sexta-feira, 20 de março de 2009

Uma canção marcante em O Regresso de Ultraman (Hana, Taiyou, Ame - PYG)

Meu seriado japonês favorito é O Regresso de Ultraman (Kaettekita Ultraman, de 1971), uma dramática aventura cheia de ação, personagens bacanas e uma trilha sonora de cair o queixo. Porém, em um episódio específico, tocou uma única vez uma canção que eu simplesmente achei o máximo. 

Era o capítulo 34, onde aparecia um monstro-planta chamado Leogon, criado por um cientista insano que fora amigo de infância do herói Hideki Goh, alter-ego do Ultraman. A história fora escrita por um jovem de 16 anos chamado Shinichiro Kobayashi, que depois se tornaria um respeitado profissional.

No trágico clímax do episódio, quando o cientista era morto por sua criação, entrava uma canção maravilhosa e sentimental. A música embalava as memórias de infância do herói, quando ele brincava com o futuro cientista. A música não apareceu em nenhum álbum com a trilha sonora dos Ultras e eu achava que nunca ia descobrir que canção era aquela. Eis o trecho, intenso e emocionante.


Hoje, descobri graças à Wikipedia, que a música se chama Hana, Taiyou, Ame (ou "Flor, Sol, Chuva"), e foi um grande sucesso de uma banda chamada PYG. Depois, achei um clipe no Youtube, na verdade uma seleção de fotos da banda para acompanhar a música. 

Obviamente, se você não tem a música em sua memória afetiva por causa do episódio citado, o efeito de ouví-la será bem menor. Ainda assim, é uma grande canção do pop-rock japonês com influências folk de 1971, antes que definições como J-Pop e J-Rock fossem usadas para categorizar as músicas. Divirta-se!


15 comentários:

Michel disse...

Assisti esse episódio há pouco tempo, na reprise do Tokyo MX, e até achei estranho o final, tocando essa música. Algo meio inusitado, na época. Inclusive, o nome da música nem chegou a ser creditado na abertura. Além desse episódio, no 48 (Chikyû Itadakimasu!), também foi utilizada uma música, da banda The Drifters. (Fonte: Wikipedia).

Alexandre Nagado disse...

Como a "Hana, Taiyou, Ame" fez sucesso em 1971, certamente deu um ar bastante contemporâneo à produção. Esse tipo de recurso acaba sendo raro, pois deve ser um pouco mais complicado na negociação dos direitos usar uma música pronta do que uma feita especialmente para a série.

De qualquer forma, a canção grudou nos ouvidos e o refrão ainda ecoava na memória muitos anos depois de ter ouvido pela última vez no episódio. Por isso fiquei contente ao encontrar a canção.

Abraços!

Aniki disse...

Gostei da música, ela lembra um pouco o estilo dos Beatles hehehe

O que mostra que nem sempre os tokusatsu tiveram apenas as músicas feitas para a série. O final do Ultra Seven também teve uma música de Schumann durante a última luta contra Pandon

Agora uma pergunta: a garota do episódio 28 de Ultraman Tiga(Lembrança do Céu Azul) era uma cantora mesmo ou só a atriz interpretando?

Grande abraço

Robinson Oliveria disse...

Eu não consegui lembrar Nagado desta canção.
Já se passaram muitos anos que assisti o Regresso do Ultraman.rsrsrsrsrs !!!
Preciso assistir mas tenho apenas alguns episódios em japonês, já o Seven consegui assistir no ano passado completo.
A canção é legal.

Alexandre Nagado disse...

Fala, Aniki!

Os Beatles influenciaram profundamente o J-pop e sua marca é perceptível até hoje em muitos artistas japoneses.

Esse episódio do Tiga é um dos meus favoritos. Eu realmente não sei isso que perguntou. Preciso pesquisar, mas acho bem provável que fosse uma pop idol em início de carreira ou que a Tsuburaya tivesse interesse em projetar.

Talvez o Michel Matsuda consiga cavar essa informação.

abraços!

ॐ HAKAIDER - 人造人間ハカイダー disse...

A canção é linda e também me chamou a atenção quando assisti ao episódio. Tenho a série completa que peguei pela internet, só que infelizmente a maioria dos episódios estão com qualidade de VHS e um audio muito ruim, espero conseguir achar arquivos com qualidade melhor.
Realmente é raro vermos músicas "comuns" tocando em tokusatsus, outro exemplo que eu dou é a linda canção Blue Velvet, de Bobby Vinton (1963), que toca no episódio 14 de Kamen Rider Kuuga.
Sobre as influência dos Beatles na música japonesa, eu cito uma muito legal: a que toca na abertura de Super Robot Mach Baron (1974), cuja a qual o intérprete é Yoshihiro Sugiura. Não dá para ouví-la sem imediatamente pensar em John Lennon! Abraços ao Nagado!

ॐ HAKAIDER - 人造人間ハカイダー disse...

A canção é linda e também me chamou a atenção quando assisti ao episódio. Tenho a série completa que peguei pela internet, só que infelizmente a maioria dos episódios estão com qualidade de VHS e um audio muito ruim, espero conseguir achar arquivos com qualidade melhor.
Realmente é raro vermos músicas "comuns" tocando em tokusatsus, outro exemplo que eu dou é a linda canção Blue Velvet, de Bobby Vinton (1963), que toca no episódio 14 de Kamen Rider Kuuga.
Sobre as influência dos Beatles na música japonesa, eu cito uma muito legal: a que toca na abertura de Super Robot Mach Baron (1974), cuja a qual o intérprete é Yoshihiro Sugiura. Não dá para ouví-la sem imediatamente pensar em John Lennon! Abraços ao Nagado!

Alexandre Nagado disse...

Bom registro, não sabia dessas outras músicas. Valeu.

E a saga do Ultraman Jack é excelente. Um dia, espero ter esse material em DVD.

Abraços!

ॐ HAKAIDER - 人造人間ハカイダー disse...

Eu até achei a série Ultraman Jack completa em DVD ISO, porém estão sem áudio ou legendas em português. Mas acredito que você queira ter os DVDs originais! Sobre as músicas, o tema de Super Robot Mach Baron facilmente é encontrada na internet. Desta série, destaco também a canção de encerramento que é lindíssima e representa bem o estilo de música dos anos 70...

Edson Oliveira disse...

Encontrei esta página justamente porque estava procurando o nome dessa música. Não apenas lembrava dela com carinho, por ser fã de Ultraman Jack, mas principalmente por ter sido esse o PRIMEIRO episódio que assisti, em 1976. Obrigado a vocês.

Ale Nagado disse...

Que bom que curtiu. E sua primeira experiência com a série foi exatamente com um dos momentos mais intensos e emocionais. Arrepiante até hoje.

Abraço!

Claudio Martins disse...

Sensibilidade!! Ver através das alegorias o sentimento... Sem dúvida um momento épico e para os que tem o prazer de ver e rever, Nostálgico!!

Ale Nagado disse...

Obrigado pelo depoimento, Cláudio.

É bacana saber de gente que entende perfeitamente o espírito dessas séries, que enxerga o conteúdo acima da embalagem.

Abraço!

Claudio Martins disse...

Eu tenho o prazer de escrever no blog de quem li muitas matérias da Herói!
Bons tempos!
Saudade daqueles dias...
É um prazer!
Acredite é de emocionar!
Que a Estrela de Ultra Brilhe Intensamente!

Ale Nagado disse...

Obrigado pelas palavras, Cláudio.

Sinta-se sempre à vontade para participar nos comentários. E espero que encontre aqui outros assuntos do seu interesse.

Grande abraço!