pois acompanho o mundo das animesongs bem de perto, e fico atenta com as modas "nico nico" que geralmente são músicas que ficam famosas no site de videos Nico Nico Douga e que por isso logo serão regravadas por cantores de Animesongs ou cantas em shows como o Animelo Summer Live (Vide a música que o JAM Project regravou chamada "Omoide wa Okkusenman", é uma música totalmente fan made e que explodiu no Nico nico).

Acho que o SANA deste ano foi muito imprecionante e sinto um grande peso por não ter ido (apesar de que AMEI o AF já que sou muito fan também do Akira kushida,Shinichi Ishihara e Yukio Yamagata, e na quinta-feira o Manga trio foi divertido, kageyama dando uma de cupido entre eu e o Endoh la do palco hahahah).

Espero ansiosa pelo próximo post!!